Carta da Presidente da ABRAPEC sobre a VI Escola de Formação de Pesquisadores em Educação em Ciências,

Caros participantes da VI Escola de Formação de Pesquisadores em Educação em Ciências,

 

Em nome da diretoria da ABRAPEC gostaria de enviar nossas boas-vindas a todos e todas que, ao longo desta semana, estarão discutindo questões de pesquisa dentro da programação do VI EFPEC em cada região.

 

Em primeiro lugar, registro a ausência de nosso querido e valoroso pesquisador Wildson Santos que nos deixou há pouco mais de uma semana. Este VI EFPEC é dedicado a ele, que continua a nos inspirar com sua produção, com o desvelo e o rigor com que conduziu suas pesquisas e seu trabalho na UnB, sempre nos advertindo que a pesquisa não pode se apartar do compromisso com a sociedade que a sustenta. A ele nossa homenagem e nossa promessa de continuar pensando sobre o que fez e produziu enquanto estava entre nós.

 

Agradecemos a todos os que colaboraram diretamente para o VI EFPEC e, em especial, a cada um dos representantes regionais, do Norte, do Centro-Oeste, do Nordeste, do Sudeste e do Sul. Sabemos o quanto de dedicação a organização desta semana demandou e somos imensamente gratos a todos e todas que atuaram de modo ativo neste projeto. Agradecemos a CAPES e ao CNPq pelo apoio recebido ou em vias de receber. Agradecemos a cada universidade e seus dirigentes por cada centro, núcleo ou departamento que disponibilizaram para que o VI EFPEC se tornasse possível. Agradecemos a todos os programas de pesquisa que acolheram o convite da ABRAPEC. Um agradecimento carinhoso a todos os doutorandos e doutorandas que confiaram neste convite e na ABRAPEC e viram nele uma oportunidade de crescimento. Certamente com vocês e todos os tutores da VI EFPEC já nos fortalecemos como comunidade, como área de Educação em Ciências aglutinados em torno das finalidades de nossa associação.

 

A realização do VI EFPEC neste novo formato visou ampliar, em nível regional, a interação entre os doutorandos de diferentes programas com pesquisadores mais experientes, de modo a aprofundar sentidos e desafios das pesquisas de nossa área. Esperamos que no decorrer da VI EFPEC a compreensão dessas questões seja ampliada em diálogo com os interesses dos projetos desenvolvidos em cada região, por cada doutorando ou doutoranda.

 

Desejamos que esta semana nos provoque a todos com perguntas, com reflexões, que nos encham de novas ideias, que tonifiquem nosso desejo de pesquisar, que nos tragam dúvidas sobre os limites da pesquisa, que nos desafie e nos encoraje a partilhar com os outros algumas delas, e mesmo a ampliá-las de modo a redimensionar nosso trabalho.

 

Desejamos também que as reflexões que realizarmos possam explicitar as implicações sociais e políticas sobre as pesquisas no âmbito da Educação em Ciências, não nos eximindo de perguntar constantemente: pelo nosso compromisso com a transformação social; pela busca de práticas de pesquisa que vigorem nosso posicionamento ético na sociedade e no mundo; pelo respeito que nossas pesquisas dediquem aos sujeitos e às instituições que nos acolhem. Que possamos nos indagar sempre sobre como nos colocar diante de exigências de produtividade, de socialização do conhecimento e de respeito pelos financiamentos públicos que recebemos, como também pelo sentido do investimento de toda sociedade que deles advém. Ao lado de tudo isso, que possamos viver tudo isso nesta semana com muita alegria, muito riso, muitos encontros e que desfrutemos intensamente a companhia de todos os que participam da VI EFPEC.

 

Em especial, desejamos que esta semana nos ajude a nos situar como pesquisadores em um Brasil em crise: de recursos, de valores e de esperanças. Que reavaliemos nosso lugar neste país e que pensemos sobre o que a sociedade espera ou deseja que façamos.

 

 

Niterói, 06 de novembro de 2016.

 

Sandra Escovedo Selles

 

2 thoughts on “Carta da Presidente da ABRAPEC sobre a VI Escola de Formação de Pesquisadores em Educação em Ciências,

  1. Maurício Façanha Pinheiro disse:

    Parabenizo-a pela delicada saudação…
    A docência, quando doce, favorece a Discência a dizer mais…
    Que surjam cada vez mais pesquisadores que amenizem dores… E que jamais se sintam pesquisadeuses…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.