ATAS DO V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS
 

SESSÃO DE COMUNICAÇÕES ORAIS

ÁREA TEMÁTICA: ENSINO/APRENDIZAGEM DE CIÊNCIAS

 

 

A “AVALIAÇÃO EM PROCESSO” ACOMPANHANDO A ABORDAGEM DO TEMA ENERGIA EM UMA TURMA DE 4ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
Kátia Regina Cunha Flôr Vieira, José de Pinho Alves Filho
florvieira@ibest.com.br

Neste artigo apresentamos uma proposta de avaliação integrada ao ensino e à aprendizagem: a avaliação em processo. Trata-se de uma forma de avaliação dinâmica, processual e contínua, que busca acompanhar o desenvolvimento do educando e subsidiar o trabalho do professor nesse sentido. Com o objetivo de abordar a prática da avaliação em processo, relatamos as ações desenvolvidas durante um ensaio envolvendo sua implementação na área do ensino de ciências, mais especificamente acompanhando a abordagem do tema Energia em uma turma de 4ª série do ensino fundamental. Procuramos assim caracterizar as possíveis contribuições da avaliação em processo para o ensino e a aprendizagem do conteúdo Energia. Palavras-chave: avaliação em processo; ensino de ciências; energia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A APRENDIZAGEM DA REPRESENTAÇÃO DOS CIRCUITOS ELETRICOS MEDIADA POR SÍMBOLOS-PONTE
Amandio Augusto Gouveia e Carlos Eduardo Laburú
amandio@correios.net.br

Este trabalho propõe e investiga a idéia de símbolos-ponte como extensão do conceito de exemplo-âncora desenvolvido pelo modelo de mudança conceitual. Tal idéia surgiu da leitura de recentes pesquisas sobre a dificuldade dos alunos em ler imagens e dar-lhes interpretação coerente e compatível com a significação para qual foram propostas. Procuramos investigar uma estratégia pedagógica, mediada por símbolos-ponte, com alunos do terceiro ano do Ensino Médio de uma escola pública, a fim de rastrear a operacionalização e a formação de conceitos e seu referente simbólico, identificando as reflexões insatisfatórias dos alunos, possibilitando corrigi-las. Finalmente, os resultados da pesquisa apontam que esta abordagem contribui para desenvolvimento da função simbólica e uma aprendizagem significativa. Palavras-chave: símbolos-ponte; mudança conceitual; circuitos elétricos; representação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA: UM EXEMPLO COM A DISCIPLINA EMBRIOLOGIA
Lemos, Evelyse dos Santos e Moreira, Marco Antonio
evelyse@ioc.fiocruz.br

O presente trabalho apresenta a análise da atividade final realizada para avaliar a aprendizagem dos alunos na disciplina Embriologia, ministrada em um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. A disciplina, planejada, desenvolvida e avaliada com base na Teoria de Aprendizagem Significativa (Ausubel et al., 1980), priorizou as idéias centrais do tema, considerou os conhecimentos prévios dos alunos e adotou estratégias que lhes oportunizassem interagir com aquelas idéias em diferentes momentos e maneiras. A atividade – redação de uma carta relatando o desenvolvimento embrionário – foi proposta por acreditarmos que o seu caráter informal minimiza a preocupação do aluno com a linguagem científica e, portanto, favorece a explicitação de evidências de aprendizagem significativa. Os resultados revelam que os alunos, ainda em processo de formação, ampliaram o conhecimento mas ainda recorrem a significados de senso comum para explicar o tema. Ao final, são feitas algumas considerações sobre o resultado obtido.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A AVALIAÇÃO DE PLANOS DE INVESTIGAÇÃO
Bruno Augusto Rodrigues, Antônio Tarciso Borges e Antônio Marcos Vieira Costa
bruno@coltec.ufmg.br

Neste trabalho examinamos uma metodologia de avaliação do pensamento científico dos alunos de nível médio, que acreditamos poder orientar o julgamento do professor durante o exame de planos de investigação provenientes de atividades investigativas. Para tal discutimos o que vem a ser esta metodologia, a atividade investigativa e os resultados de como 135 alunos da rede estadual de Minas Gerais planejaram investigações para dois problemas investigativos distintos com uma e três variáveis cada. Destacamos também como o processo de avaliação apresentado permite ao professor identificar algumas características dos seus alunos relacionadas às competências e habilidades investigativas e possíveis implementações deste recurso no contexto de ensino de ciências. Palavras-chave: Atividade investigativa; avaliação; pensamento científico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS DE BIOLOGIA MEDIANTE A ASSOCIAÇÃO DO CÍRCULO HERMENÊUTICO-DIALÉTICO AO CICLO DA EXPERIÊNCIA DE KELLY
Ricardo Ferreira das Neves, Ana Maria dos Anjos Carneiro Leão e Helaine Sivini Ferreira
hsivini@terra.com.br

Os alunos do ensino médio apresentam dificuldades na construção dos conceitos de degradação, biodegradação e decomposição. Acredita-se que tal fato ocorra por dois motivos: primeiro, porque esses conceitos envolvem alguns fenômenos em nível molecular que exigem grande capacidade de abstração dos alunos e segundo, porque os aspectos que diferenciam esses processos entre si são bastante sutis. Nesta pesquisa investiga-se a utilização de uma temática contemporânea, os bioplásticos, como elemento de contextualização, buscando favorecer a construção desses conceitos numa intervenção fundamentada na Teoria dos Construtos Pessoais de George Kelly (1963). Os consensos iniciais e finais do grupo, a respeito dos conceitos em questão, foram coletados mediante a utilização do círculo hermenêutico-dialético. Através das comparações entre esses consensos pôde-se constatar a eficácia da intervenção uma vez que os conceitos finais de degradação, biodegradação e decomposição, explicitados pelo grupo, se encontram muito próximos das definições científicas encontradas na literatura da área.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A DIVERSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES DE ENSINO APRENDIZAGEM
Helder de Figueiredo e Paula
helder100@gmail.com

Como identificar os objetivos e as características das atividades de ensino aprendizagem de modo a diversificá-las e a coordená-las para promover uma educação em ciências comprometida com o desenvolvimento da autonomia moral e intelectual dos estudantes? Esse é o problema tratado neste artigo. Participei da concepção de um instrumento destinado a auxiliar o professor na tarefa de conceber e avaliar atividades de ensino aprendizagem dentro dessa perspectiva. A seguir, irei relatar e avaliar uma dinâmica utilizada para permitir a apropriação deste instrumento por parte de um grupo de professores de ciências das quatro últimas séries do ensino fundamental. Os dados gerados com o auxílio de gravações em áudio e vídeo, das anotações que fiz em um diário de bordo e das produções por escrito feitas pelos professores trouxeram evidências da efetividade do instrumento utilizado diante dos objetivos e das expectativas que nutríamos em relação a ele.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUÇÃO COMPARTILHADA EM ATIVIDADES SOBRE DOENÇAS RELACIONADAS À ÁGUA PARA ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Cristiane Pereira Ferreira e Rosane Moreira Silva de Meirelles
cpfbio@yahoo.com.br

A persistência da ocorrência de doenças infecciosas geralmente tem sido relacionada, dentre outros fatores, à fragmentação de informações a respeito da promoção da saúde. A educação escolar tem se mostrado uma importante aliada na prevenção de doenças. Assim, este artigo propõe uma série de atividades baseadas no currículo da 6a série do ensino fundamental utilizando o tema transversal “água e saúde”, com a referência da construção compartilhada do conhecimento. A forma como as atividades foram conduzidas revelou-se como uma estratégia metodológica de aprendizado para promoção da saúde.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A EXPERIÊNCIA DO BALDE DE NEWTON: DIÁLOGOS COM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO
Ailson Vasconcelos da Cunha, Lizete Maria Orquiza de Carvalho
avcunha@aluno.feis.unesp.br

Considerando a relevância do processo de produção do conhecimento científico no ensino e a constatação de que a transitoriedade das teorias científicas normalmente passa ao largo da sala de aula de Ciências, a inquietação principal deste trabalho consistiu em utilizar a História e Filosofia da Ciência para apoiar os alunos no enfrentamento de situações, de aprendizagem de Física, que envolvem escolhas, risco de errar e peso de responder pelas escolhas feitas. Analisamos uma situação de ensino em que um estagiário de um curso de Licenciatura em Física procurou conduzir um diálogo com estudantes do ensino médio, a partir de uma série de questionamentos que refletiam as preocupações expressas por Newton, no Principia. Pudemos perceber que, após o padrão de diálogo entre estagiário e estudantes evoluir para uma forma mais democrática, as estudantes arriscaram-se na produção de modelos mentais, possibilitando-nos a visibilidade de um caminho de aprendizagem sobre relatividade do movimento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INVESTIGAÇÃO DAS RELAÇÕES ESTEBELECIDAS POR LICENCIANDOS EM FÍSICA ENTRE A ESTRUTURA DA MATÉRIA E AS PROPRIEDADES MACROSCÓPICAS DOS MATERIAIS
Rodrigo de Miranda Henriques Medeiros, Romildo Albuquerque Nogueira e Helaine Sivini Ferreira
hsivini@terra.com.br

As propriedades macroscópicas da matéria, tratadas no ensino médio, são habitualmente abordadas de forma descritiva, sem o estabelecimento de relações entre elas e os aspectos estruturais que as determinam. Acredita-se que tal fato ocorra devido a deficiências na formação inicial dos licenciados em física e devido ao fato dos aspectos envolvidos no estabelecimento dessas relações estarem fora do alcance da nossa percepção, o que constitui um obstáculo para o seu processo de ensino-aprendizagem. Este trabalho, realizado com licenciandos de física, teve como objetivo promover uma melhor compreensão das propriedades elétricas, térmicas e ópticas de materiais a partir do estudo dos seus aspectos estruturais. Para tanto, se utilizou uma intervenção fundamentada na Teoria dos Construtos Pessoais (1963). Os resultados indicaram que a intervenção auxiliou os alunos na identificação dos aspectos estruturais relevantes, bem como, no estabelecimento de relações válidas entre estes e as propriedades macroscópicas, promovendo uma visão sistêmica da questão.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A MODELAGEM COMPUTACIONAL QUANTITATIVA NO ESTUDO DO RESFRIAMENTO DA ÁGUA: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO COM ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO
Elias Gonçalves, Laércio Ferracioli
eliasgoncalves@gmail.com

O artigo apresenta resultados da investigação sobre a utilização do Ambiente de Modelagem Computacional Quantitativo ao aprendizado exploratório de conteúdos específicos de Ciências. Os resultados aqui apresentados são relativos ao estudo e a interação e desempenho de alunos de ensino médio, durante a utilização do ambiente de modelagem computacional quantitativo baseado na metáfora de ícones STELLA em uma atividade sobre o resfriamento da água. Os dados são de natureza qualitativa e para a sua análise foi utilizada a técnica da Rede Sistêmica. Os resultados sugerem que os estudantes foram capazes de desenvolver os modelos propostos, identificando o tipo de estrutura causal característico do fenômeno de resfriamento da água e apresentando dificuldades e habilidades no desenvolvimento do processo de construção de modelos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PERSPECTIVA DE ALUNOS SOBRE A INSERÇÃO DA FÍSICA MODERNA NO ENSINO MÉDIO
Reginaldo de Abreu e Washington Luiz Pacheco de Carvalho
reginaldofisica@terra.com.br

Neste artigo tratamos da questão da inserção da Física Moderna no ensino médio. A partir de uma abordagem teórica, feita exclusivamente sobre um artigo que traz uma importante revisão da literatura nessa área, (Ostermann e Moreira, 2000), foram constituídas categorias de justificativas para esta inserção. Num segundo momento do trabalho, na sua fase exploratória, alunos do ensino médio que fizeram parte de uma atividade de Física Moderna na universidade foram convidados a falar sobre os significados dessa experiência. Os discursos de seis alunos foram analisados pela perspectiva de como justificariam a inserção da Física Moderna no ensino médio. Pudemos verificar que as categorias constituídas foram compatíveis com as expressões dos alunos, e também pudemos constatar que o fator emocional, evidenciado nas falas dos alunos, é importante e precisa ser adequadamente considerado para se promover esta inserção.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS EM GENÉTICA MENDELIANA
Lucio Ely R. Silvério, Sylvia Regina P. Maestrelli
lsilverio@hotmail.com

Nesta pesquisa se investigou aspectos da relação entre resolução de problemas e aplicação de conceitos em genética mendeliana por alunos do Ensino Médio. O estudo foi realizado através de questionário e entrevista semi-estruturada em uma escola pública. As estratégias de resolução, a aplicação de conceitos envolvendo meiose, formação de gametas, localização de alelos e dificuldades na resolução de diferentes problemas de genética foram identificados e analisados. Os resultados indicam o uso de algoritmos como a principal estratégia de resolução dos problemas, muitas vezes sem a compreensão sobre o contexto e o motivo para usá-los e que os alunos aplicam determinados conceitos mais por força da memorização de suas definições do que pela compreensão de seu significado. Alternativas pedagógicas são propostas para maior interação entre a metodologia empregada na atividade e a proposta de problemas que associem domínio conceitual e procedimental, a partir dos conhecimentos prévios que o aluno já possui.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS NAS AULAS DE MATEMÁTICA
NELSON ANTONIO PIROLA E LUCIANA VANESSA DE ALMEIDA BURANELLO
npirola@uol.com.br

A atividade de resolução de problemas pode proporcionar aos estudantes o desenvolvimento de estratégias, teste e validação de hipóteses, a escolha de procedimentos e a comunicação de idéias. Os objetivos da pesquisa foram: 1- investigar os principais problemas que os professores de matemática encontram para trabalhar com a resolução de problemas em sala de aula; 2- Analisar as principais dificuldades apresentadas pelos alunos na resolução de problemas, na visão dos professores. Participaram da pesquisa onze professores de matemática. A análise dos dados mostrou que as dificuldades relativas ao trabalho com a resolução de problemas estão relacionadas, em sua maioria, ao baixo interesse dos alunos para a tarefa de resolução de problemas e o principal obstáculo que os estudantes encontram para resolver um problema, na visão dos professores, é a interpretação do enunciado. A partir dos resultados são discutidas possibilidades de como professores e alunos podem superar essas dificuldades.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A RESOLUÇÃO DE SITUAÇÕES PROBLEMÁTICAS EXPERIMENTAIS NO CAMPO CONCEITUAL DO ELETROMAGNETISMO: UMA TENTATIVA DE IDENTIFICAÇÃO DE CONHECIMENTOS-EM-AÇÃO
Célia Maria Soares Gomes de Sousa; Marco Antonio Moreira; Thiago Alexandre Melo Matheus
celiasousa@unb.br

Neste estudo analisamos o desempenho de alunos universitários, em uma disciplina de Física Experimental, que aborda o conteúdo de Eletromagnetismo, em nível de Física Geral. Tal análise procedeu-se à luz da teoria dos campos conceituais de Vergnaud. Para isso, delineamos situações e materiais instrucionais que foram utilizados ao longo do estudo e foram construídos visando promover a aprendizagem significativa de conceitos físicos e a resolução de situações problemáticas experimentais, no contexto do laboratório didático onde acorrem as aulas da disciplina em questão. Esse trabalho nos forneceu evidências de que, de fato, o estudo do domínio dos campos conceituais, pelos alunos, é um trabalho de longo prazo, que deve ser feito em vários ciclos ou etapas, com o aperfeiçoamento da metodologia e dos materiais utilizados, na medida em que se percebe o progressivo domínio, por parte dos alunos, dos campos conceituais em questão. Palavras-chave: situações experimentais, campos conceituais, conhecimentos-em-ação, eletromagnetismo

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A TABELA PERIÓDICA: UM RECURSO PARA A INCLUSÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA VISUAL
Lorena Gadelha de Freitas Brito; Márcia Gorette Lima da Silva
marciaglsilva@yahoo.com.br

A inclusão escolar de deficientes visuais no Ensino Médio na cidade de Natal passa por um enorme distanciamento entre a teoria e a prática. Poucos recursos didáticos, instalações físicas inadequadas são alguns fatores que emperram o processo de inclusão. Os alunos deparam-se também com a aridez dos conteúdos disciplinares e, no caso do estudo da Química, os signos relativos à linguagem que é concernente à matéria, como no caso da Tabela Periódica, que na cidade de Natal ainda vem escrita em várias páginas. Esse aspecto, conseqüentemente, leva muitos deficientes visuais a não conseguirem participar das aulas. Nosso desafio foi (re)elaborar um material adequado as necessidades desses alunos propiciando sua inclusão. Utilizou-se entrevista semi-estruturada para conhecer a opinião de alunos cegos sobre a tabela e as dificuldades no manuseio. A partir das respostas foram construídas duas tabelas e submetidas a análise dos participantes para identificar se atendia às solicitações feitas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A TEORIA DOS CAMPOS CONCEITUAIS E AS SITUAÇÕES ESCOLARES
Frederico Firmo de Souza Cruz, Mikael Frank Rezende Junior, Sonia Maria S. C. de Souza Cruz
sonia@fsc.ufsc.br

