ATAS DO V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS
 

SESSÃO DE PAINÉIS

ÁREA TEMÁTICA: FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIA

 

 

A ELABORAÇÃO DE PROPOSTAS EDUCACIONAIS PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM DE FÍSICA: POSSIBILIDADES E DESAFIOS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES
Noemi Sutil, Rejane Aurora Mion
noemisutil@hotmail.com

Apresentamos análises preliminares de pesquisa em desenvolvimento em Mestrado em Educação, na UEPG. A pesquisa é realizada no contexto da disciplina Metodologia e Prática de Ensino de Física I e II, curso de Licenciatura em Física, UEPG, e pretende discutir como alunos de graduação constroem e vivem um processo de ensino-aprendizagem com a elaboração, desenvolvimento e análise de propostas educacionais, lecionando Física no Ensino Médio. Os dados foram coletados por meio de observações diretas, registros escritos em diário de campo e gravações eletrônicas. A proposta educacional é discutida em relação a organização de conhecimentos físicos, elaboração de atividades educacionais e pesquisa como princípio formativo, educativo e de trabalho, com a análise das negociações entre elementos epistemológicos e sociológicos realizadas. Alguns desafios para a formação de professores destacados são a necessidade de investimento na elaboração de atividades educacionais pelos alunos de graduação e estruturas para a pesquisa em educação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS PARA AS SÉRIES INICIAIS: UMA INTEGRAÇÃO DE REFERENCIAIS.
Eliane Maria de Oliveira Araman e Irinéa de Lourdes Batista
em_araman@yahoo.com.br

Apresentamos neste artigo uma análise da implantação do ensino de Ciências no Brasil nos últimos anos e como atualmente os Parâmetros Curriculares Nacionais apresentam os objetivos dessa disciplina para as séries iniciais do Ensino Fundamental. Fazemos algumas considerações acerca da formação reflexiva do professor, procurando integrar duas linhas de pesquisa no ensino de Ciências: a abordagem da História e da Filosofia da Ciência e o movimento da Alfabetização Científica. As pesquisas recentes demonstram a relevância da inclusão da História e da Filosofia da Ciência na formação de professores, bem como as discussões sobre a Alfabetização Científica propõem uma visão contextualizada dos conteúdos científicos, buscando uma formação integrada do cidadão. Articulando e integrando esses três eixos, expomos uma reflexão para contribuir na fundamentação do processo de formação de professores de Ciências para as séries iniciais do Ensino Fundamental. Palavras-chave: Ensino de Ciências, formação de professores, abordagem Histórico-Filosófica e Alfabetização Científica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA: EPISTEMOLOGIAS DO EDUCAR E PRÁXIS PEDAGÓGICAS
Viviane Ache Cancian e Ana Cristina Garcia Dias
cristcris@hotmail.com

O presente texto busca refletir a formação do professor de Matemática. Faz parte da linha de Pesquisa: Epistemologia da Prática Pedagógica e Ensino da Matemática, integrante do Mestrado Profissionalizante do Ensino de Física e Matemática da UNIFRA/RS. É uma pesquisa de cunho qualitativo, que através de uma entrevista semi-estruturada com professores de matemática busca compreender e repensar a formação inicial e continuada destes, enfocando sua trajetória profissional, seus pensamentos e sentimentos acerca do ensino dessa disciplina. O presente texto é um recorte do estudo, que se limita a refletir acerca desse processo, através da fala de apenas quatro docentes. Constata-se até o momento que os sujeitos envolvidos direta ou indiretamente não possuem clareza dos fundamentos teórico-metodológicos que envolvem sua prática, assim como do seu projeto político-pedagógico. Portanto, não explicitam saberes que revelam a epistemologia do educar, não os ressignificando no decorrer de seu processo de formação, reproduzindo práticas experienciadas durante seu processo de formação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES NOS CURSOS DE PEDAGOGIA: A EXPERIÊNCIA DO "I ENCONTRO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COLABORATIVAS"
PERCILIANA PENA ;ZEILA MIRANDA FERREIRA
perci@unicamp.br