Neste trabalho é feito uma análise sobre a tradição do ensino de física e as situações didáticas a luz da Teoria dos Campos Conceituais de Gerard Vergnaud. Argüimos que a Tradição do Ensino de Física não cria situações que contribuem para o processo de conceitualização dos estudantes. Usando a terminologia de Vergnaud, há uma fragmentação na tripla {S,I,R}. Além disso, esta tradição em contextos específicos, como assuntos de Física Moderna e Contemporânea ainda podem criar obstáculos. Nós assim, procuramos enfatizar alguns pontos que podem ser investigados para confirmar a nossa suposição e dar pistas para enfrentar parte das dificuldades.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS DA DINÂMICA DE SISTEMAS PARA A CONSTRUÇÃO DE MODELOS NO ESTUDO DE TÓPICOS EM CIÊNCIAS
Flavia Jose de Oliveira, Laercio Ferracioli
flavia@uvv.br

A simples utilização de softwares em sala de aula tem se mostrado insuficiente para cobrir o espectro de possibilidades aberto pelo ferramental da tecnologia da informação e comunicação no contexto educacional. Dessa forma, é premente a necessidade do desenvolvimento de investigação sobre a implementação de procedimentos e metodologias que possibilitem a inclusão adequada desse ferramental. Este artigo, procura investigar a construção de modelos baseado na construção de pares de causa e efeito, denominados diagramas causais, e sua representação no Ambiente de Modelagem Computacional Semiquantitativo WLinkIt, a partir da proposição de atividades de modelagem expressiva. Onde o estudante é solicitado a criar seu próprio modelo especificando variáveis, criando relações entre elas a partir da investigação de como essas variáveis podem estar relacionadas. Os resultados mostram que a introdução dos diagramas causais como procedimento de representação de fenômenos a estudantes do ensino médio é promissora.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A VISÃO DO UNIVERSO SEGUNDO A CONCEPÇÃO DE UM GRUPO DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE SÃO PAULO
Araújo, M. A. A, Elias, D .C .N., Amaral, L. H., Araújo, M. S. T., Voelzke, M. R.
marcos.fisica@click21.com.br

Nesse trabalho foi identificada por meio de um questionário a visão de mundo sobre o Universo, espaço e tempo entre 270 estudantes de Ensino Médio de três escolas de São Paulo. Constatou-se pouco conhecimento dos temas investigados, sendo que apenas 20% dos alunos relacionaram as semanas com as fases da lua, enquanto 28% associaram as estações do ano à inclinação do eixo de rotação da Terra e 23% tinham noções das distâncias entre objetos celestes próximos da Terra. Enquanto 56% conseguiram relacionar o Big Bang com a origem do Universo, verificou-se que 37% reconheciam ano-luz como unidade de distância e 60% reconheciam o Sol como uma estrela. Apesar de 60% dos alunos indicarem a escola como principal fonte dos conhecimentos de astronomia, seus conceitos ainda são inadequados, havendo necessidade de aprimoramento da abordagem desses conteúdos, pois apesar de popular, a astronomia é veiculada de maneira pouco esclarecedora e com imprecisões.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ABORDAGEM DE TÓPICOS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL UTILIZANDO UM LIVRO PARADIDÁTICO NO ENSINO FUNDAMENTAL
Mauro Sérgio Teixeira de Araújo; Cristina do Carmo dos Santos
maurostaraujo@ig.com.br

Foram investigadas algumas contribuições do uso de um livro paradidático como estratégia de ensino de tópicos de Educação Ambiental com alunos do Ensino Fundamental de uma escola pública da periferia de São Paulo, tendo como objetivos modificar a dinâmica das aulas, intensificando as relações professor-aluno e aluno-aluno visando estimular a aprendizagem e promover a incorporação de novas atitudes e comportamentos nos estudantes. A abordagem do tema saneamento básico facilitou sua contextualização em decorrência do estabelecimento de conexões com as experiências vivenciadas pelos estudantes no seu cotidiano, atendendo diretrizes da atual LDB. Constatou-se que a linguagem clara e objetiva do livro e os exemplos relacionados ao cotidiano foram facilitadores do desenvolvimento cognitivo dos estudantes. Testes de hipóteses aplicados às avaliações indicaram que os alunos que acessaram o livro apresentaram rendimento estatisticamente superior aos demais, acreditando-se que o livro paradidático contribuiu para melhorar a qualidade do ensino, tornando a aprendizagem mais significativa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ABORDAGEM INTEGRADA NO TEMA VIVER MELHOR TERRA: O ENSINO ORIENTADO PARA A APRENDIZAGEM BASEADA NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS COMO VEÍCULO DE INTEGRAÇÃO DE SABERES EM CIÊNCIAS FÍSICAS E NATURAIS
Manuel Joaquim Cuiça Sequeira e Luísa Natália Ferraz
msequeira@iep.uminho.pt

O movimento de inovação curricular que se vive no Sistema Educativo Português e se concretiza no projecto Gestão Flexível do Currículo reforça a importância da interdisciplinaridade e da formação integral dos alunos através da articulação e contextualização dos saberes. A presente investigação enquadra-se neste âmbito e centra-se em torno do seguinte objectivo: investigar se uma abordagem de ensino integrado das Ciências Físicas e Naturais, usando como estratégia a Aprendizagem Baseada na Resolução de Problemas, é mais eficaz do que a abordagem disciplinar/tradicional em termos de desenvolvimento de competências no tema Viver Melhor na Terra. Consistiu num estudo experimental em que se compararam os estados inicial e final em alunos de duas turmas do nono ano. Os resultados apontam para uma maior eficácia da abordagem integrada no desenvolvimento de competências ao nível da interligação de conhecimentos, dos saberes disciplinares no âmbito da Física e da Biologia e da resolução de problemas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AMBIENTE DE APRENDIZAGEM PARA O MODELAMENTO DE ENERGIA
João Paulino Vale Barbosa e A. Tarciso Borges
tarciso@coltec.ufmg.br

Nesse trabalho, descrevemos uma proposta de modelamento do conceito de energia em um ambiente de aprendizagem que coloca os alunos como atores principais do processo de aprendizagem. O objetivo do ambiente é propiciar aos estudantes oportunidades de sofisticação dos seus modelos e de apropriação do vocabulário científico usado para falar de energia. Defendemos que a construção do conhecimento se dá através de interações recíprocas entre os alunos em uma rede de cognições mediada pelo professor, através de debates, estudos de textos e atividades experimentais, numa estratégia de alternância interações-debate. A mediação do professor, estabelecida nas ações pedagógicas, é fundamentada a partir do conhecimento inicial dos alunos, analisados a partir de um pré-teste e em depoimentos iniciais, levando-se em conta os estudos sobre concepções prévias conhecidas da literatura.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AMPLIANDO O CONCEITO DE TEMPO ATRAVÉS DA INSERÇÃO DA TEORIA DA RELATIVIDADE RESTRITA NO ENSINO MÉDIO
Ricardo Avelar Sotomaior Karam, Sônia Maria Silva Corrêa de Souza Cruz e Débora Coimbra
ricardokaram@hotmail.com

Neste trabalho procuramos analisar a pertinência de uma discussão fundamentada sobre o conceito de tempo para o ensino da Teoria da Relatividade Restrita em nível médio. Baseados na concepção de aprendizagem, na qual objetiva-se edificar as zonas proximais de um perfil conceitual, realizamos uma intervenção em sala de aula que, entre outros objetivos, buscou ampliar o conceito de tempo que os estudantes possuíam, por meio da construção da noção de tempo relativístico. Elaboramos um instrumento para analisar as idéias dos estudantes sobre tempo (pré-teste), que também serviu para fundamentar a opção metodológica adotada na intervenção. Neste sentido, procuramos organizar a análise dos resultados do questionário inicial, apresentando a descrição de alguns episódios de ensino relevantes e as respostas dos educandos de modo a apontar a proficuidade da metodologia escolhida.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE COMPORTAMENTAL DO MODELO DE MUDANÇA CONCEITUAL
Guilherme Chirinéa, Jair Lopes Junior
chirineagui@yahoo.com.br

Utilizando-se como referencial teórico o Behaviorismo Radical, analisa-se o modelo de mudança conceitual. Considerando estudos que ilustram a difusão posterior do modelo em trabalhos empíricos, descrevem-se medidas comportamentais que parecem fundamentar inferências sobre a ocorrência ou não da mudança conceitual, analisando se e como o tratamento de tais medidas foi considerado em alguns dos artigos que expressam uma revisão crítica do modelo. Argumenta-se que tais artigos falham em descrever semelhanças e diferenças dos instrumentos e das interações que definem a obtenção das medidas comportamentais de conhecimentos (e não de respostas) prévios e posteriores à intervenção, bem como as intervenções intencionalmente planejadas e as condições de avaliação que sucedem a tais intervenções.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DAS INTERAÇÕES DISCURSIVAS EM SALA DE AULA DURANTE A REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES INVESTIGATIVAS: UM INSTRUMENTO À FAVOR DA APRENDIZAGEM NO ENSINO DE CIÊNCIAS
Dulcimeire Aparecida Volante Zanon; Denise de Freitas
cdzanon@uol.com.br

Este artigo tem como objetivo analisar as interações discursivas em sala de aula durante a realização de atividades investigativas no ensino de Ciências. Essas atividades podem ser entendidas como situações em que o aluno aprende ao envolver-se progressivamente com as manifestações dos fenômenos naturais, fazendo conjecturas, experimentando, errando, interagindo com colegas, com os professores, expondo seus pontos de vista e confrontando-os com outros e com os resultados experimentais para testar sua pertinência e validade. No início da escolarização, sua relevância é ainda maior, pois auxilia os alunos a atingirem níveis mais elevados de cognição de modo a facilitar a aprendizagem de conceitos científicos. O instrumento analítico desenvolvido por Mortimer e Scott (2003) permitiu revelar as dinâmicas interativas e os fluxos de discurso numa sala de aula de 3ª série do ensino fundamental, ajudando a compreender aspectos importantes da prática docente e do processo de aprendizagem dos alunos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DE CONCEITOS DA ASTRONOMIA KEPLERIANA EM MANUAIS DIDÁTICOS DE FÍSICA
Benjamin gomes e Tereza Fachada Levy Cardoso
tereza@levycardoso.com.br

No atual contexto educacional, o livro didático representa a principal ferramenta de que o professor dispõe para o ensino de ciências nas instituições públicas de ensino médio. Porém verifica-se que muitos destes livros promovem mais um treinamento em resoluções de problemas de física do que propriamente construção de conhecimento. Nesta conjuntura, o papel da história da ciência pode ser de grande auxílio na aprendizagem, através da apresentação de como uma teoria foi desenvolvida. Todavia, existe um revés ao se colocar em manuais didáticos textos históricos descontextualizados e factuais. Nesta pesquisa verifica-se a convergência de assuntos que são transmitidas para os estudantes em textos históricos da astronomia kepleriana, nos capítulos de gravitação. Também se propõe uma inter-relação histórica que demonstre como o conhecimento sobre o sistema de mundo aceito em nossos dias, foi desenvolvido através dos tempos até os dias de Kepler

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DE UMA PROPOSTA DE ENSINO DE REAÇÕES QUÍMICAS ENTRE COMPOSTO INORGÂNICOS REFERENCIADA EM MECANISMOS DE REAÇÃO
Claudia Schneiders Nardin, Tania Denise Miskinis Salgado, José Cláudio Del Pino
delpinopt@yahoo.com.br

Esta investigação analisa os resultados da aplicação de uma proposta metodológica de ensino sobre reações químicas entre compostos inorgânicos referenciada em mecanismos de reação, numa escola técnica de nível médio de ensino. As atividades foram desenvolvidas em duas turmas do segundo ano do Curso Técnico em Química, e a avaliação de sua execução foi efetivada pela aplicação de questionários, entrevistas e prova escrita. Os resultados mostram que houve diferença de aprendizagem e satisfação com a estratégia de ensino utilizada. A média de acertos obtidos na turma A foi de 71,6% e na turma B 54,5%, e as principais dificuldades apresentadas pelos estudantes se relacionam às ligações químicas. A análise das avaliações mostra que a abordagem proposta teve efeitos positivos sobre a maioria dos alunos em termos de mudança de atitudes e de motivação, com maior envolvimento em sua aprendizagem, e de aprendizagem dos conteúdos pela utilização de modelos atômico-moleculares.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DO DESEMPENHO DE LICENCIANDOS NA APLICAÇÃO DE UMA PROPOSTA DE ELETRODINÂMICA
Cléverson Mota Pereira, Roberto Nardi e Dirceu da Silva
cleverson@fc.unesp.br

A pesquisa, de natureza qualitativa, consistiu em um estudo de caso que buscou analisar a atuação de dois alunos do Curso de Licenciatura em Física da Unesp – Campus de Bauru numa situação de sala de aula. Aplicou-se uma seqüência de atividades experimentais de ensino sobre Eletrodinâmica para uma turma de 30 alunos de Ensino Médio por dois licenciandos durante a execução de um módulo dentro das atividades do Curso intitulado “O Outro Lado da Física”, parte integrante do estágio supervisionado previsto ao final das disciplinas de Prática de Ensino de Física. As atividades foram filmadas e posteriormente discutidas com os ministrantes e seus pares, alunos do curso de licenciatura em Física. Analisou-se uma entrevista dos dois licenciandos ao término do módulo utilizando-se como guia, elementos da Análise de Discurso com o intuito de melhor compreender as falas dos estudantes, selecionando-se episódios de ensino contendo aspectos de ordem disciplinar, didáticos e dialógicos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DO ÍNDICE DE APROVEITAMENTO DAS QUESTÕES OBJETIVAS DAS PROVAS DE QUÍMICA E DE BIOLOGIA DO VESTIBULAR DA UFRN: UM ESTUDO COMPARATIVO DOS CANDIDATOS DE ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS NO PERÍODO DE 2003 A 2005
Márcia Adelino da Silva Dias; Wilson Costa Soares; Iloneide Carlos de Oliveira Ramos; Isauro Beltrán Nuñez
adelinomarcia@yahoo.com.br

A prova do vestibular, aplicada para selecionar os candidatos que deverão ocupar as vagas nos cursos oferecidos pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) se constitui no objeto de estudo desta pesquisa, que faz parte do projeto: A passagem do ensino médio a UFRN - estudos sobre o acesso, permanência e a qualidade do Ensino Médio, da Base de Pesquisa Formação e Profissionalização Docente da UFRN. Foram analisados os índices de aproveitamento obtidos nas perguntas objetivas das provas de Química e de Biologia, do vestibular da UFRN, do período de 2003 a 2005, por estudantes que concluíram o ensino médio nas escolas públicas e em escolas privadas do RN. A partir dos resultados apresentados, pode-se afirmar que, nesses exames, o índice de aproveitamento dos candidatos que estudaram nas escolas privadas não apresentou diferenças significativas em relação ao obtido pelos candidatos das escolas públicas (estadual/federal). Palavras-chave: vestibular, seleção, escola, pública, privada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISES PRELIMINARES DE REVISTAS DA ÁREA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA
Marinez Meneghello Passos, Roberto Nardi e Sergio de Mello Arruda
marinezmp@sercomtel.com.br

Este trabalho visa apresentar algumas considerações relacionadas a artigos publicados em periódicos de âmbito nacional da área de Educação Matemática. Os seguintes periódicos fizeram parte dessa análise: Boletim do GEPEM, Bolema, Educação Matemática em Revista, Zetetiké e Educação Matemática Pesquisa. Para a sistematização das informações foram destacadas as palavras-chave apresentadas pelos artigos e para os artigos que não as possuíam foi sugerida uma maneira de construí-las.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANALOGIAS PARA O CONCEITO DE INCOMPATIBILIDADE SANGÜÍNEA A PARTIR DE UM MODELO DE ENSINO
Ana Maria Senac Figueroa; Ronaldo Luiz Nagem; Ewaldo Melo de Carvalho
anasenac@uol.com.br

O foco central deste trabalho é mostrar a possibilidade de elaboração de analogias novas, a partir de um modelo de ensino. Para tanto, utiliza a Metodologia de Ensino com Analogias – MECA – para tentar verificar a potencialidade do modelo que chamamos de café com leite, para a compreensão do conceito de incompatibilidade sangüínea. Enfatiza a importância à contribuição dos alunos na criação de analogias próprias.Verifica a possibilidade de avaliação da compreensão do conceito pelo aluno para proporcionar reflexão sobre a sua própria aprendizagem. Expõe alguns aspectos de teorias de aprendizagem e suas relações com analogias e modelos.Apresenta a pesquisa realizada e seus resultados. A discussão final mostra a análise de resultados dentro da sala de aula, os limites e os alcances das analogias utilizadas didaticamente e as perspectivas que esse estudo pode apresentar para a melhoria da qualidade do ensino de ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APRENDIZAGEM COM SIGNIFICADO
OPHELIO WALKYRIO DE CASTRO WALVY e GLÓRIA REGINA PESSÔA CAMPELLO QUEIROZ
ophwalvy@yahoo.com.br