Os cursos de formação de professores têm solicitado das suas instituições novas e diferentes concepções de educação. A função social da universidade se amplia à medida que os problemas emergem. Nesse contexto, visando contribuir de uma forma salutar com a capacitação dos nossos alunos que atuarão nos anos iniciais do Ensino Fundamental das escolas públicas estaduais, municipais e particulares, dando destaque ao ensino de Ciências. Foram planejadas oficinas, a serem desenvolvidas através de projetos de trabalho dentro de uma perspectiva interdisciplinar. Para tanto, estabelecemos intercâmbio, a partir de práticas pedagógicas colaborativas entre as instituições de ensino superior UNIPAM e UNIPAC, proporcionando assim a operacionalização e realização de experiências bem sucedidas, desenvolvidas nos cursos de formação de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO CIENTÍFICA NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DO ENSINO FUNDAMENTAL
Aparecida de Fátima Andrade da Silva Porto e Maria Eunice Ribeiro Marcondes
fatimasp@iq.usp.br

No contexto atual, o ensino de ciências, deve favorecer a construção de conteúdo conceitual (conceitos, fatos), bem como o desenvolvimento de atitudes científicas, habilidades e competências. Este trabalho foi desenvolvido através de um curso, empregando-se a metodologia do Projeto " La main à la patê " (LAMAP) - "Com a mão na massa". Foi tomado como problema investigar a evolução conceitual dessas alunas sobre o fazer ciências, o ensinar ciências, o aprender ciências e a importância do ensino de ciências. Inicialmente, não estabeleciam muito claramente a diferença entre ensinar ciências e fazer ciências; valorizavam os aspectos teóricos dos conteúdos . Não foi feita menção ao desenvolvimento de habilidades cognitivas e atitudes. Observou-se uma grande satisfação em relação à metodologia utilizada, a importância do desenvolvimento de habilidades cognitivas, grande envolvimento e boa vontade para realizar possíveis mudanças em suas futuras posturas como professoras.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A IMPORTÂNCIA DE CONCEPÇÕES SOBRE O SER HUMANO NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES
Marina Battistetti Festozo
marina@festozo.com.br

Entendemos que as diversas visões sobre o ser humano que sustentam a ação do professor são fundamentais e deve ser objeto de análise e de preocupação durante o processo de formação inicial desse profissional. Nesta perspectiva, este estudo teve por objetivo investigar as visões sobre ser humano de alunos do 4º ano de Licenciatura do Curso de Ciências Biológicas- Integral- UNESP de Botucatu. Os dados foram coletados por meio de questionário respondidos por estes estudantes. Na análise das respostas foram identificadas categorias que permitiram verificar que as várias concepção “ser humano” dos alunos abrangem aspectos relacionados ao racional, biológico e social, entre outros. Entende-se que uma visão ampla de “ser humano” é necessária ao professor e que uma perspectiva histórica e social contribui para uma prática pedagógica crítica e comprometida com a transformação social.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INVESTIGAÇÃO DA PRÁTICA AVALIATIVA DE UMA PROFESSORA DE CIÊNCIAS E BIOLOGIA
Andrea do Prado; Daniela Frigo Ferraz; Juliana Moreira Prudente de Oliveira
danifrigoferraz@ibestvip.com.br

O objetivo deste estudo foi investigar os processos de avaliação utilizados por uma professora de Ciências e Biologia da rede pública estadual de Cascavel – Paraná, e relacioná-los com as concepções contemporâneas de como avaliar o aprendizado escolar. Para este propósito, buscou-se identificar a concepção de avaliação da educadora mediante observações de suas aulas e entrevista com a docente. Os resultados mostraram um evidente descontentamento por parte da educadora quando questionada sobre o atual sistema de avaliação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PRÁTICA REFLEXIVA E A TEORIA DO HABITUS, UM CAMINHO PARA O DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DO PROFESSOR
Jayme Marrone Júnior; Rute Helena Trevisan; Alvaro Lorencini Júnior
marrone@uel.br