APRENDIZAGEM COM SIGNIFICADO Resumo O presente trabalho procura enfatizar a importância da relação ensino-aprendizagem de conteúdos da disciplina Matemática em um ambiente escolar com alunos do ensino médio e do ensino técnico e o quanto esta aprendizagem deve estar rica em conteúdo de significados para esses alunos. Busca apresentar uma experiência realizada em sala de aula com alunos do ensino médio de uma Escola Pública Federal, procurando ressaltar a grande contribuição que nos foi inspirada por Paulo Freire, um dos maiores educadores/pensadores brasileiros, que acreditava em uma aprendizagem significativa. Palavras-chave: Ensino Médio e Técnico; Ensino-Aprendizagem de Matemática; Aprendizagem com significado; Experiência em sala de aula; Situações-problema.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS ANALOGIAS NO ENSINO DE CONTEÚDOS CONCEITUAIS DE FÍSICA
Leandro Londero da Silva, Eduardo A. Terrazzan
leandro_londero@mail.ufsm.br

O presente trabalho é parte de uma pesquisa que objetiva estudar as contribuições e as limitações do uso de Atividades Didáticas Baseadas em Analogias no ensino de conteúdos conceituais de Física. Sendo assim, consideramos a preocupação em avaliar a influência das analogias na aprendizagem dos alunos. Os resultados obtidos mostram que o significado que cada aluno adquiriu dos conceitos foi formado a partir do conjunto de relações analógicas que estabeleceu. Não podemos afirmar que os alunos compreenderam os conceitos. Contudo, permanecem idéias recém construídas na estrutura cognitiva, que podem facilitar futuras aprendizagens. Os resultados que possuímos não nos permitem afirmar que os baixos índices de aproveitamento dos alunos em algumas tarefas são devido a uma deficiência conceitual. Outro fator que pode estar relacionado é uma deficiência procedimental, em virtude da carência de procedimentos que não foram suficientemente ensinados, entre eles: estabelecer relações, levantar hipóteses, identificar, escrever, etc.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS DOS ALUNOS COMO REFERENCIAL PARA O PLANEJAMENTO DE AULAS DE CIÊNCIAS: ANÁLISE DE UMA EXPERIÊNCIA DIDÁTICA PARA O ESTUDO DOS RÉPTEIS
EDSON SCHROEDER, MARISTELA G. GIASSI, TATIANA C. MENESTRINA
edi.bnu@terra.com.br

Os alunos trazem à sala de aula um sistema explicativo alternativo (concepções), diferente dos saberes científicos apresentados pela escola. Este fato é essencialmente importante, uma vez que os professores podem acreditar que a apropriação de um conhecimento acontece pela simples transmissão. As concepções alternativas são explicações funcionais para os objetos e fenômenos que precisam ser conhecidas e levadas em consideração pelos professores de Ciências. Muitas delas acabam se transformando em obstáculos à aprendizagem. Emerge, portanto, a idéia do objetivo-obstáculo como elemento basilar para o planejamento das aulas. A idéia de objetivo-obstáculo, proposta por Martinand, aponta para a possibilidade de pensarmos um planejamento que leve em consideração as concepções alternativas que os alunos trazem à sala de aula com seus obstáculos subjacentes. Por fim, apresentamos uma experiência didática para o estudo dos répteis, vivenciada em aulas de Ciências tendo-se o objetivo-obstáculo como referencial para análise de uma prática docente

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS CONCEPÇÕES DE BIODIVERSIDADE NOS PROFESSORES DE BIOLOGIA
Leonardo Basso de Oliveira e Clarice Sumi Kawasaki
leobasso@terra.com.br

O termo biodiversidade teve origem dentro do contexto da Biologia e na medida em que foi se popularizando passou a agregar novos significados, presentes na escola e na sociedade. Esta pesquisa investigou, através da abordagem qualitativa, as diferentes concepções de biodiversidade em professores de Biologia. Partindo de uma revisão da literatura e utilizando entrevistas semi-estruturadas o que se percebe é a construção de quatro categorias de análise relacionadas às concepções de biodiversidade: definições científicas, concepções para além do contexto científico utilizando outros referenciais, valores agregados no contexto social e abordagens no ensino. Esta pesquisa também identificou os contextos e referenciais que originam as concepções. O presente trabalho apresentou, além da variedade de concepções e contextos de biodiversidade possíveis, tanto no âmbito da literatura científica como no âmbito da produção e ensino do conhecimento científico, as relações deste conceito com outros conceitos e processos, trazendo uma visão mais globalizada da Biologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS CONCEPÇÕES PRÉVIAS SOBRE O AR ATMOSFÉRICO E A APRENDIZAGEM DE CONCEITOS NA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL.
Ana Cristina Leandro da Silva Libanore, Marcio Zolin, Maria Júlia Corazza-Nunes, Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira e Polônia Altoé Fusinato
libanore@homenett.com.br

Este estudo foi desenvolvido com alunos da 5ª série do ensino fundamental de duas escolas públicas do Estado do Paraná e teve o objetivo de investigar a evolução do pensamento conceitual referente ao ar atmosférico. A pesquisa abrangeu uma amostragem de 60 crianças e foi realizada em três etapas. A etapa inicial consistiu de uma avaliação diagnóstica dos conhecimentos prévios manifestados pelos alunos através de desenhos e linguagem escrita. As idéias prévias dos estudantes e as situações problemas propostas durante o processo de ensino e aprendizagem levaram ao desenvolvimento de pesquisas em livros textos, experimentos e discussões. A avaliação das possíveis mudanças conceituais foi realizada durante as atividades desenvolvidas e na etapa final, quando foi solicitada a produção de um texto sobre o tema. A análise qualitativa dos dados demonstrou que muitas das idéias prévias dos alunos não foram totalmente substituídas pelos conceitos científicos trabalhados, revelando-se resistentes às mudanças.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS IMAGENS DA EMBRIOLOGIA ANIMAL: UMA ANÁLISE EM LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA
Leila de Aragão Costa Vicentini Jotta e Maria Helena da Silva Carneiro
nutricel@uol.com.br

A embriologia estuda as etapas e os mecanismos de formação de embriões, cujo significado, para os seres vivos, está atrelado à perpetuação (não garantida) da espécie. O foco do presente trabalho é a análise das características da linguagem visual referente à embriologia animal, encontradas nos livros didáticos de Biologia (LDBio), na qualidade de limitadores ou promotores da aprendizagem. Foram analisadas as imagens, quanto a tipologia, morfologia e funcionalidade. Após a coleta de dados em dez capítulos contidos em oito livros, extraídos de seis coleções de LDBio destinadas ao Ensino Médio, eles foram computados e sistematizados em tabelas. Foram consideradas 190 imagens, inseridas nas 123 páginas efetivamente analisadas. Visando a contribuir para a atividade docente, esta pesquisa chegou a alguns parâmetros potencialmente eficazes para a análise de livros didáticos de Biologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ASPECTOS DA CULTURA CIENTÍFICA NUMA ATIVIDADE DE LABORATÓRIO ABERTO
Maria Candida Varone de Morais Capecchi e Anna Maria Pessoa de Carvalho
candcapecchi@yahoo.com.br

A partir de uma concepção de ensino - aprendizagem enculturação, este trabalho é voltado para o estudo do papel representado por atividades de laboratório na promoção de situações em que os estudantes entrem em contato com ferramentas da cultura cientifica, de forma a refletirem sobre o potencial das mesmas para a construção de significados. Os dados foram coletados em aulas de física para o primeiro ano do Ensino Médio de uma escola da rede pública de São Paulo, Brasil. Uma atividade de Laboratório Aberto, sobre o tema aquecimento, foi realizada, envolvendo a apresentação de um problema, seguida pelo planejamento e implementação de um experimento. As características da atividade, aliadas às intervenções da professora, proporcionaram aos estudantes oportunidades para pensar e tomar decisões sobre aspectos significativos da cultura científica. As ações dos estudantes envolveram a identificação do problema e das variáveis envolvidas em sua solução, o estabelecimento de padrões para comparação de resultados e a observação do potencial da linguagem matemática para a construção de significados. Palavras-chave: enculturação em ciências; laboratório; ferramentas culturais; ensino de ciências

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ASPECTOS ESTRUTURAIS DOS MODELOS INICIAIS DE ENERGIA
A Tarciso Borges e João Paulino Vale Barbosa
tarciso@coltec.ufmg.br

Neste trabalho apresentamos o referencial teórico para a análise dos aspectos estruturais dos modelos mentais de energia de estudantes do ensino médio. A análise se dá ao longo de dois eixos: por um lado examinamos como os estudantes utilizam o conceito de energia para formular explicações causais. O segundo eixo é o que denominamos aspecto ontológico: como os estudantes concebem energia, se como coisa ou processo, se material ou imaterial, se concreta ou abstrata. A literatura sobre os modelos e concepções de estudantes da educação básica sugere que os estudantes tendem atribuir diferentes estatutos causais e ontológicos a energia, concebendo como uma substancia material ou um princípio causador de efeitos e transformações em outros corpos. A literatura destaca também a dificuldade dos estudantes apropriarem de modelos mais sofisticados de energia na educação média, o que exigiria mudança nos pressupostos ontológicos atribuídos à idéia de energia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ATIVIDADES CURTAS MULTI-ABORDAGEM NO ENSINO DE ELETROMAGNETISMO: EMISSÃO, PROPAGAÇÃO E RECEPÇÃO DE ONDAS ELETROMAGNÉTICAS.
Rogério Vogt Cardoso dos Santos e Nelson Fiedler-Ferrara Júnior
vogtcs@yahoo.com

O desenvolvimento da ciência e as suas respectivas aplicações tecnológicas ocorrem com tamanha rapidez que o sistema de ensino atual raramente consegue contemplar a inserção desses novos conteúdos no ensino médio. Especialmente no ensino de física, os conteúdos ensinados estão muito distantes da realidade vivencial cotidiana do aluno. O presente trabalho tem por objetivo apresentar uma proposta de ensino de eletromagnetismo no nível médio, através de atividades curtas estruturadas em ciclos de aprendizagem. Com ela visa-se diminuir a distância entre a física ensinada e as tecnologias atuais, além de explorar a complexificação do conhecimento cotidiano. Aborda-se, nesta proposta, a geração, emissão, propagação e recepção de ondas eletromagnéticas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AVALIAÇÃO DA ORDEM DE ATIVIDADES DIDÁTICAS TEÓRICAS E DE CAMPO NO DESENVOLVIMENTO DO CONTEÚDO DE BOTÂNICA DA DISCIPLINA CIÊNCIAS NA 6ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
Patrícia Gomes Pinheiro da Silva e Osmar Cavassan
pgomes@fc.unesp.br

Aulas baseadas em exposições teóricas a partir do conteúdo do livro didático e de suas ilustrações são atividades predominantes no ensino de ciências e biologia e, mais especificamente, no ensino de botânica. Frente a esta situação, muitos são os trabalhos de pesquisa que defendem a utilização de aulas práticas de campo como atividades complementares à aula teórica, na busca por uma aprendizagem significativa. Procurando avançar nesta discussão, o presente trabalho teve como objetivo avaliar, por meio de dois procedimentos metodológicos, a validade da complementação dos estudos com a realização de atividades práticas de campo, antes ou após uma atividade teórica baseada na utilização das ilustrações do livro didático. Participaram deste estudo duas turmas de alunos de 6ª série do ensino fundamental (6ª D e 6ª C), de uma escola estadual em Lençóis Paulista/SP/Brasil.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



BREVE PANORAMA DAS INVESTIGAÇÕES SOBRE O ENSINO DE BIOLOGIA NO BRASIL
Paulo Marcelo Marini Teixeira e Jorge Megid Neto
paulommt@zipmail.com.br

O artigo situa o desenvolvimento da pesquisa em Ensino de Ciências dentro do contexto da evolução histórica da pesquisa em Educação no Brasil, com destaque para as investigações desenvolvidas no âmbito dos programas de Pós-Graduação em Educação e Educação em Ciências. Destaca a relevância dos estudos denominados de “Estado da Arte”, como gênero de investigação fundamental para estudos analíticos da produção em determinada área de pesquisa. Por fim, apresenta dados preliminares de pesquisa que enfoca a produção acadêmica brasileira constituída na forma de dissertações e teses sobre o Ensino de Biologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CARACTERIZAÇÃO MATEMÁTICA ALUSIVA À PROLIFERAÇÃO DO CARCINOMA
José Roberto da Silva e Maria do Carmo Santos Ferreira
jroberto@faintvisa.com.br - jrobertosilva@bol.com.br

A compreensão e a difusão do vasto conhecimento que constitui a cultura humana têm encontrado vários tipos de dificuldades para se estabelecer. Porém, para se compreender algo às vezes é preciso recorrer-se a idéias originadas de outras culturas e/ou campos de conhecimentos. Este trabalho faz uma inter-relação entre a Biologia e a Matemática, inicialmente, se representa matematicamente o fenômeno biológico. E logo após a partir de entrevistas semi-estruturadas levantou-se as concepções de um grupo de seis indivíduos com atividades e escolaridades diversas. Sobre as concepções registrou-se que espontaneamente houve um direcionamento para um tipo especifico de câncer (Carcinoma) e, em acréscimo houve também um preconceito estabelecido através da mutilação do órgão. E em seguida, estruturou-se a partir da mitose uma visão sobre o processo de desenvolvimento do Carcinoma com Progressões Geométricas. Palavras Chaves: Carcinoma, Progressão Geométrica, EtnoBiologia e etnoMatemática.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CIÊNCIAS NATURAIS NAS SÉRIES INICIAIS: CARACTERÍSTICAS E DEMANDAS NO ENSINO DE CIÊNCIAS
Nadir Castilho Delizoicov, Anemari Roesler Luersen Vieria Lopes, Eliane Bonatto Dembinski Alves
ridanc@terra.com.br

O artigo apresenta dados relativos à formação em ciências naturais de professores das séries iniciais do ensino fundamental do meio oeste catarinense. Argumenta-se sobre a necessidade da formação continuada, como uma das formas de instrumentalizar o professor para o enfrentamento de problemas do cotidiano escolar, tendo como referências análise e proposições de trabalhos desenvolvidos no Brasil que têm como objeto o ensino de ciências nas séries iniciais do ensino fundamental. Enfatiza-se a importância da educação em ciência no mundo contemporâneo e propõe-se o uso de material de divulgação científica no ensino aprendizagem de ciências naturais, articulando-se conhecimentos em ciência ao processo de alfabetização do aluno. Palavras chave: Formação de Professores; Educação em Ciência; Ensino Fundamental

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



COMO OS ESTUDANTES DE MEDICINA E ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CONCEITUAM E EXEMPLIFICAM DOENÇAS GENÉTICAS?
Grasiela de Luca Casagrande e Sylvia Regina Pedrosa Maestrelli
grasielacasagrande@terra.com.br

Os conhecimentos de genética têm estado em evidência, principalmente aqueles relacionados ao Projeto Genoma Humano, clonagem, transgênicos e terapia gênica. O reflexo dos avanços da genética na área de saúde são evidentes, e novas doenças são descritas a todo o momento, ao passo que os distúrbios já conhecidos são cada vez melhor entendidos. Várias doenças genéticas (DG) têm aparecido na mídia no sentido de informar a população e muitas doenças que antes não eram conhecidas começaram a ser diagnosticadas. O conhecimento de DG é importante para que o aluno possa tomar decisões conscientes e garantir seus direitos como cidadão. Buscamos identificar o conhecimento sobre DG em alunos da Medicina e Odontologia da UFSC. Não podemos dizer que os alunos não saibam o que são DG, pois apesar de as respostas serem confusas e incompletas, sempre foram relacionadas a conceitos importantes e corretos para a definição do que são DG.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



COMPREENSÃO DAS CIÊNCIAS NATURAIS COMO ÁREA DE CONHECIMENTO NO ENSINO MÉDIO – CONCEITOS UNIFICADORES
Milton Antonio Auth; Otavio Aloisio Maldaner; Maria Cristina Pansera de Araújo; Daiane Faber; Juliana Aozane; Marla Tânia C. Lauxen; Patrícia Rosinke Driemeyer; Sandra Mara Mezalira.
auth@unijui.tche.br

Compreende-se que o ensino de ciências necessita de novas orientações curriculares para que seja importante na vida das pessoas. A proposta curricular por sucessivas Situações de Estudo (SEs), caracterizada pela contextualização dos conteúdos, visão interdisciplinar e relação Ciência, Tecnologias e Sociedade, é uma possibilidade. Objetiva-se identificar e compreender como conceitos unificadores revelam a dinamicidade e inter-relação dos fenômenos abordados na Biologia, Física e Química. Para tanto, a SE “De Alguma Forma Tudo se Move” elaborada e desenvolvida no Ensino Médio foi acompanhada, vídeo-gravada, transcrita e analisada. As análises foram realizadas com base em conceitos unificadores na compreensão de um contexto produzido em aula. A proposta foi problematizar e significar a questão do movimento nos componentes curriculares da área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. O conceito de movimento foi central em cada componente, embora os professores tenham se preocupado em manter os conteúdos próprios de sua disciplina.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS DE CALOUROS DE QUÍMICA PARA OS ESTADOS DE AGREGAÇÃO DA MATÉRIA, A SOLUBILIDADE E A EXPANSÃO TÉRMICA DO AR
Shirley Martim da Silva; Pedro Luis Fregapani Marques, Marcelo Leandro Eichler, Tania Denise Miskinis Salgado, José Cláudio Del Pino
aeq@iq.ufrgs.br

Diversas pesquisas têm mostrado a persistência das explicações alternativas oferecidas por estudantes de ensino médio para as transformações físicas e químicas da matéria. Nesse sentido, é provável que se encontre esse tipo de explicações em estudantes de início dos cursos de graduação. Nesta pesquisa, procurou-se investigar as concepções alternativas ao conhecimento científico que estudantes de Química Geral, disciplina de primeiro semestre dos cursos de química, oferecem a problemas de lápis e papel sobre os estados de agregação da matéria, a solubilidade de sal de cozinha e açúcar de mesa e a expansão térmica do ar. Entre esses assuntos, aquele que apresentou maior número e diversidade de concepções alternativas foi a expansão térmica do ar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES DE UM GRUPO DE ESTUDANTES DE ENSINO MÉDIO SOBRE TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS
Erivanildo Lopes da Silva, Fabio Luiz de Souza, Maria Eunice Ribeiro Marcondes
fsouza@iq.usp.br

Diversas pesquisas em ensino de química têm mostrado que o conceito de transformação química é mais complexo do que parece e que as muitas concepções alternativas que foram relatadas na literatura são difíceis de serem superadas. Neste trabalho relata-se uma investigação realizada com 44 estudantes de ensino médio onde procurou-se conhecer quais suas concepções sobre o conceito transformação química e como eles classificam as transformações química que ocorrem em organismos vivos ou na natureza (transformações bioquímicas). Foram encontradas diversas concepções alternativas nas declarações dos estudantes e descobriu-se que, embora eles já houvessem estudado este tema anteriormente, apenas uma pequena parte dos estudantes tem uma visão correta deste conceito. A maioria dos estudantes acredita que os fenômenos naturais que ocorrem em organismos vivos não são transformações químicas. Esta concepção alternativa está ligada a outras concepções observadas na pesquisa, indicando que as relações conceituais envolvidas neste conceito são realmente complexas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUÇÃO DE MODELOS NO ENSINO DE LIGAÇÃO IÔNICA
Paula Cristina Cardoso Mendonça, Rosária da Silva Justi
paulaquimica2003@yahoo.com.br

Este trabalho apresenta uma pesquisa na qual se investigou um processo de ensino de ligação química iônica planejado a partir da consideração de que o processo de construção de modelos é central na produção do conhecimento – tanto por cientistas quanto por alunos. A pesquisa foi desenvolvida em uma turma de 1 ano do ensino médio de uma escola estadual na qual uma das pesquisadoras era professora de química. Os dados foram coletados através de filmagem das aulas e de atividades escritas respondidas pelos alunos. Os resultados demonstram que os alunos aprenderam os principais elementos do modelo curricular para a ligação iônica, não apresentando nenhuma das principais concepções alternativas relatadas na literatura. Os alunos aprenderam também sobre o papel de modelos no processo de construção de conhecimento. A discussão possibilitou algumas recomendações para a formação de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUÇÃO DE UM PERFIL CONCEITUAL DE VIDA
Francisco Ângelo Coutinho, Charbel Niño El-Hani e Eduardo Fleury Mortimer
fac01@terra.com.br

Este artigo trata da construção de um perfil conceitual de ‘vida’. Partimos da hipótese de que o conceito de vida é polissêmico, admitindo vários significados possíveis e devendo comportar, portanto, um perfil conceitual. Buscamos demarcar zonas que poderiam constituir esse perfil conceitual. Realizou-se a investigação com alunos da graduação em ciências biológicas (ICB/UFMG). Considerando aspectos epistemológicos e ontológicos, identificamos três zonas que representam três níveis de compreensão do conceito de vida. Essas três zonas foram designadas “internalismo”, incluindo concepções nas quais vida é entendida como processos ou propriedades inerentes ao vivente; “externalismo”, que representa uma compreensão da vida como algo externo e separado do vivente, podendo ser vista como algo que vem de fora ou que tende a uma finalidade para além do ser vivo; e “relacional”, na qual a vida é concebida como uma relação de entidades e/ou sistemas, sendo a definição dada em termos de relações.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUCCIÓN DE CONOCIMIENTO ESCOLAR EN CIENCIAS NATURALES A PARTIR DE PREGUNTAS DE LOS ESTUDIANTES, DEL IPER EL HATO - CHOACHI
Moreno Sierra Diana Fabiola y Martínez Pérez Leonardo Fabio
dianaeduci@yahoo.com

Este trabajo describe a partir de una experiencia de aula una innovación para la enseñanza de las ciencias en secundaria basada en el uso de la pregunta como herramienta importante para la construcción de conocimiento escolar. Palabras Clave: Conocimiento escolar, proyecto de investigación, preguntas, Programa Ondas Colciencias. ABSTRACT This work described a innovative methodology for teaching sciences using questions as way for learning. The methodology was developed in a secondary classroom. Key words: Scholar knowledge, research projects, questions, Program Ondas Colciencias.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUINDO O CONHECIMENTO CIENTÍFICO – UM PROJETO PARA O ENSINO BÁSICO
Valéria da Silva Vieira, Argel Luiz Augusto Russo, Carlos Alberto Fonseca Jardim Vianna, Francisco Reginaldo Caetano de Araújo, Dayane dos Santos Hermogenio e Arnoldo Rocha Façanha.
valvibr@yahoo.com.br

O Ensino de Ciências passa por uma série de questionamentos em relação a sua eficiência. Ele vem sendo experimentado por meio de diferentes metodologias de ensino. Um projeto de extensão, iniciado em 2005, vinculado ao programa Universidade Aberta da UENF (RJ), objetiva a inclusão de professores e alunos da rede pública do ensino fundamental e médio, na produção do conhecimento científico. Por meio da realização de parte deste projeto foi possível observar que professores e alunos mudaram a visão sobre o fazer ciência e sobre quem a produz. Além disso, iniciaram a compreensão de que o conhecimento científico não deve ser “absorvido”, mas sim construído por meio de estudos e experiências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONTRATO DIDÁTICO: A MANIFESTAÇÃO DE SEUS ELEMENTOS, REGRAS E EFEITOS EM AULAS DE CIÊNCIAS EM UMA TURMA DE 4ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL
Kátia Regina Cunha Flôr Vieira, Janice Westphal Román Nappi, Michele Faccin Hansen
florvieira@ibest.com.br

O Contrato Didático proposto por Brousseau (1986) pode ser entendido como um instrumento de análise da relação professor, aluno e saber. Nesse sentido, o presente estudo propõe-se a identificar e analisar os elementos, as regras e os efeitos do Contrato Didático que regem a relação didática nas aulas de ciências, em uma turma de 4ª série do Ensino Fundamental. Este trabalho pretende mostrar que o conhecimento do Contrato Didático, bem como a percepção de seus elementos, regras e efeitos, pode evidenciar a possibilidade de mudanças tanto com relação às atitudes do professor, quanto no que diz respeito ao envolvimento dos alunos nas diferentes situações do processo ensino-aprendizagem. Palavras-chave: Contrato Didático; relação didática; ensino de ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE LIVROS DIDÁTICO DE QUÍMICA PARA O ENSINO MÉDIO
Sandra Maria de Oliveira Santos e Gerson de Sousa Mól
sandrapeqs@uol.com.br

O livro didático – LD – é uma ferramenta de grande importância para professores em sala de aula. Com base em entrevistas realizadas com professores de Química no Ensino Médio – EM –, constatamos que eles não utilizam critérios fundamentados teoricamente para escolha do LD, mas sim em critérios práticos. Essa constatação reforça nossa hipótese inicial de que é necessário organizar critérios e definir uma metodologia clara e simples que auxiliem professores do EM a avaliar e escolher LDQ com os quais irão desenvolver seu trabalho em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIAGNÓSTICO SOBRE AS AÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS EM CACHOEIRA DO SUL E PANTANO GRANDE E A PROPOSIÇÃO DE UM PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL
BELONI DOMINGUES e EDSON ROBERTO OAIGEN
oaigen@terra.com.br

O estudo realizado fundamentou-se no atendimento a alguns aspectos da realidade já empiricamente conhecida sobre as ações desenvolvidas nos municípios de Cachoeira do Sul e Pantano Grande, sobre questões ambientais, visando a elaboração de um Programa de Educação Ambiental, atendendo os usuários dos Recursos Naturais e demais segmentos das comunidades, nos municípios de abrangência da pesquisa. Buscamos a discussões e construção conhecimentos científicos e metodológicos, tanto para o uso como para a compreensão da importância do manejo sustentável do ambiente. Os resultados obtidos mostram que o tratamento dado pela sociedade ao ambiente, depende de sua visão sobre o mesmo. Também as concepções sobre educação que permeiam a sociedade e as múltiplas compressões sobre Educação Ambiental são decisivas na situação atual do ambiente. Entre os indicadores utilizados nesta pesquisa, destacamos: o nível cultural dos entrevistados, o conhecimento empírico e científico existente sobre as questões formuladas. Palavras- chaves: Educação Ambiental, Sustentabilidade

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIFICULDADES DOS ALUNOS NA CONSTRUÇÃO DE MODELOS MENTAIS DE LIGAÇÃO METÁLICA BASEADOS NA ANALOGIA DO MAR DE ELÉTRONS
Nilmara Braga de Carvalho e Rosária da Silva Justi
rjusti@ufmg.br

Pesquisas no ensino de ligação metálica através da analogia do “mar de elétrons” – como a que norteia este artigo – demonstram que os alunos apresentam problemas na compreensão do tema. Motivadas pela nossa experiência em sala de aula e pelos relatos encontrados na literatura, buscamos detectar as principais dificuldades dos alunos em construir um modelo mental de ligação metálica originadas da analogia do “mar de elétrons”. Os resultados indicam que a maioria dos alunos não compreende a analogia utilizada, associa a expressão “mar de elétrons” apenas à disposição das partículas constituintes dos metais e não identifica as limitações dessa analogia. Esses resultados ressaltam a necessidade e importância da investigação sobre como a promoção de discussões – entre professores e entre um professores e seus alunos – com relação à interpretação e limitações de analogias utilizadas no ensino do tema pode favorecer a ocorrência de aprendizagem significativa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA: INTERAÇÕES NAS VIVÊNCIAS DE UM TRABALHO COLETIVO
Moacir Langoni de Souza e Maria do Carmo Galiazzi
langoni@vetorial.net

Como foco desta investigação buscou-se compreender como se expressou a ambientalização do currículo em um trabalho coletivo de professores na Educação Ambiental. A proposta educativa em análise foi desenvolvida em uma escola pública, com todos os professores de duas turmas de 6ª série, durante um bimestre. Esta ação originou-se a partir de interações em outros coletivos de professores. A análise das informações produzidas seguiu os princípios da análise textual, como proposta por Moraes (2003). Em cada uma das categorias emergentes foram mais valorizados, entre outros, os aspectos que destacaram a proposta como uma possibilidade de movimentos no sentido da ambientalização dos currículos. Como aposta na formação permanente de professores, esta investigação aponta a especial importância que o trabalho coletivo assume, numa perspectiva interdisciplinar, enquanto possibilidade de maior interação entre as formações inicial e continuada de professores. Palavras-chave: Educação Ambiental. Escola. Interdisciplinaridade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLOGICA: A INCORPORAÇÃO DA CURIOSIDADE EPISTEMOLÓGICA NO ENSINO DE FÍSICA.
Dayane Rejane Andrade Maia e Rejane Aurora Mion
dayane@tilab.com.br

A proposta da pesquisa foi construída via investigação-ação no ensino de Física. Os objetivos da proposta são o de verificar como é possível instigar, desenvolver e incorporar a curiosidade epistemológica em aulas de Física, bem como analisar se e como ocorre a incorporação da cultura científica e tecnológica por meio de atividades práticas e atividades teórico-experimentais. As atividades educacionais foram organizadas seguindo os momentos pedagógicos (Delizoicov & Angotti, 1992) utilizando atividades práticas e teórico-experimentais em torno do objeto técnico. Ao final de cada aula processamos os registros dos dados. Por meio do estudo desses dados analisamos e refletimos a própria prática educacional. Os resultados revelam que os alunos tornaram-se mais motivados pelas aulas devido às atividades propostas, a utilização dos objetos tecnológicos proporcionou grande curiosidade, possibilitando abrir o diálogo com os alunos. Mas o principal foi a real incorporação da consciência crítica, ou seja, nós educadores nos tornamos mais curiosos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO EM SAÚDE E MEIO AMBIENTE: CONCEPÇÕES E PRÁTICAS NO PRIMEIRO SEGMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL DO COLÉGIO PEDRO II
Maria de Lourdes Teixeira Barros e Danielle Grynszpan
lourdesbarros@globo.com

Este é um estudo acerca da educação ambiental e em saúde nas etapas iniciais do ensino fundamental. Busca investigar, a partir de um acompanhamento sistemático das práticas pedagógicas ligadas ao ensino de ciências, e à luz do currículo institucional, como a escola trata da temática assinalada. A pesquisa consiste num estudo de caso sobre uma instituição escolar tradicional no Rio de Janeiro, o Colégio Pedro II. A análise da proposta curricular, assim como a comparação entre ela e a prática cotidiana em sala de aula, nos permite apontar convergências e paradoxos do processo educacional. Pretendemos que essa pesquisa de mestrado nos permita refletir sobre o ensino de ciências nas séries iniciais e, em especial, sobre o ensino de saúde e meio ambiente, possibilitando elementos que colaborem para uma educação realmente ligada à formação de um cidadão crítico e participativo, que lute pela melhoria da qualidade de vida.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EFEITOS DE UM AMBIENTE DE APRENDIZAGEM SOBRE O ENGAJAMENTO COMPORTAMENTAL, O ENGAJAMENTO COGNITIVO E SOBRE A APRENDIZAGEM
Oto Borges, Josimeire Meneses Júlio, Geide Rosa Coelho
geide@coltec.ufmg.br

Relatamos um estudo sobre a inter-relação entre o engajamento comportamental, o cognitivo e a aprendizagem de física observados no contexto de um ambiente de aprendizagem em funcionamento. Analisamos se neste ambiente o engajamento comportamental induz o engajamento cognitivo, se o ambiente tem características que favorecem a manutenção do engajamento acadêmico ao longo do tempo e se as duas facetas do engajamento têm efeitos sobre aprendizagem, medida através do desempenho dos estudantes em provas. Os resultados apontam que o ambiente de aprendizagem projetado tem algumas das características desejáveis, mas que ele tem um efeito perverso sobre os estudantes mais vocacionados para o estudo de física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EM BUSCA DE INFLUÊNCIAS CULTURAIS NA RESOLUÇÃO DE UMA ATIVIDADE DE CIÊNCIAS POR ALUNOS DE UMA ESCOLA INDÍGENA
Lúcia Helena Sasseron Roberto e Anna Maria Pessoa de Carvalho
luciasasseron@yahoo.com.br

Este artigo pretende analisar uma aula específica de Ciências de uma escola indígena com o objetivo de identificar quando e como a cultura do aluno pode influenciar seu trabalho na resolução de um problema. Aplicamos com alunos da Escola Estadual Indígena Tupi Guarani Ywy Pyaú, de Peruíbe, estado de São Paulo, uma atividade de conhecimento físico a fim de encontrar evidências que demonstrem o aparecimento de influências culturais durante a investigação em busca da solução do problema proposto. Além disso, nos preocupamos também em encontrar elementos que indicassem a plausibilidade da aplicação de tal proposta em aulas ocorridas em um contexto intercultural. Ao fim, percebemos que os fatos apontam para a existência de influências culturais advindas das duas sociedades envolvidas nas aulas de Ciências e reforçam nossas hipóteses iniciais sobre a necessidade de propostas abertas e não-diretivas para o seu ensino no contexto intercultural.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EMOÇÕES DE PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO EM PROCEDIMENTOS DE ENSINO
Jordelina Lage Martins Wykrota e Oto Borges
oto@coltec.ufmg.br

Neste trabalho, propomos questões de pesquisa sobre aspectos emocionais dos procedimentos de ensino de professores do Ensino Médio; apresentamos referencial teórico baseado em aportes recentes sobre o tema “emoções” para abordagem dessas questões; apresentamos uma técnica de entrevista - entretien d’explicitation (WERMERSCH, 2003) e discutimos aspectos da coleta e tratamento de dados subjetivos; analisamos resultados obtidos por meio de uma pesquisa de episódios de planejamento, execução e avaliação de aulas de Física, realizada com professores de escolas das redes pública e privada e inferimos algumas implicações para a formação de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINANDO SOBRE A SENSIBILIDADE ÀS CONDIÇÕES INICIAIS DE UM SISTEMA COMPLEXO
Alexandre Alex Barbosa Xavier, Antonio Tarciso Borges
lex.lutor@globo.com