O artigo pretende discutir a questão da profissionalização do ofício de professor fundamentado no pensamento de Philippe Perrenoud, juntamente com uma reflexão sobre a Teoria do Habitus e a prática docente, abordando as concepções de vários autores sobre o tema, especialmente Pierre Bourdieu. Nossa proposta é apresentar um caminho para a profissionalização do docente baseado na transformação de seu Habitus por meio da prática reflexiva adotada desde sua formação inicial. Esta categoria de construção do conhecimento do professor é facilitada pelo desmembramento do Habitus docente e por meio de uma modificação deste no que se refere ao seu caráter inconsciente e estático, adotando o conceito de Rotina de Dewey . Por meio desta reflexão pretendemos promover o caráter profissionalizante do ofício do professor mediante o confronto de seu Habitus Reflexivus com as situações de conflito cotidianas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO VIA ESTRATÉGIAS FORMATIVAS: A IMPORTÂNCIA DA PROBLEMATIZAÇÃO NA FORMAÇÃO DOS FUTUROS PROFESSORES DE CIÊNCIAS
Maria Antonia Ramos de Azevedo
antonia@unifra.br

PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO VIA ESTRATÉGIAS FORMATIVAS: A IMPORTÂNCIA DA PROBLEMATIZAÇÃO NA FORMAÇÃO DOS FUTUROS PROFESSORES DE CIÊNCIAS RESUMO: O objetivo desta revisão é promover reflexões sobre o conceito e a utilização da metodologia da problematização como uma das estratégias formativas em Cursos de Formação de Professores de ensino de Ciências utilizada como metodologia que apresenta componente formativo importante no âmbito da formação inicial e na continuada. Ao propiciar um clima de interação via parceria universidade escola, estabelece um processo reflexivo-analítico nestas instâncias formadoras. Conclui-se que o valor formativo destas experiências problematizadoras depende do envolvimento dos futuros professores, dos professores em serviço, e dos professores formadores nos diferentes espaços formativos. Ainda, o maior obstáculo para o sucesso da metodologia de problematização é a confusão desta com a simples aplicação e resolução de exercícios repetitivos, descontextualizados e desconstituídos de significado. Palavras chaves: Formação de professores- Problematização- Estratégias-formativas-Ensino de ciências

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A RELAÇÃO COM O SABER PROFISSIONAL E O EMPREGO DE ATIVIDADES EXPERIMENTAIS EM FÍSICA NO ENSINO MÉDIO: UMA LEITURA BASEADA EM BERNARD CHARLOT
Bruno Gusmão Kanbach, Carlos Eduardo Laburú e Marcelo Alves Barros
jeeptoyota@yahoo.com

Este trabalho realiza um estudo que procura compreender o emprego ou não das atividades experimentais no Ensino Médio, por professores de Física na cidade de Londrina. Contudo, este estudo procura superar a interpretação desgastada baseada no discurso da falta ou da carência de algo, comumente encontrado na literatura. Nesta busca por uma ressignificação quanto à utilização ou não das atividades empíricas no ensino de Física, tem papel importante a leitura de uma obra de Bernard Charlot. Esta obra possibilita um olhar mais abrangente das informações e que foge do senso comum, de forma que obtenhamos detalhes da relação do professor com o saber profissional. Por meio de uma análise qualitativa dos dados, mostramos uma forma mais profunda e frutífera de se compreender a questão da utilização ou não das atividades experimentais no ensino de Física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A VISÃO DOS PROFESSORES SOBRE O ENCONTRO PEDAGÓGICO MENSAL: UM ESTUDO DE CASO
Cristianne Lopes, Marcos Alexandre de Melo Barros, Zélia Maria Soares Jófili, Rejane Martins Novais Barbosa
abinfo@hotlink.com.br