Nas últimas quatro décadas, diversos cientistas da computação desenvolveram uma variedade de ferramentas computacionais para o estudo de sistemas não-lineares que hoje podem ser implementadas em microcomputadores domésticos e utilizadas para o estudo de sistemas complexos. Um exemplo dessas ferramentas é o Autômato Celular (AC). Um dos mais conhecidos modelos de AC é o “Jogo da Vida” inventado pelo matemático John Conway na década de 60. Neste trabalho, um grupo de estudantes do ensino fundamental, utiliza esse autômato para explorar padrões emergentes. O trabalho consistiu numa análise do pensamento expressado pelos estudantes sobre a sensibilidade do comportamento dos padrões que surgiam no AC devido às alterações nas condições iniciais e a avaliação do Jogo da Vida como recurso pedagógico para a introdução de discussão sobre comportamentos complexos na escola fundamental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DA FÍSICA EM CLASSE HOSPITALAR: UM EXEMPLO NO CAMPO DA MECÂNICA
Amália Neide Covic e Graciella Watanabe
graciewat@terra.com.br

Objetivo: Evidenciar as características que devem ter as situações de ensino da Física para alunos do Ensino Médio que favoreçam o ensino de atividades complexas em ambientes hospitalares. Fonte de dados: Trabalho de acompanhamento pedagógico hospitalar desenvolvido pelo Projeto Escola Móvel, no IOP-GRAACC-UNIFESP, entre março de 2000 e junho de 2005. Entrevista semi-aberta com 115 alunos/pacientes com osteossarcoma. Relatórios de aula hospitalar. Conclusão: Os indicadores de correlação, a variação na porcentagem de alunos que não apresentam defasagem escolar após estudar no hospital e a autonomia dos alunos na resolução de tarefas propostas pelas escolas de origem, apresentados neste estudo, sugerem que a proposta de incorporar as situações hospitalares vivenciadas durante o tratamento ao estudo da Física e o contrato didático estabelecido entre professor/hospitalar e aluno/paciente são estratégias de tomada de decisão pedagógica que podem acarretar impacto sobre progressos cognitivos posteriores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE CIÊNCIAS E FORMAÇÃO DA AUTONOMIA MORAL
Luciana Sedano de Souza e Anna Maria Pessoa de Carvalho
sedano@usp.br

O presente artigo relata uma pesquisa sobre as atitudes de alguns alunos enquanto trabalhavam em grupo, numa aula de Ciências que utilizava a metodologia das atividades de Conhecimento Físico, mais especificamente, “O Problema do Submarino”. Analisamos quatro grupos que pertenciam ao 3º e 4º ano do Ensino Fundamental de duas escolas públicas da zona Oeste de São Paulo. Nossa pesquisa analisou registros em vídeo e transcrição do momento em que os alunos trabalhavam em grupo para a resolução do problema físico apresentado. Buscamos, nestes dados, episódios de ensino que apontassem atitudes de interação, participação, cooperação, descentração e também atitudes de convivência com valores (opiniões ou atitudes) antagônicos e conflitantes. A partir da análise das relações presentes nestes grupos, podemos indicar a importância do trabalho em grupo para a formação da autonomia moral. Palavras-chave: Ensino de Ciências, conhecimento físico, trabalho em grupo, interação e autonomia moral.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE FÍSICA E O IMAGINÁRIO
Mônica Maria Biancolin e Nelson Fiedler Ferrara
mbiancolin@ig.com.br

Considera-se, neste trabalho, a relação entre o imaginário e o ensino de física. Utiliza-se a antropologia do imaginário de Gilbert Durand que considera o símbolo a matriz de todos os processos de conhecimento. Os símbolos são estruturados em dois regimes: o regime diurno e o noturno. Usa-se a metodologia de brasões de Pascal Galvani para a coleta de dados. Essa técnica consiste na construção de brasões pelos sujeitos e posterior apresentação coletiva dos mesmos. Utiliza-se no trabalho a abordagem bio-cognitiva, que considera a formação do sujeito como um processo tripolar, ou seja, sua interação com as coisas, com as pessoas (denominados acoplamentos estruturais) e a tomada de consciência do sujeito sobre o seu funcionamento (fechamento operacional). O trabalho foi realizado com um grupo de cinco alunos, da disciplina física, do terceiro ano do ensino médio da escola pública, num total de 7 encontros e 21 brasões.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOMETRIA ANALÍTICA: UMA PROPOSTA UTILIZANDO O GPS (GLOBAL POSITIONING SYSTEM) COMO RECURSO DIDÁTICO E FATOR DE MOTIVAÇÃO DA APRENDIZAGEM
Nilra Jane Filgueira Bezerra e Luiz Sílvio Scartazzini
nilrajane@yahoo.com.br

É apresentada uma proposta alternativa para o Ensino-aprendizagem da Geometria Analítica, utilizando o GPS (Sistema de Posicionamento Global) como recurso didático e fator de motivação. A utilização deste instrumento permite explorar temas como: coordenadas cartesianas no plano, equação da reta, teorema angular, distância de ponto a reta, determinação de áreas das figuras planas irregulares entre outros tópicos da Geometria Analítica. O objetivo desta estratégia é demonstrar a aplicabilidade dos conteúdos da geometria Analítica e fornecer ao professor mecanismos para motivar e facilitar a aprendizagem em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENTENDIMENTO SOBRE MOVIMENTO RELATIVO E SISTEMA DE REFERÊNCIA: O SABER EXPLICITAR COMO INDÍCIO DO PENSAMENTO FORMAL
Amanda Amantes Neiva Ribeiro , Oto Borges
amanda@copiadoradelta.com.br

Nesse artigo é apresentado um estudo sobre a relação entre o nível de formalização do pensamento e a explicitação do entendimento de alunos do Ensino Médio sobre os conceitos de Movimento Relativo e Sistema de Referência. A intenção foi identificar se há correspondência entre a maneira pela qual os estudantes expressam seu conhecimento e o patamar de abstração que possuem em relação a esse conhecimento. Verificamos que para os conceitos investigados a maioria dos alunos se encontra no nível concreto-simbólico, mas aqueles que melhor conseguiram explicitar seu entendimento tiveram maior representatividade nos níveis mais elevados de formalização do pensamento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENTRE PRÁTICAS DOCENTES E DISCENTES:
Luana de Souza Siqueira e Tania C. de Araújo-Jorge
luanass81@yahoo.com.br

Para compreender as práticas docentes e discentes na manutenção e transformações do cotidiano escolar, e identificar os conteúdos disciplinares ensinados durante as aulas de ciências, questionamos: o que podem revelar os cadernos de ciências? O que move a pesquisa é o interesse em saber como se ensina e se aprende Ciências na escola. Investigamos cadernos das séries iniciais, destinados aos ensinamentos das ciências naturais, recolhendo quinze cadernos de cada série do primeiro segmento do ensino fundamental em duas escolas, uma da rede municipal e outra da rede federal, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, totalizando 120 cadernos. Esse estudo revelou práticas docentes tais como vigilância sobre os cadernos e amplo predomínio de exercícios de fixação, e as práticas discentes que personalizam os cadernos, a cultura e o cotidiano escolar e sua relação com o ensino de ciências: o que se privilegiou ensinar em um determinado momento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENTRELAÇAMENTOS HISTÓRICOS DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS COM A DISCIPLINA ESCOLAR BIOLOGIA: INVESTIGANDO A VERSÃO AZUL DO BSCS
Marcia Serra Ferreira e Sandra Escovedo Selles
mserra@predialnet.com.br

Este trabalho tem como objetivo analisar a retórica unificadora das Ciências Biológicas expressa em materiais curriculares destinados à disciplina escolar Biologia. Utilizando como fonte de estudo a coleção de livros didáticos produzida pela equipe do Biological Sciences Curriculum Study (BSCS) mais utilizada no Brasil a partir dos anos de 1960 – a versão azul –, buscamos compreender como a referida disciplina escolar se apropriou dos debates acadêmicos em torno da constituição – por meio da síntese evolutiva – de uma Biologia moderna e unificada. Nesse processo, argumentamos que não apenas as Ciências Biológicas influenciaram a disciplina escolar Biologia, mas que essa última pôde contribuir para o abandono de uma visão fragmentada da primeira. Tal estratégia produziu uma retórica que tem fortalecido tanto a Biologia como ciência quanto a própria disciplina escolar. Buscando evidenciar essa questão, analisamos as marcas dessa retórica unificadora nos dois volumes da versão azul do BSCS.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESCOLHA PROFISSIONAL: IDENTIFICAR-SE COMO PROFESSOR DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Fernanda da Rocha Brando; Ana Maria de Andrade Caldeira
frochabrando@yahoo.com.br

A presente pesquisa, intitulada “Escolha profissional: identificar-se como professor de Ciências Biológicas” discute a escolha profissional de alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas na Unesp – Campus Bauru. Por meio de entrevistas semi-estruturadas, levantamos quais foram os anseios desses alunos em relação ao curso que freqüentam e qual a identidade que demonstraram para com o mesmo. Para tanto, utilizamos a pesquisa qualitativa, referenciais teóricos sobre identidade e, na análise dos dados coletados, o referencial teórico da semiótica peirceana. Essas análises nos evidenciaram a necessidade de uma avaliação na reestruturação da estrutura curricular do curso em questão, além da criação de espaços de discussão, nos quais esses universitários possam analisar, de maneira crítica, suas concepções acerca do curso, principalmente em relação a atuação docente. Palavras-chaves: formação inicial, identidade profissional, semiótica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESTRATÉGIA DE DESIGN DO SOFTWARE EQUIL, UMA SIMULAÇÃO PARA ENSINO DE EQUILÍBRIO QUÍMICO E SUA COMPARAÇÃO, EM SALA DE AULA, COM O SOFTWARE LE CHAT 2.0
Gabriela Trindade Perry, Agostinho Serrano
gabrielaperry@hotmail.com

Este trabalho possui dois objetivos, sendo o primeiro fundamentar as bases que orientaram o design do “Equil”, um software para ensino de equilíbrio químico, em nível secundário. O segundo objetivo é apresentar os resultados de um experimento com turmas do ensino médio, no qual se investigou os resultados obtidos com uma turma controle (n=25) e turmas utilizando os programas Equil (n=24) e Le Chat (n=23). Esta análise evidenciou um desempenho superior do grupo que utilizou o primeiro software em relação aos demais, em vários aspectos relacionados ao domínio representacional de um fenômeno químico. Contudo, uma análise do desempenho dos estudantes em testes tradicionais de concepções alternativas não mostra diferença estatisticamente significativa entre grupos. Finaliza-se com uma discussão sobre a necessidade de utilizar todos os níveis de representação de um fenômeno químico de forma simultânea dentro do mesmo software, para um ensino mais eficiente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPERIÊNCIA DE GRUPOS COLABORATIVOS PARA EDUCAÇÃO E SAÚDE E PREVENÇÂO EM DENGUE
Lucia Maria Ballester, Simone Monteiro, Tania C. Araújo-Jorge e Rosane M. S. Meirelles
lucia@ioc.fiocruz.br

Este trabalho descreve a experiência colaborativa entre grupos de trabalho:Setor de Inovações Educacionais do Lab. de Biologia Celular do IOC, Fiocruz e uma escola pública situada em de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. O estudo foi conduzido no Curso (EJA) durante o período de 2002 a 2004, tendo como objetivos identificar as principais concepções dos estudantes sobre dengue. Participaram da pesquisa 120 estudantes com faixa etária entre 16 a 65 anos. O cenário do estudo é favorável, pois nesta cidade as condições para a disseminação ainda persistem como: circunstâncias ambientais que favorecem a proliferação dos mosquitos, grande área de pobreza, uma precária rede de saúde pública, frascos de plásticos expostos à chuva, entre e outros. Como resultados foram desenvolvidos jogos colaborativos tendo como tema principal a dengue e um fascículo para uso em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPLORAÇÃO DIDÁCTICA DE UM PROBLEMA AMBIENTAL COM ALUNOS DO 4º ANO DE ESCOLARIDADE: O CASO DA DIVERSIDADE DE ELEMENTOS
Francisco Borges e Maria da Conceição Duarte
borges@iec.uminho.pt

A importância do ambiente como objecto de estudo na formação dos alunos em geral e, em particular, em níveis precoces de escolaridade, é hoje consensual na comunidade educativa nacional e internacional. Contudo, a sua incorporação na actividade educativa continua a suscitar diversas interrogações, nomeadamente, no que respeita à ausência de uma perspectiva comum ao nível pedagógico/didáctico. Tomando por base estes pressupostos foi levado a cabo uma intervenção pedagógica com alunos do 4º ano de escolaridade. Definiram-se como objectivos do estudo: (1) avaliar a evolução das ideias dos alunos face a alguns aspectos do ambiente e da problemática ambiental, em função de uma proposta pedagógica concreta na qual se privilegiou o trabalho didáctico com as ideias dos alunos; (2) procurar estabelecer algumas relações entre a referida evolução e as actividades desenvolvidas no decurso da intervenção pedagógica. Os resultados obtidos são discutidos atendendo aos conteúdos e actividades propostas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EXPLORANDO A CAUSALIDADE COMPLEXA NO ENSINO FUNDAMENTAL
Alexandre Alex Barbosa Xavier, Antonio Tarciso Borges
lex.lutor@globo.com

A pesquisa conduzida nas últimas décadas evidenciou as dificuldades que os estudantes enfrentam na aprendizagem de diversos conceitos da ciência. No entanto, ass iniciativas de ensino baseadas nestas evidências, no entanto, lograram pouco sucesso. Uma nova forma de explicar essas dificuldades vem sendo articulada, com base na incomensurabilidade entre as estruturas ontológicas e causais que os estudantes atribuem às suas construções e aquelas adotadas pela Ciência. Por exemplo, os estudantes tendem a usar esquemas causais simples ao modelar e produzir explicações para fenômenos emergentes e para o comportamento de sistemas complexos. Este trabalho explora, através de atividades simples, o comportamento de fenômenos emergentes com estudantes do ensino fundamental. O objetivo é tornar mais rico o repertório de formas causais a que os estudantes podem recorrer para explicar um amplo conjunto de fenômenos nas várias áreas da ciência.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO DE IMAGENS POR ESPELHOS: ESTUDO DA RESISTÊNCIA DOS ALUNOS À MUDANÇA CONCEITUAL
Sérgio Luiz Talim ; Rodrigo de Almeida Jorge ; César Robson Moreira
talim@coltec.ufmg.br

O objetivo deste trabalho é pesquisar, de forma mais sistemática, a resistência dos alunos à mudança no conjunto de suas concepções sobre a formação de imagens por espelhos planos e côncavos. O presente trabalho foi realizado ao final um curso de ótica geométrica lecionado a 116 alunos do segundo ano do Colégio Técnico da UFMG. O trabalho, que ainda está em andamento, mostra claramente a complexidade do processo de mudança conceitual. Raramente há uma mudança ou reestruturação conceitual plena após a apresentação de um desafio. Ao contrário, ao serem desafiados, os aluno ou não modificam as suas concepções ou fazem mudanças pontuais. Algumas implicações para o ensino de Física são analisadas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



GRUPOS DE APRENDIZAGEM: O PAPEL DA INTERVENÇÃO DO PROFESSOR
Luciana Faustino Guimarães, Glauco S. F. da Silva, Alberto Villani
luciana@if.usp.br

Existe uma crescente preocupação em se introduzir novos tipos de trabalho em sala de aula que propiciem uma maior participação dos alunos e uma possível alternativa é a promoção de trabalhos em grupo. É importante, dentro dessa estratégia, estudarmos as relações interpessoais dos estudantes entre si e com o professor, pois estas influenciam o grau de envolvimento com a tarefa. Diante disso, estudamos um grupo de alunos resolvendo exercícios de Física e um grupo de monitoria discente da mesma disciplina, e analisamos as intervenções do professor durante essas atividades e de que forma essas intervenções contribuíram ou não para que esses grupos se tornassem operativos. Para essa análise utilizamos as concepções de grupos operativos que são grupos centrados na tarefa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



HÁ LUGAR PARA O LABORATÓRIO ESTRUTURADO NO ENSINO DE FÍSICA?
Adelson Fernandes Moreira
adelson@deii.cefetmg.br

O foco deste trabalho é o laboratório estruturado, termo proposto para um ambiente de aprendizagem em que os alunos realizam, com pequena autonomia, atividades práticas, previamente preparadas pelo professor e orientadas por roteiro. Apresenta-se resultados de entrevistas realizadas com grupos de alunos, mediadas por uma ficha com afirmações sobre o laboratório estruturado. Essas entrevistas ocorreram como uma etapa da elaboração de uma matriz que tem o objetivo de fazer um levantamento estatístico das visões dos alunos do CEFET-MG sobre o laboratório estruturado. As afirmações que compõem a ficha foram extraídas de artigos que tratam do tema experimentação no ensino de Ciências. Parte-se da hipótese de que aprendizagens importantes, e não devidamente reconhecidas, ocorrem no laboratório estruturado. Os dados obtidos indicam a pertinência dessa hipótese e instigam à continuidade de uma investigação sobre as interações e as oportunidades de aprendizagem características desse ambiente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



HISTÓRIAS DE ALUNOS SOBRE SER PROFESSOR DE QUÍMCIA: DESCORTINANDO A AÇÃO PEDAGÓGICA DOCENTE
Fábio Peres Gonçalves, Renata Lindemann, Paulo Fernando Duarte Filho, Maria do Carmo Galiazzi
fpgoncalves@ced.ufsc.br

Trata-se de uma pesquisa acerca dos significados atribuídos por estudantes do ensino médio sobre ensinar e aprender Química. Entre outras características, mapeadas aponta-se para: a necessidade de estudar e pesquisar para ensinar; a importância de uma abordagem do contexto e do dia-a-dia dos alunos.no processo de ensino e aprendizagem; a experimentação como modo, por exemplo, de facilitar a aprendizagem; e visões tradicionais de ensino e aprendizagem. Os resultados mostram a apropriação de um discurso compartilhado, em parte, pelos próprios docentes de Química. Argumentamos acerca da relevância de apreender estes conhecimentos discentes, considerando que eles revelam compreensões da prática pedagógica de professores que podem ser repensadas e com isso vir a contribuir para a formação permanente de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



IDENTIFICAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS DE INOVAÇÃO CURRICULAR EM CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS ATRAVÉS DE SITUAÇÕES DE ESTUDO
Maria Cristina Pansera de Araújo; Milton Antonio Auth; Otavio Aloisio Maldaner
pansera@unijui.tche.br

Novas propostas curriculares, em Ciências Naturais e suas Tecnologias, vêm sendo construídas, entre as quais as Situações de Estudo (SE), que consideram o contexto, a alta vivência dos professores e estudantes e a riqueza conceitual. Professores da universidade, da Educação Básica e licenciandos (Biologia, Física e Química) envolvem-se, coletivamente, na elaboração e desenvolvimento interdisciplinar de SE em sala de aula, evidenciando os conceitos científicos representativos e o seu nível de significação. A investigação, com base nos dados produzidos a partir das transcrições dos registros de vídeo e áudio, busca explicitar a configuração curricular no contexto escolar e identificar características inovadoras, como: i. evolução conceitual; ii. relações interdisciplinares; iii. formação inicial e continuada de licenciandos e professores; iv. relação CTS; e, v. visão de mundo globalizante. Além disso, o reconhecimento das dificuldades operacionais entre outros limites da estrutura organizacional escolar, na implantação dessa modalidade de ensino, permite criar novas possibilidades.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



IMPLICAÇÕES DA MEDIAÇÃO DOCENTE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE BIOLOGIA NO ENSINO MÉDIO
Maria Júlia Corazza-Nunes, Vanessa Daiana Pedrancini, Maria Terezinha Bellanda Galuch, Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira, Alessandra Claudia Ribeiro
mjcnunes@uem.br

Pesquisas sobre a formação de conceitos em Biologia têm revelado que o ensino transmitido nas escolas está sendo pouco eficaz em promover o desenvolvimento do pensamento conceitual dos alunos. Com o objetivo de investigar como o professor organiza e desenvolve sua prática pedagógica, observamos 18 aulas de Biologia no ensino médio de duas escolas públicas da região Noroeste do Estado do Paraná/Brasil. Verificamos que o ensino é conduzido somente por meio da transmissão de conteúdos e resolução de exercícios repetitivos, sendo exigido do aluno somente a ação mecânica de associação de símbolos e palavras. Essa análise vem fortalecer a hipótese de que os principais motivos que dificultam a aprendizagem de conceitos e processos biológicos residem em um ensino que ignora as concepções prévias dos alunos e restringe a sua ação à memorização de conteúdos fragmentados e dissociados de sua vida cotidiana, valorizando somente a reprodução do conhecimento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INOVAÇÕES NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM NO LABORATÓRIO DE ANATOMIA HUMANA: UMA ESTRATÉGIA FACILITADORA PARA A APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA
Marco Aurélio de Azambuja Montes & Claudia Teresa Vieira de Souza
mamontes@uol.com.br

No presente trabalho nos propusemos utilizar os fundamentos do corpo teórico da Teoria da Aprendizagem Significativa como norteadores de uma proposta de inovação do processo ensino-aprendizagem em um laboratório de Anatomia Humana, visando à melhoria de qualidade do processo educativo. Realizamos um diagnóstico da situação atual da disciplina de Anatomia Humana em uma universidade particular na cidade do Rio de Janeiro, a partir da percepção dos docentes que ministram esta disciplina. Enfocamos os seguintes aspectos: estrutura do curso, características da disciplina, perfil dos professores, deficiências dos alunos. Foram identificadas também as principais dificuldades relatadas pelo corpo discente para a fixação do conteúdo abordado nas aulas práticas da disciplina. A partir da identificação dos principais problemas elaboramos estratégia para possibilitar uma aprendizagem significativa, cujos resultados evidenciaram um aumento no interesse dos alunos pela disciplina com diminuição dos índices de abandono e melhora dos resultados das avaliações.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INTERDISCIPLINARIDADE: ONTEM, HOJE... E AMANHÃ?
Fernanda Serpa Cardoso , Angela Maura de Almeida Thiengo, Maria Helena Martinis Dias Gonçalves, Nilza Ribeiro da Silva, Ana Lúcia Nóbrega, Carlos R. Rodrigues, Helena C. Castro.
hcastrorangel@yahoo.com.br

Os currículos escolares e os livros didáticos empregados no sistema educacional brasileiro são em sua extensa maioria organizados por disciplinas, seguindo uma tradição positivista reducionista. Esta organização dificulta a interdisciplinaridade, também conhecida como a complementação do conhecimento entre disciplinas que se identificam e apresentam tópicos em comum. Este artigo pretende discutir a interdisciplinaridade, incluindo seu histórico de surgimento, distinções terminológicas relacionadas a disciplinaridade (multi, pluri, e trans), os problemas e vantagens relacionados a sua utilização e finalmente um estudo de casos envolvendo a entrevista de 20 professores das disciplinas de Química e Biologia e sua visão da interdisciplinaridade, bem como a entrevista com alunos do Ensino Médio (n=190) e a colaboração dessa temática na sua aprovação no vestibular.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



METODOLOGIA DE PESQUISA NO ENSINO DE ASTRONOMIA: ENFOQUE NA ESPACIALIDADE
Cristina Leite (Doutoranda FEUSP); Yassuko Hosoume (IFUSP)
crismilk@if.usp.br

A observação direta dos objetos celestes nos fornece informações visuais bidimensionais. O Sol e a Lua, por exemplo, nos parecem discos. Nos livros didáticos, devido à natureza de sua apresentação, o mesmo ocorre. Como será que professores e alunos do ensino fundamental compreendem a forma dos principais astros? E quais são as relações que eles estabelecem para explicar os fenômenos? A natureza desses elementos é bi ou tridimensional? Na tentativa de compreender a visão tridimensional formada por alunos e professores sobre elementos da astronomia, construímos uma atividade com o diferencial da representação dos objetos astronômicos tridimensionalmente. Assim, na parte central de uma entrevista realizada, os participantes construíam seu modelo de Universo num espaço tridimensional, onde não apenas a forma dos astros, mas também as distâncias, os tamanhos, as relações entre estes objetos astronômicos e a visão de Universo como um todo foram possíveis identificar através dessa metodologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



METODOLOGIA PARA ESTUDO DE UM CAMPO CONCEITUAL NA QUÍMICA: REPRESENTAÇÃO ESTRUTURAL NO ENSINO SUPERIOR
Waldmir Araujo Neto; Marcelo Giordan
waldmir@usp.br

O trabalho apresenta uma estratégia metodológica para investigar a noção de representação estrutural como um campo conceitual na química, e faz um exame exploratório inicial utilizando-a em duas instituições federais de ensino superior. Uma das premissas apresentadas refere-se à estruturação de um viés epistemológico que oriente a investigação empírica, escolhendo-se a filosofia de Ernst Cassirer. Considera-se também a possibilidade de dilatação da noção de situação de estudo, sob a ótica Gerard Vergnaud, com o objetivo de incluir atividades de sala de aula como uma opção para a formulação do campo conceitual. Os resultados do exame exploratório revelam uma confluência inicial das propostas epistemológicas de Cassirer com a Teoria Vergnaud. Destaca-se também a permanente exigência, por parte dos professores envolvidos na pesquisa, da imaginação como recurso para a correta apreensão e raciocínio das representações estruturais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



MODELOS MENTAIS SOBRE FILARIOSE LINFÁTICA DE ALUNOS RESIDENTES EM ÁREAS ENDÊMICAS NO RECIFE/PE
Micheline Barbosa da Motta e Francimar Martins Teixeira
biomotta@yahoo.com.br

A Filariose linfática é parasitose endêmica em Pernambuco desde 1918, com focos persistentes e em expansão na região metropolitana do Recife, tornando-se um desafio premente a ser encarado tanto pelas autoridades de saúde pública, como pela população e escolas de áreas de risco. Como estratégias pedagógicas que estimule os alunos a vivenciar as medidas preventivas a doença, identificamos os modelos mentais de 50 alunos entre 9 e 10 anos, residentes em áreas endêmicas da região metropolitana. Os resultados indicaram que as crianças: (a) acreditam que a filariose é evitável, tratável, causada por fator externo e que o cumprimento das recomendações médicas é fundamental ao sucesso do tratamento; (b) têm dificuldades em identificar os sintomas e as etapas do processo de adoecimento; (c) apóiam seus modelos no diretamente observável, possibilitando a estruturação de trabalhos pedagógicos na escola que recriem situações reais vivenciadas pelas crianças na comunidade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O “BRINCAR” DE WINNICOTT E A RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS EM FÍSICA
Luciano Massa Fernandes e Alberto Villani
fisicamail@yahoo.com.br

Neste trabalho procuraremos analisar a relação que alguns alunos, pertencentes a uma turma de ensino médio, de uma escola particular de Jundiaí-SP, possuem com o próprio processo de aprendizagem. Para esta análise usaremos a idéia do brincar, do psicanalista Winnicott, que permite um novo olhar sobre fatos ou situações já conhecidas no ambiente escolar. A capacidade de brincar, a partir das tarefas propostas pelo professor, facilita ao aluno ser bem sucedido na sua realização, o que interfere na maneira como cada aluno se sente motivado em dar prosseguimento à aprendizagem da Física. Concluiremos sugerindo algumas estratégias que, acreditamos, possibilitam ao professor trabalhar com os alunos que não possuem a capacidade de brincar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O CONCEITO DE REAL: DA OBJETIVIDADE À SUBJETIVIDADE
Michele Hidemi Ueno e Valdir Guimarães
mihueno@yahoo.com.br

Este texto tem por objetivo refletir acerca do conceito de real. De um lado, temos o conceito de real da Física clássica como aquilo que é da ordem do possível e do simbolizável. Já para a Física quântica, o real não pode ser completamente capturável, remetendo-nos à ordem das probabilidades. Para a Psicanálise, no entanto, o conceito de real é remetido ao impossível, a aquilo que escapa à palavra e à escrita, tendo como conseqüência, não sendo nunca atingido, nunca simbolizado. Palavras-chave: Psicanálise, Física clássica, Física quântica, real.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O DESEMPENHO DE ESTUDANTES NA REALIZAÇÃO DE INVESTIGAÇÕES
Alessandro D T Gomes; A Tarciso Borges; Rosária da Silva Justi
tarciso@coltec.ufmg.br

Este trabalho investiga de que forma fatores como a complexidade da atividade, o conhecimento teórico e o modelo de causalidade entre variáveis afetam a capacidade de estudantes de realizar testes adequados e consistentes. Esses testes são aqueles nos quais apenas a variável em foco, cujo efeito deseja-se determinar, é alterada, enquanto que as demais são mantidas constantes. Fizeram parte do material empírico da pesquisa dois questionários aplicados individualmente para 102 alunos do 1º ano do Ensino Médio de uma escola técnica federal e a análise de 46 históricos de investigação que os alunos, em duplas, realizaram sobre movimento em plano inclinado, através de uma simulação computacional. Os resultados da pesquisa sugerem que a complexidade da investigação e o modelo de causalidade das variáveis envolvidas no problema são fatores importantes para definir o desempenho dos estudantes na atividade. Palavras-chave: Atividades investigativas; Pensamento epistemológico dos estudantes, Estratégias de experimentação, Educação em ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINO DE CIÊNCIAS CHEGA À MESA: PERSPECTIVAS DA REEDUCAÇÃO ALIMENTAR NO CONTEXTO ESCOLAR.
Maurício Wisniewski e Ademir José Rosso
mwisni69@pop.com.br

Esta pesquisa visa a investigação dos efeitos da reeducação alimentar da população infanto-juvenil após a implantação da Lei Estadual que proíbe a comercialização de alimentos ditos “não-saudáveis” em cantinas escolares. É também um mapeamento das representações sobre “comida saudável” nesta população, enquanto requisito à aquisição do corpo ideal, e que tem como fatores coadjuvantes a crescente onda de lipofobia, e o processo de desritualização do comer. As informações foram coletadas durante os eventos do Projeto “Lanche Saudável” que acontece numa escola de Ponta Grossa, Paraná. Os primeiros resultados analisados apontam que: os termos “hábito alimentar saudável” e “reeducação alimentar”, carecem de maior conhecimento por parte da população infanto-juvenil. O conteúdo curricular de Ciências deixa uma lacuna na formação do aluno, no que tange ao cuidado com o corpo e a saúde em geral, itens indispensáveis para a concretização objetiva do “educar para a vida”.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LABORATÓRIO DIDÁTICO DE FÍSICA NO ENSINO SUPERIOR: CONTRASTES E TRANSFORMAÇÕES
Inés Prieto Schmidt Sauerwein; Maria Regina D. Kawamura; Demétrio Delizoicov
iprieto@smail.ufsm.br

Neste trabalho são analisadas e discutidas as transformações ocorridas na pesquisa na área de Ensino de Física, particularmente no que diz respeito às atividades experimentais, entre o início da década de 80 e o da de 90, publicados na Revista de Ensino de Física (SBF) e no Caderno Catarinense de Ensino de Física (UFSC). Os artigos são analisados sob dois aspectos: apresentação de uma “Estratégia de Ensino” e “Atividades experimentais”. O primeiro contempla a visão de educação, a concepção de ciência, a visão de laboratório e estratégia de ensino/aprendizagem. O segundo, a descrição de experiência, o conteúdo e o equipamento, expressos por esses artigos. No Período de 80, a ênfase desses trabalhos encontra-se no segundo aspecto. No Período de 90 esta ênfase perde nitidez ao mesmo tempo em que há maior consideração do primeiro aspecto. Estes resultados são comparados com os de Araújo e Abib (2003), para o período 1992-2001.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LIVRO DIDÁTICO E A PRÁTICA PEDAGÓGICA
Glória Garcia de Oliveira e Maria Helena da Silva Carneiro
zegbebe@bol.com.br

Esta pesquisa é parte de um projeto cujo objetivo central é identificar as funções atribuídas ao livro didático de Biologia por estudantes e professores e diferentes formas e contextos de uso. Neste trabalho, serão apresentados somente resultados referentes, aos professores, usuários deste recurso na sua prática pedagógica. A coleta de dados foi baseada em entrevistas realizadas junto aos professores. A análise das entrevistas mostrou que, para os professores, o livro didático é um importante recurso, porém, não é o único meio utilizado no processo de organização, desenvolvimento e avaliação do trabalho pedagógico. Evidenciou-se que os professores, ao planejar suas aulas, utilizam outros materiais além do livro. O uso desses materiais, a despeito de não serem considerados como fontes científicas, é bastante significativo pois apresenta uma linguagem familiar ao estudante.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LUGAR E AS ESCALAS E SUAS DIMENSÕES HORIZONTAL E VERTICAL NOS TRABALHOS PRÁTICOS GEOLÓGICOS – IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Maurício Compiani
compiani@ige.unicamp.br

A geologia apresenta uma epistemologia e prática escolar peculiares em que a categoria de lugar e as escalas de observação com suas dimensões horizontal e vertical trazem implicações novas para o ensino de ciências e educação ambiental. No ensino de ciências, enfocar o lugar e o ambiente (global) traz um outro olhar para os trabalhos de campo. A escala é problematizada como estratégia de aproximação e apreensão do real. Duas experiências, no Brasil e na Venezuela, são apresentadas para mostrar a temática do trabalho.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PAPEL DO RPG NO ENSINO DE FÍSICA
Francisco de Assis Nascimento Junior; Mauricio Pietrocola
franciscodeassis@gmail.com

Literatura recente tem sugerido o uso do RPG como instrumento lúdico do ensino. Para viabilizar uma aplicação em aulas de Física, porém, é necessário mostrar que o uso e desenvolvimento da imaginação e criatividade fazem parte do processo de aprendizagem, como forma de construção de realidades. O RPG só pode ser utilizado caso seja estabelecida uma ligação direta com o conhecimento de construção do mundo físico, ainda que o processo se inicie na criação de mundos imaginários, caracterizando o que chamamos aqui de Fantasia Cientifica. Esse trabalho se propõe a apresentar uma proposta de adaptação do RPG enquanto jogo para uma função como atividade de ensino de Física. Em particular, o assunto ao qual essa experiência é analisada diz respeito ao seu uso em tópicos de Física Moderna, incluindo a Relatividade Restrita.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PERCURSO DO PROFESSOR NO PLANEJAMENTO DE ENSINO EXPRESSO NAS SEQÜÊNCIAS DIDÁTICAS SOBRE BIODIVERSIDADE
Maurício dos Santos Matos, Marcelo Tadeu Motokane e Clarice Sumi Kawasaki
sumi@ffclrp.usp.br