Este artigo apresenta os resultados de estudo com um grupo de professores de Ciências participantes do programa de capacitação intitulado Encontro Pedagógico Mensal (EPM. A pesquisa teve como objetivo investigar as representações que esses professores têm sobre as contribuições do EPM para sua prática pedagógica com o cuidado de não apontar "erros" ou "culpados" e sim localizar obstáculos e levantar sugestões que possam contribuir para qualificar o debate acerca da formação continuada a partir da perspectiva dos professores. Os dados foram coletados através de entrevistas semi-estruturadas com os professores, da observação de sua participação em três dos EPMs e do desenrolar dos encontros. Constatou-se um descompasso entre as expectativas dos professores e o que o programa oferece e são apontadas sugestões para superação dos obstáculos encontrados. Palavras Chave: Representação social, formação continuada, professores de ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ABORDAGEM CTS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES (INVESTIGADOR ATIVO) DE FÍSICA EM REDE SÓCIO-TÉCNICA
Ingrid Aline de Carvalho, Carlos Alberto Souza e Rejane Aurora Mion
idyni@yahoo.com.br

Nos encontramos engajados com a qualidade da educação e, portanto, direcionamos nossa atenção à formação de professores. Neste ínterim, buscamos realizar uma revisão de literatura e lapidar as implicações da Ciência, Tecnologia e Sociedade bem como sua inter-relação (CST) na formação de professores (investigador ativo) de Física em Rede Sócio-Técnica. Cabe acrescentar que a Rede Sócio-Técnica parte da teoria ator-rede do sociólogo francês Bruno Latour, quando segue os cientistas no desenvolvimento de suas pesquisas. Para tanto, vemos a necessidade de formar o professor (investigador-ativo) como agente transformador de sua própria realidade. Assim, propomos neste texto , enumerar hipóteses nas quais possibilitem a inclusão CTS como forma de permitir uma educação mais crítica e consciente, na qual, proponha o eixo central os aspectos sociais decorrentes da prática científica e tecnológica o que se vincula diretamente à formação da cidadania.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DAS CRENÇAS MOTIVACIONAIS DE PROFESSORES DE FÍSICA DO ENSINO MÉDIO
Marcelo Alves Barros
m.m.barros@uol.com.br

Este trabalho tem como objetivo investigar as crenças motivacionais de um grupo de professores de Física do Ensino Médio. Realizamos entrevistas semi-estruturadas com 4 professores de Física de uma escola pública do município de Maringá/PR. Para análise e interpretação dos dados utilizamos o referencial teórico da Psicologia da Motivação, em particular, o conceito de crenças de auto-eficácia. Entre os principais fatores que afetam as crenças de eficácia dos professores entrevistados destacamos: a escolha profissional, o grau de esforço, o grau de persistência, o estabelecimento de metas para si próprio e a reação aos fracassos eventuais. Palavras-chave: Formação de Professores, Crenças Motivacionais, Ensino de Física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



APRENDIZAGEM BASEADA EM PROBLEMAS NO ENSINO DE CIÊNCIAS: A MUDANÇA DE ATITUDE DE ALUNOS E PROFESSORES.
João Manoel da Silva Malheiro e Cristovám Wanderley Picanço Diniz
joaomalheiro@ig.com.br

O aprendizado baseado em problemas (APB) é apontado como ferramenta importante para ensinar os alunos a aprender por si mesmos. O objetivo deste trabalho é comparar a forma habitual de ensinar ciências e biologia no Ensino Médio da Escola Pública com à metodologia da Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP). Para tanto, dois Cursos de Férias freqüentados por alunos e professores do ensino médio, foram baseados na ABP e dedicados a re-descoberta da anatomia do corpo de animais com estilos de vida contrastantes. Foram feitas análises quali- e quantitativas a partir de questionários aplicados antes e depois dos cursos a alunos e professores. Os resultados apontaram para maior motivação dos alunos e professores em ciências e biologia após os cursos de férias e para a possibilidade da utilização imediata da metodologia no ensino médio na escola pública a despeito das restrições atuais de infra-estrutura.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