Este trabalho busca identificar as características do percurso do professor no planejamento de ensino sobre o tema biodiversidade, expressos na produção de seqüências didáticas. Foi utilizada uma abordagem metodológica qualitativa por meio da observação e análise das falas e das atividades de planejamento desenvolvidas num grupo de ensino formado por 3 pesquisadores e 10 professores da educação básica, durante 1 ano. Como tendência geral dos percurso dos professores no planejamento de ensino, foi observado que o referencial inicial de planejamento está baseado na área de ensino na qual sua prática pedagógica se desenvolve e na necessidade de aprofundamento sobre o conceito. As seqüências didáticas desenvolvidas focalizaram, preferencialmente, formas de estudo e processos que conduzem à biodiversidade, estabelecendo também relações indiretas. As concepções apresentadas pelos professores posicionaram-se entre concepções mais genéricas de biodiversidade, provavelmente oriundas da sociedade, e concepções mais restritas, condicionadas pelo uso de fontes bibliográficas científicas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PROFESSOR DE FÍSICA COMO “CO-PENSOR” EM “GRUPOS OPERATIVOS” DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO
Josimeire Júlio, Arnaldo Vaz
josimeire@coltec.ufmg.br

Apresentamos um estudo pormenorizado das primeiras aulas de física de turmas do primeiro ano do ensino médio nas quais os alunos foram desafiados a realizar uma atividade de investigação. Em trabalho anterior, analisamos os grupos de alunos isoladamente. Partimos para uma nova etapa da análise, onde pretendemos conhecer melhor a natureza das interações do professor tanto com os pequenos grupos de alunos quanto com o coletivo da turma. Buscamos aporte em dois conceitos psicanalíticos - Grupo de Trabalho e Grupo Operativo - para analisar o trabalho dos grupos e identificar o que nos parecem ser indicadores usados pelo professor para conduzir a atividade na direção planejada. A análise da dinâmica da classe em sua interação com o professor nos permitiu concluir como a atuação do professor contribuiu para a condução da tarefa tanto nas plenárias, quanto nos grupos isoladamente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE ANALOGIAS E METÁFORAS EM AULAS DE FÍSICA NO ENSINO SUPERIOR: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES
Fernanda C. Bozelli; Roberto Nardi
ferboz@fc.unesp.br

A literatura em Educação em Ciências mostra que metáforas e analogias são apontadas por pesquisadores como estratégias didáticas fundamentais no ensino e na aprendizagem de temas complexos pela possibilidade que elas oferecem de construir, ilustrar ou compreender um domínio científico (alvo) a partir de um domínio familiar (análogo) com base na exploração de atributos/relações comuns e não comuns de ambos os domínios. Esta comunicação mostra algumas conclusões de um estudo, que acompanhou e analisou o uso e as condições de produção de analogias, por um docente de ensino superior e seus alunos, durantes as aulas de física básica ministradas durante um semestre num curso de licenciatura em Física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE LIVRO DIDÁTICO DE QUÍMICA EM SALA DE AULA
Wildson Luiz Pereira dos Santos, Maria Helena da Silva Carneiro, Gerson de Souza Mól, Cynara Caroline Kern Barreto (IC) e Mariana Cutrim Taveira
wildson@unb.br

O presente artigo traz um estudo de caso sobre o uso do livro didático de Química, no qual buscamos investigar as formas de uso do livro e de apropriação de seu texto pelo professor. O estudo foi desenvolvido em escola pública e os dados coletados por meio de observações de aulas registradas em diário de campo e gravadas em vídeo. A análise dos dados demonstrou que o livro foi utilizado em grande parte das aulas e de diversas formas, além de evidenciar que o livro didático teve um papel determinante na prática docente do professor, sendo este por sua vez que determinou a forma de uso do livro pelo aluno. As estratégias em sala de aula de leitura do livro e de sua consulta se configuraram em importantes práticas no processo de apropriação social do texto do livro didático.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OBSTÁCULOS À APROPRIAÇÃO DOS CONCEITOS DE CICLO CELULAR POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO
FERNANDA MUNIZ BRAYNER LOPES, AGEU MATOS, ZÉLIA MARIA SOARES JÓFILI, ANA MARIA DOS ANJOS CARNEIRO-LEÃO
amanjos2001@yahoo.com.br

A compreensão da divisão celular como um processo dinâmico inserido em um contexto mais amplo, como o ciclo celular, dificilmente é atingida nas turmas de 1ª série do ensino médio (EM), provavelmente pela abstração do conteúdo e dificuldade em contextualizá-lo. O objetivo deste trabalho foi identificar os obstáculos à construção e articulação desses conceitos. Foram aplicados seqüencialmente a uma turma do EM (Instituição Pública, Olinda/PE), um texto (organizador prévio) e um questionário para detectar as dificuldades dos alunos ao se enfocar conceitos relacionados à divisão celular e ao crescimento do corpo, desde o nascimento até a morte da célula. Os resultados obtidos mostraram que os obstáculos epistemológicos estão presentes principalmente nas questões que exigem uma maior compreensão do aspecto microscópico. Sugerimos, portanto, que a elaboração de uma seqüência didática contextualizando o conceito de ciclo celular com o cotidiano do aluno possa minimizar os obstáculos identificados e propiciar uma aprendizagem significativa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS CAMPOS CONCEITUAIS DE VERGNAUD COMO FERRAMENTA PARA O PLANEJAMENTO DIDÁTICO
Gabriel Dias de Carvalho Júnior e Orlando Gomes Aguiar Júnior
gabrieljr@uol.com.br

Esse trabalho tem como objetivo apresentar a teoria dos campos conceituais de Vergnaud como instrumento para o planejamento das atividades de intervenção didática. Utilizamos tal teoria na análise dos resultados da pesquisa de mestrado de um dos autores desse texto. Essa pesquisa foi feita com estudantes da segunda série do ensino médio quando do estudo da Física Térmica. Destacamos, no texto a seguir, as categorias descritas por Vergnaud e a apropriação que fizemos delas no desenho da pesquisa.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS CONHECIMENTOS QUE OS ALUNOS UTILIZAM PARA LER AS IMAGENS DE MITOSE E DE MEIOSE E AS DIFICULDADES APRESENTADAS
Mara Matilde Vieira de Barros; Maria Helena da Silva Carneiro
mara.mbarros@gmail.com

Os alunos demonstram dificuldades na leitura dos esquemas que representam a divisão celular. Os esquemas apresentam um alto grau de complexidade, pois a sua interpretação depende de dois fatores: do conhecimento anterior que o aluno tem disponível na sua estrutura cognitiva; do professor, que deve dirigir a atenção dos alunos para a leitura das imagens. Baseando-nos em mapas conceituais construídos a partir dos conhecimentos apresentados pelos alunos, procuramos identificar como estão organizados os conceitos necessários para interpretar as imagens de divisão celular. Analisamos como os alunos lêem essas imagens e que conhecimentos eles utilizam para interpretá-las, procurando identificar as dificuldades apresentadas durante a interpretação. Os resultados obtidos levaram-nos a concluir que a forma como os alunos compreendem e aplicam os conceitos dos termos cromátide, cromossomos homólogos, célula haplóide e célula diplóide, e a própria imagem, podem ser consideradas causas da dificuldade na leitura das imagens e aprendizagem desse tema.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OS DISCURSOS DO PROFESSOR E O ENSINO DE CIÊNCIAS
Alberto Villani & Elisabeth Barolli
ebarolli@unicamp.br;avillani@if.usp.br

As condições para que se efetive a articulação entre ensino e aprendizagem coloca-se, atualmente, como um dos principais temas de pesquisa no Ensino de Ciências. Apesar dos muitos esforços dos educadores no sentido de propor diferentes estratégias de ensino, concebidas com base em recentes resultados de pesquisa, essa articulação vem se mostrando como uma meta difícil de ser alcançada. A exploração de analogias entre os discursos de Lacan e os do professor em sala de aula, desenvolvida neste trabalho, pretende, por um lado, se constituir numa contribuição para refletirmos sobre as posições implícitas que o professor assume na sua prática docente ao colocar em ação diferentes saberes. Por outro lado, procuraremos mostrar que a utilização do esquema lacaniano dos discursos do inconsciente permite explorar os efeitos dessas posições e ampliar nossa compreensão acerca das possibilidades de articulação entre os processos de ensinar e aprender.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PERCEPÇÕES SOBRE A FAUNA EM ESTUDANTES INDÍGENAS DE UMA TRIBO TUPINAMBÁ
Jussara Paula Rezende Pereira; Lílian Boccardo; Júlio César Castilho Razera
juliorazera@yahoo.com.br

Índios brasileiros tentam resgatar sua cultura, mas enfrentam dificuldades que incluem a educação e, mais especificamente, o ensino de Ciências. Servindo-se como um dos subsídios a essa discussão, este trabalho teve o objetivo de identificar e discutir as percepções de estudantes indígenas da Tribo Tupinambá de Olivença, na Bahia, sobre a fauna. Os dados foram obtidos por intermédio de questionário, aplicado a alunos de 1ª a 4ª série do Ensino Fundamental, da Escola Estadual Tupinambá de Olivença, e entrevista com o cacique da tribo. Aspectos afetivos, conceituais e utilitários prevaleceram nas percepções. Sobre a importância dos animais, houve destaque na alimentação; aspectos de afetividade e de religião apareceram em seguida. Os pais são os principais responsáveis pelos conhecimentos dos tupinambás sobre a fauna. O estudo apresenta algumas necessidades educacionais dos índios investigados para a construção de seus conhecimentos, em concordância com aspectos inerentes à cultura a ser resgatada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



POLÊMICAS SOBRE ABORDAGENS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS: UMA ANÁLISE, COM ÊNFASE NA IDÉIA DA PLURALIDADE METODOLÓGICA
Fernando Bastos e Roberto Nardi
ferbastos@fc.unesp.br

O presente trabalho procura mostrar que as abordagens recentes para o ensino de ciências, tais como o ensino por mudança conceitual, o ensino por investigação e o ensino baseado na noção de perfil conceitual, embora representem contribuições valiosas para o debate de questões teóricas e práticas na área, devem ser analisadas e incorporadas a partir da idéia de pluralidade metodológica, tendo-se em vista que os desafios da educação são complexos e não podem ser resolvidos com base em perspectivas isoladas que excluam as demais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PREPARAÇÃO DO FORMANDO EM MATEMÁTICA-LICENCIATURA PLENA PARA LECIONAR ESTATÍSTICA NO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO
Arno Bayer; Simone Echeveste; Hélio Bittencourt; Josy Rocha
bayer@ulbra.br

Os Parâmetros Curriculares Nacionais (1997) incluíram conteúdos de estatística no Ensino Fundamental e Médio como parte do programa da disciplina de matemática. Este fato, de certa forma, consolida a proposta de uma reformulação na aprendizagem da matemática, buscando uma sinergia entre os conteúdos de matemática a serem desenvolvidos na escola com tipo de formação que a sociedade atual necessita. Neste contexto surge uma grande preocupação por parte dos educadores: estariam os professores de matemática preparados para lecionar estatística? Para responder a esta questão foi realizada uma pesquisa com 80 formandos em matemática referente às suas percepções sobre o seu preparo para ensinar estatística em suas aulas de matemática. O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados desta pesquisa bem como discutir a importância do desenvolvimento e da disseminação de trabalhos e pesquisas na área de educação estatística na escola, que possam servir de suporte teórico/prático para professores de matemática.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROCESSOS INTERATIVOS EM AULAS DE FÍSICA: UM ESTUDO INICIAL
Isabel Cristina de Castro Monteiro e Alberto Gaspar
monteiro@feg.unesp.br

Neste trabalho apresentamos algumas considerações sobre os processos interativos em sala de aulas de física, relacionando algumas características observadas durante aulas experimentais no ensino médio com algumas teorias atuais associadas com a psicologia da educação. Nossa pesquisa constitui-se um estudo de caso inicial em que pudemos elaborar algumas análises pertinentes a influência das habilidades sociais do professor e sua relação com a motivação intrínseca e extrínseca presentes durante toda a atividade experimental. Foi analisada uma única atividade experimental, apresentada em uma turma por professores estagiários, supervisionados pelo professor efetivo e, em outra, somente pelo professor efetivo. Os resultados indicam que a postura do professor pode ser elemento desencadeador de comportamentos desejáveis ou indesejáveis no aluno ou na média dos alunos envolvidos no processo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROJETO AVES: UM EXEMPLO DE ENSINO DE CIÊNCIAS ALIADO AO USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS
SANTOS, Ana Maria Pereira; FRANZOLIN, Fernanda; FEJES, Marcela
ana@futuro.usp.br

O Laboratório de Ensino de Ciências e Tecnologia da Escola do Futuro da USP (LECT) desenvolve projetos de ensino de Ciências que proporcionam aos alunos a oportunidade de exercitarem habilidades próprias do trabalho científico, investigando problemas, coletando dados e socializando os resultados através do uso da Internet como principal ferramenta de comunicação. Os projetos são implementados em escolas públicas e privadas e acompanhados pelos pesquisadores do LECT através de ferramentas de comunicação à distância. Encontra-se exposto neste trabalho o resultado obtido no desenvolvimento de um dos projetos de ensino desenvolvido pelo LECT, durante os anos de 2000 a 2004, o Projeto Aves. Este projeto propõe a investigação das aves que visitam a unidade escolar, através de trabalhos de campo, elaboração de experimentos e utilização da Internet. Neste relato foi destacado o papel da investigação e do uso das ferramentas de comunicação a distância pelas escolas participantes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES ACERCA DAS DISSERTAÇÕES E TESES BRASILEIRAS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO PERÍODO 1987-2001.
Maria Guiomar Carneiro Tomazello
mgtomaze@unimep.br

Esse trabalho tem por objetivo fazer uma análise das dissertações e teses brasileiras do período de 1987-2001 para se detectar alguns padrões e tendências temáticas e teórico- metodológicas na área de educação ambiental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REFLEXÕES SOBRE A DINÂMICA DO CONTRATO DIDÁTICO NUMA CLASSE HOSPITALAR A PARTIR DE UMA SITUAÇÃO DE ENSINO DE CIÊNCIAS
Caroline Zabendzala Linheira; Mariana Brasil Ramos
caroline@ced.ufsc.br

Classe hospitalar é um espaço destinado à educação em ambientes hospitalares que garante o atendimento escolar especial às crianças e adolescentes enfermos. Embora seja considerada uma modalidade do ensino formal, as particularidades desta criam uma dinâmica de sala de aula bastante diferenciada. Este artigo se propõe a discutir a presença de um Contrato Didático neste ambiente, a partir de situações de ensino de ciências vivenciadas numa classe hospitalar. Algumas pesquisas nesta área têm o propósito de criar metodologias específicas, de maneira que o ensino hospitalar possa cumprir com seus objetivos educacionais e sociais. O cotidiano hospitalar favorece o estabelecimento de uma dinâmica escolar própria, que adiciona à tríade professor-aluno-saber, a fragilidade física e emocional dos alunos, a inconstância e a multisseriação das turmas. Tais aspectos permitem tecer discussões a cerca do contrato didático estabelecido, a fim de se contribuir para o processo de ensino de ciências em classes hospitalares.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRESENTAÇÕES DE PROFESSORES SOBRE SIMULAÇÕES E ANIMAÇÕES: UMA PRIMEIRA APROXIMAÇÃO ATRAVÉS DO PROJETO LABVIRT QUÍMICA
Navas,A.M.,Infante-Malachías,M.E.,Nunes,C.A.A. e Fejes M.E.
navas@gmx.net,marcela@futuro.usp.br

O projeto LabVirt Química busca criar espaços de aprendizagem na qual os alunos adquiram o papel de autores elaborando simulações. Os professores das escolas precisam participar de todas as etapas deste processo, assim, são aproximados das metodologias de produção de objetos de aprendizagem. Foram investigadas as representações que professores-alunos têm sobre simulações e animações para conhecer a forma em que essas representações se relacionam com as simulações por eles produzidas, para identificar as expectativas quanto ao uso das mesmas e discutir o seu potencial uso no ensino de química em sala de aula. Os resultados indicaram que nem todos os professores têm uma representação científica de uma simulação, no entanto todos eles ao desenvolver as simulações envolveram problemáticas do cotidiano do aluno e situações reais, o que sugere que, mesmo quando estes elementos não aparecem explicitados de forma individual, foram construídos coletivamente e explicitados nos próprios produtos obtidos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE CLONAGEM
Maria da Conceição Souza Viana/Maria Helena Silva Carneiro
mcsvna@terra.com.br