AS IMPLICAÇÕES CURRICULARES DOS SABERES E AÇÕES DOCENTES NO ENSINO DE CIÊNCIAS : UMA ESTRATÉGIA DE INVESTIGAÇÃO PRÁTICO-REFLEXIVA
MARCOS DE ABREU NERY e Oto Borges
marcosnery@terra.com.br

Estudos sobre reformas educacionais em muitos países vêm revelando que os professores são agentes determinantes para o estabelecimento das mudanças que têm sido pretendidas. Com relação ao ensino de ciências, algumas pesquisas revelam que as ações educacionais desenvolvidas pelos seus professores não têm efetivado os novos propósitos curriculares dessas reformas. Embora parte significativa destas pesquisas aponte para uma possível relação dos saberes docentes com este problema, se tem encontrado poucas evidências sobre o processo pelo qual estes saberes exerceriam um efeito no currículo que se estabelece em sala de aula. Neste trabalho, apresentamos uma estratégia de investigação que trata desta problemática estudando a relação entre a evolução e a mobilização dos conhecimentos pedagógicos dos professores na implementação de inovações curriculares, com o objetivo de propor que uma estratégia de investigação prático-reflexiva pode oferecer dados que levem a uma análise dos resultados obtidos baseada em evidências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ATIVIDADES DE CONSTRUÇÃO DE MODELOS E AÇÕES ENVOLVIDAS
Poliana Flávia Maia Ferreira e Rosária da Silva Justi
polianamaia@yahoo.com.br

Alguns estudos têm mostrado que o envolvimento dos alunos em atividades de construção e reformulação de modelos ajuda a promover um entendimento que vai além da memorização de fatos e informações e tende a favorecer o desenvolvimento de um conhecimento flexível e crítico, aplicável em diferentes situações e problemas. Considerando a possibilidade de se trabalhar com os estudantes habilidades que contribuam para o desenvolvimento de atividades de construção de modelos, é necessário delimitar mecanismos de ensino e ações dos professores que propiciarão essa prática, uma vez que o conhecimento dos professores é de fundamental importância no planejamento e condução de situações que ajudam os estudantes a aprender ciências. Nessa perspectiva, esse trabalho se fundamenta em diversas fontes da literatura relacionadas a modelos e modelagens e discute uma série de ações dos professores que podem contribuir para o desenvolvimento de atividades de construção de modelos em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CARACTERIZAÇÃO DA FORMAÇÃO E ATUAÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES DE FÍSICA
Ivani T. Lawall e Luiz Clement
ivani@joinville.udesc.br

A democratização e a qualidade do ensino passam, necessariamente, pelos professores, por sua formação, valorização profissional e condições de trabalho. Diante disso, apresentamos, uma análise parcial de um diagnóstico da realidade educacional dos Professores de Física da Região Norte do Estado de Santa Catarina. Neste diagnóstico levantamos aspectos relativos à(s): condições de trabalho dos professores, formação profissional, condições estruturais e organizacionais da escola, além de características relacionadas ao trabalho didático-pedagógico em sala de aula. Para isso elaboramos um questionário, que foi encaminhado a 96 escolas da rede estadual e particular da região norte do Estado de Santa Catarina; abrangendo um total de 192 professores. Tivemos um retorno de 13% dos questionários enviados. Mediante análise dos mesmos, percebe-se uma expressiva falta de formação na área, porém a maioria dos professores manisfestaram interesse em participar de grupos de trabalho/estudo buscando aprimorações tanto no campo conceitual da física quanto no campo didático-pedagógico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÃO DE CURRÍCULO DE ALGUNS LICENCIANDOS EM QUÍMICA DO IQUSP: UM ESTUDO DE CASO
Carmen Fernandez; Sandra Vaiteka
vaiteka_san@uol.com.br