O trabalho que ora apresentamos teve como objetivo central o estudo das Representações Sociais de um grupo de vinte professores de Biologia,do Ensino Médio publico do Distrito Federal - Brasil. A coleta de dados foi realizada a partir da aplicação de um questionário composto por questões abertas e fechadas. A análise das respostas nos evidencia que apenas 10% dos professores pesquisados demonstraram ter um conhecimento do processo de clonagem próximo do consenso científico vigente. Os demais apresentaram uma descrição incompleta do processo, o que levou à construção de uma representação social bem próxima do que é transmitido pela mídia, ou seja, centrada apenas na idéia de duplicação de um ser. Os resultados desse trabalho nos apontam para a necessidade de cursos de formação continuada nos quais os professores possam aprimorar seus conhecimentos relacionados à Biologia contemporânea, especialmente no que diz respeito às questões da biotecnologia.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REPRODUÇÃO DAS PLANTAS: CONCEPÇÕES PRÉVIAS E O PROCESSO EDUCACIONAL NO ENSINO FUNDAMENTAL
Maria Aparecida do Carmo Padulla Soares; Ana Lídia Ossak; Maria Júlia Corazza Nunes; Polonia Altoé Fusinato; Ana Lúcia Olivo Rosas Moreira
poly@dfi.uem.br

Apropriar-se de conhecimentos científicos significa romper com concepções que o aluno apresenta antes do trabalho docente. Esta pesquisa investigou as concepções prévias dos alunos do ensino fundamental sobre a reprodução das angiospermas. O nível conceitual do educando foi avaliado, inicialmente, por meio de questionário sobre a flor e a reprodução das plantas; observação da prática docente e das manifestações dos alunos durante a aula e, finalmente, pela re-aplicação das questões iniciais. Percebeu-se que as concepções prévias dos estudantes não foram totalmente substituídas pelos novos conceitos científicos apresentados pela professora. Concluiu-se que a mudança de conceitos está vinculada à atuação docente como um pesquisador e promotor de ações que oportunizem a identificação de idéias prévias dos alunos e a exploração de fatos e fenômenos através de experiências significativas de aprendizagem à progressão de idéias cientificas mais aceitáveis. Palavras-chave: Ensino de Ciências; concepções prévias; professor-pesquisador; ensino-aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E ATIVIDADES PRÁTICAS DE LABORATÓRIO: UMA ARTICULAÇÃO POSSÍVEL.
Flávia Maria Teixeira dos Santos e Mara Elisângela Jappe Gói
flavia.santos@ufrgs.br

O presente estudo é uma pesquisa qualitativa de acompanhamento e análise de uma experiência de utilização de atividades experimentais em laboratório de química a partir da metodologia da resolução de problemas. Este estudo desenvolvido 1ª série do Ensino Médio envolveu 170 alunos em três escolas da grande Porto Alegre – RS e centrou-se no conteúdo ácido-base. Os resultados indicam que a articulação do trabalho experimental à resolução de problemas semi-abertos pode ser muito produtiva para a aprendizagem de conceitos, procedimentos e atitudes pelos estudantes.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SIGNIFICAÇÃO DOS CONCEITOS DE CIÊNCIAS NATURAIS E SUAS TECNOLOGIAS NUMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR: ANÁLISE DE UMA SITUAÇÃO DE ESTUDO
Eva Terezinha Boff; Marli Frison & Maria Cristina Pansera de Araújo
evaboff@unijui.tche.br

A proposição de novas organizações curriculares constitui-se numa tentativa de responder questões originadas da observação dos sistemas de ensino e aprendizagem nas licenciaturas e na Educação Básica. O desenvolvimento de uma proposta denominada Situação de Estudo (SE) “Alimentos: Produção e Consumo” foi pesquisado para identificar conceitos de Biologia, Física e Química e seus significados no entendimento dos estudantes, de forma interativa e interdisciplinar, proporcionando reflexões sobre questões sociais e culturais. Para tanto, realizou-se o acompanhamento, vídeo-gravação, transcrição e análise de episódios resultantes. A proposta está baseada nos referenciais de Vigotski, Morin e Freire. A identificação de conceitos científicos, seu significado e evolução foram mais bem compreendidos pelos estudantes à medida que as interações e articulações entre os componentes curriculares são interdisciplinarmente estimuladas. Evidenciou-se a necessidade de implementação de espaços para planejamento e estudo, no coletivo dos educadores da Educação Básica e Superior

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SITUAÇÕES DIDÁTICAS DIFERENCIADAS E SEU PAPEL NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FÍSICA.
Sonia Maria S. C. de Souza Cruz; Mikael Frank Rezende Junior; Frederico Firmo de Souza Cruz
sonia@fsc.ufsc.br

Neste trabalho argüimos que as disciplinas de Instrumentação para o ensino de Física podem constituir situações didáticas diferenciadas que possibilitam o desenvolvimento e a análise do processo de conceitualização dos estudantes. A análise e a proposição deste trabalho se baseiam na teoria dos campos conceituais de Vergnaud.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEMAS TRANSVERSAIS: O QUE PENSAM OS PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE A ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR DESSES TEMAS
Jacqueline da Silva Villaça, Mara Alice Fernandes de Abreu
jackbio_bauru@hotmail.com

Os Parâmetros Curriculares Nacionais expressam a preocupação com a compreensão da cidadania e participação social e política do aprendiz, com a sua inserção na sociedade, possibilitando-o interagir com políticas públicas relacionadas à saúde e ao meio ambiente, além de orientá-lo no desenvolvimento de sua sexualidade e prepará-lo para o mercado de trabalho. A pesquisa pretendeu avaliar as dificuldades relacionadas pelos professores do ensino fundamental quanto à abordagem dos temas transversais considerando o conhecimento especializado requerido e a formação pedagógica específica do professor, além dos aspectos interdisciplinares. Os professores do ensino fundamental, após vivenciarem intervenção sobre o tema Saúde revelaram dificuldades referentes à abordagem dos temas transversais, relacionadas ao conteúdo e à prática pedagógica, confirmando a necessidade de cursos de formação continuada e da colaboração de especialistas no tratamento desses temas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEMÁTICA AMBIENTAL: UM OLHAR SOBRE A PRODUÇÃO ACADEMICA
Leonir Lorenzetti e Demétrio Delizoicov
leo@conection.com.br e lzetti@hotmail.com

O trabalho discute o surgimento da Educação Ambiental no Brasil, a partir da análise das dissertações e teses produzidas em Educação Ambiental em distintos programas de pós-graduação, identificando os autores dos trabalhos, seus orientadores, as instituições de ensino, os programas de pós-graduação, as temáticas envolvidas nas pesquisas. Os dados demonstram a emergência da pesquisa em Educação Ambiental aliada aos grandes eventos relacionados a área como a Rio-92 e a divulgação dos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs que têm o Meio Ambiente e Saúde como tema transversal. Aponta-se a necessidade de realizar estudos de modo a melhor caracterizar as pesquisas realizadas na área de Educação Ambiental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEOR DE VITAMINA C EM SUCOS DE FRUTAS:UMA PROPOSTA DE ATIVIDADE EXPERIMENTAL
ROMERO, A. SILVA, E. L.; KIOURANIS, N. M. M.
nmmkiouranis@uem.br ou nmmkiouranis@brturbo.com.br

Este artigo apresenta aspectos científicos, históricos e cotidianos da vitamina C, procurando explorar os conceitos químicos de uma forma contextualizada. No desenrolar do artigo é descrita uma maneira simples para determinar o teor de vitamina C em sucos de frutas utilizando materiais e reagentes de baixo custo, facilmente encontrados. Além disso, o processo investigativo permitiu constatar que o teor de vitamina C, praticamente não se alterou,no decorrer de dois dias. Trata-se de um experimento que pode ser realizado em qualquer escola de ensino médio, englobando conhecimentos químico de diferentes dimensões, onde se destacam aspectos sociais, econômicos e culturais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS ENDOTÉRMICAS E EXOTÉRMICAS – UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO CONSIDERANDO AS IDÉIAS PRÉVIAS DOS ESTUDANTES
Denilse Morais Zambom e Maria Eunice Ribeiro Marcondes
denilsemorais@uol.com.br

Este trabalho analisou como um grupo de 110 alunos de 2as séries de ensino médio entende a energia envolvida nas transformações químicas exotérmicas e endotérmicas e em que medida algumas concepções são reestruturadas após a aplicação de atividades planejadas que levam em conta as idéias prévias dos estudantes. Realizou-se um diagnóstico das idéias prévias dos alunos e foram aplicadas atividades de ensino planejadas. Os dados foram coletados através de questionários realizados durante e após as aulas. A análise mostrou que algumas concepções alternativas aparecem em maior número no entendimento das transformações exotérmicas e, nas endotérmicas, o aprendizado envolveu maior tempo e as explicações dos alunos passaram por vários níveis explicativos até a compreensão considerada adequada. Muitas concepções não apresentadas no questionário prévio, importantes para a compreensão da origem da mudança de temperatura observada nas diversas transformações, passam a incorporar-se às idéias dos alunos e mantêm–se em muitos deles.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM DESENHO METODOLÓGICO PARA INVESTIGAR OS EFEITOS DA INTEGRAÇÃO DE UMA SIMULAÇÃO EM UM SEQÜÊNCIA DE ENSINO SOBRE ELETRICIDADE NO ENSINO MÉDIO
Geraldo Daniel Amaral, Oto Borges
gdaniel@coltec.ufmg.br

Esta pesquisa descreve o desenho metodológico utilizado para investigar a integração de uma simulação de computador, do tipo applet, em uma seqüência de ensino de eletricidade em situações reais de sala de aula. Procurou-se investigar o efeito da simulação em dois tipos de ambientes de ensino: um onde o estudante explorava o potencial da simulação de forma livre e o outro onde suas atividades eram orientadas. As atividades com a simulação foram mescladas com as aulas expositivas e com as atividades de laboratório regulares em diferentes seqüências de ensino. Dados quantitativos e qualitativos foram coletados com cerca de 180 alunos da primeira série do ensino médio de uma escola técnica federal, em um esforço de integrar métodos rigorosos com pesquisas ecologicamente válidas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM ESTUDO SOBRE A EVOLUÇÃO CONCEITUAL DOS ESTUDANTES NA CONSTRUÇÃO DE MODELOS EXPLICATIVOS RELATIVOS AO CONCEITO DE SOLUÇÃO E AO PROCESSO DE DISSOLUÇÃO.
Miriam Possar do Carmo, Maria Eunice Ribeiro Marcondes e Simone Alves de Assis Martorano
mipcarmo@iq.usp.br

Este estudo investigou como evoluem as concepções dos estudantes do Ensino Médio da Rede Pública, sobre alguns conceitos envolvendo o tema solução e o processo de dissolução frente a situações de ensino estruturadas para provocar reflexões sobre suas próprias idéias. Partiu-se do pressuposto de que os estudantes possam ficar insatisfeitos com suas teorias de momento quando o que acreditam entra em contradição com novas informações. Desta forma, um ensino estruturado e voltado para a construção de significados, dentro do tema soluções, permitiu aos estudantes atingirem um nível de abstração mais complexo desde uma visão macroscópica para uma visão microscópica, interpretando o processo de dissolução como um conjunto de interações entre as partículas constituintes da solução. Os resultados obtidos basearam-se na análise das concepções dos estudantes, antes, durante e após o processo de ensino, o que possibilitou a elaboração de níveis explicativos, os quais permitiram a interpretação da evolução das concepções.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM ESTUDO SOBRE AS CONCEPÇÕES ALTERNATIVAS DE UM GRUPO DE ESTUDANTES A RESPEITO DE TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS
Sandra Noemi Finzi, Alfonso Paiva, Adelaide Faljoni-Alário
sanfinzi@iq.usp.br

Esse trabalho apresenta as concepções alternativas de um grupo de estudantes da terceira série do Ensino Médio sobre a representação de uma reação química usando um modelo representacional com círculos de papel.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ANÁLISE DO RACIOCÍNIO UTILIZADO PELOS ALUNOS AO RESOLVEREM OS PROBLEMAS PROPOSTOS NAS ATIVIDADES DE CONHECIMENTO FÍSICO.
Rogério José Locatelli; Anna Maria Pessoa de Carvalho
locatellirj@yahoo.com.br

Partindo de algumas reflexões, uma vez que diversos estudos apresentam evidências de que um grande segmento da nossa sociedade não chega a adquirir ‘fluência’ em pensar proporcionalmente e que muitos estudantes de escola secundária e de faculdade exibem dificuldades em raciocinar em uma maneira hipotético-dedutiva, surgiu a necessidade de verificarmos se as nossas aulas oferecem condições para que os alunos do ensino fundamental, ao explicarem os fenômenos físicos intrínsecos nos 15 problemas experimentais elaborados pelos pesquisadores do LaPEF – Laboratório de Pesquisa em Ensino de Física – tenham se iniciado nesses dois raciocínios de grande importância na cultura científica: o raciocínio hipotético-dedutivo proposto por Lawson (2000, 2002, 2003, 2004), no qual a estrutura segue um padrão de representação constituído por ciclos “se-e-então-e/mas-portanto”, e no pensamento matemático utilizando a noção de proporcionalidade que é a base da linguagem matemática nas ciências. Palavras-chave: Proporção, Ensino Fundamental, Hipotético-dedutivo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA ESTRATÉGIA DE ENSINO DE FÍSICA INSPIRADA NA EPISTEMOLOGIA DE LAKATOS
OSMAR HENRIQUE MOURA DA SILVA, ROBERTO NARDI, CARLOS EDUARDO LABURÚ
osmarh@uel.br

Esta investigação é parte de uma pesquisa maior, que visa elaborar uma estratégia de ensino lakatosiana, dando continuidade a uma linha de pesquisa baseada em estratégias racionais de ensino. Esta estratégia diferencia-se por incluir a quasi-história com visão filosófica implícita inspirada em Lakatos com intenção de preparar o aluno para debates racionais entre concepções rivais (alternativas e científicas).

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UNIDADE DE APRENDIZAGEM: UMA ALTERNATIVA PARA PROFESSORES E ALUNOS CONVIVEREM MELHOR
Fernanda M. de Albuquerque, Stela Baratieri, Concetta S. Ferraro, Nara Regina de Souza Basso, Rejane Azambuja
febuca@terra.com.br

Este trabalho de pesquisa procura analisar as percepções sobre uma Unidade de Aprendizagem (UA). Ela foi desenvolvida por um grupo de 18 alunos pertencentes ao 1º ano do ensino Médio de uma escola particular da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. A pesquisa utilizou uma abordagem qualitativa e a análise das informações foi realizada utilizando-se a metodologia da análise de conteúdo. A análise dos dados foi realizada a partir de textos elaborados pelos estudantes durante o desenvolvimento da UA. Os resultados da análise mostraram que os alunos consideram as atividades inseridas na UA como agentes motivadores para que novas aprendizagens aconteçam, significativas quando enfocam o seu cotidiano e de grande importância para o desenvolvimento da sua autonomia. Palavras-chave: unidade de aprendizagem, motivação, autonomia, aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UTILIZAÇÃO DA PRÁTICA DE DESENHAR NA CONSTRUÇÃO DE UM ATLAS DIDÁTICO PARA ESTUDO COMO INSTRUMENTO FACILITADOR DE CONCENTRAÇÃO E MEMORIZAÇÃO NAS AULAS DE ANATOMIA HUMANA
Valéria Tostes Salles Cardoso, Marco Aurélio de Azambuja Montes & Claudia Teresa Vieira de Souza
valeria-uff@click21.com.br

A necessidade de desenvolver um método facilitador da aprendizagem que estimulasse o aluno graduando em odontologia no processo de desenvolvimento da sua criatividade, sensibilidade e expressão foi percebida pela presente autora, docente da disciplina de anatomia humana na graduação da Universidade Federal Fluminense. A partir deste diagnóstico foi elaborada uma estratégia, com o objetivo de treinar a concentração, motivar o interesse de assuntos abordados em sala de aula, estimulando a sensibilidade artística e o desenvolvimento de habilidades motoras, que são de extrema importância para o cirurgião dentista. As conclusões foram baseadas na coleta de informações através de um questionário semi estruturado com perguntas abertas utilizando-se o discurso do sujeito coletivo. A partir dos dados coletados verificamos a necessidade de ajustes a partir das sugestões dadas por nossos alunos, visando conseguiremos alcançar o objetivo principal que passa pela fixação dos conteúdos programáticos de forma real e não mecânica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UTILIZANDO SITUAÇÕES-PROBLEMA PARA ACESSAR A TOMADA DE CONSCIÊNCIA DO PERFIL CONCEITUAL: UM ESTUDO COM A ONTODEFINIÇÃO DE VIDA.
Francisco Ângelo Coutinho, Charlbel Niño El-Hani e Eduardo Fleury Mortimer
fac01@terra.com.br

Neste trabalho, apresentamos uma metodologia para acessar a tomada de consciência de perfis conceitual, usando como tema do estudo de caso a ontodefinição de “vida”. O papel de uma definição de vida é dar um contorno claro ao objeto de estudo da biologia, organizando modelos, teorias, metáforas e entidades de maneira unificada e coerente.Utilizamos como instrumento de coleta de dados, neste estudo, entrevistas com base em situações-problema. As entrevistas foram realizadas com alunos dos Programas de Pós-Graduação em Ecologia e em Genética (ICB/UFMG). Esta metodologia mostrou-se adequada ao propósito indicado e permitiu evidenciar diferentes graus de tomada de consciência dos alunos entrevistados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



 


Organização: Roberto Nardi e Oto Borges
Elaboração: Edvaldo Lima da Silva e Sérgio Camargo