O presente trabalho buscou conhecer a concepção dos alunos em um curso de formação de professores acerca do currículo para o ensino de Química em nível médio. Para tanto, investigamos alguns licenciandos em química do Instituto de Química da USP, São Paulo. Este trabalho pretendeu também compreender a construção do ideal de currículo dos alunos neste curso de formação de professores e os fatores internos e externos que o influenciam, contribuindo assim para uma reflexão a respeito dos cursos voltados à formação dos professores de Química. Pudemos constatar que, apesar da forte influência dos textos oficiais nos discursos orais e escritos dos futuros professores, estes não deixam de considerar, em seus ideais de currículo, conteúdos e metodologias tradicionais para o ensino da Química. Outras influências também puderam ser percebidas, como os exames vestibulares e os livros didáticos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONCEPÇÕES SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E MEIO AMBIENTE DE PROFESSORES NUM CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA
Carlos Alberto de Oliveira Magalhães Júnior, Henrique Ortêncio Filho e Maria Aparecida Rodrigues
juniormagalhaes@unipar.br

Sabemos que, atualmente, o método de formação de professores não contempla as novas necessidades de ensino-aprendizagem tratando-se principalmente de aspectos ligados à Educação Ambiental. Dessa forma, questionamos uma forma de mediar a educação de forma que promova o desenvolvimento de um espírito crítico em relação à problemática da crescente degradação ambiental, bem como dos graves problemas sociais por meio das disciplinas educacionais, incluindo questões que propiciem análise das implicações sociais da produção científica e tecnológica. Para isso, torna-se necessária a realização de momentos para preparação e discussão, como cursos de formação continuada de professores para suprirem suas dificuldades em se trabalhar com a educação ambiental. Nesse sentido, foi proposto um curso com tais características, envolvendo um grupo pluridisciplinar de professores e, também, uma investigação dos conhecimentos desses acerca dos conceitos de educação ambiental e meio ambiente. Palavras-Chave: Formação continuada, educação ambiental, meio ambiente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSIDERAÇÕES SOBRE O DESENVOLVIMENTO DO NOVO CURRÍCULO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA DA UFPEL
Verno Krüger;Rochele de Quadros Loguercio;Magda Floriana Damiani;Robledo Lima Gil;José Cláudio Del Pino
vkruger@portoweb.com.br

Relata-se o desenvolvimento de uma investigação com os alunos da primeira turma do novo currículo do Curso de Licenciatura em Química da UFPEL, cujo objetivo foi identificar a existência da “simetria invertida” nas aulas de algumas das disciplinas que freqüentaram. Para isto, os alunos identificaram, a partir de um questionário com questões abertas e fechadas, a ocorrência de procedimentos didáticos e dinâmicas de sala de aula que permitissem caracterizar o comportamento pedagógico dos professores dessas disciplinas. A análise de suas manifestações permitiu concluir que a “simetria invertida”, tanto no que se relaciona a aspectos didáticos e de desenvolvimento curricular, quanto à avaliação, é característica de disciplinas de integração, estando pouco presente nas disciplinas de conteúdo conceitual específico, situação que pode ser superada a partir de discussões sobre o desenvolvimento desse currículo. Palavras chave: formação inicial de professores, desenvolvimento curricular, modelos didáticos

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUIR COM OS PROFESSORES DO 2º CICLO PRÁTICAS LETIVAS INOVADORAS. UM PROJETO DE PESQUISA SOBRE O ENSINO DO TEMA 'ALIMENTAÇÃO HUMANA'
Viviane Souza Galvão e João Felix Praia
vsgalvao@flash.tv.br

A falta de preparo de professores para o ensino de temas científicos na vertente social e ética, e também voltada para a mudança de atitudes e aquisição de competências, nos impõe perguntar que tipo de Projecto de Formação de Professores se traduz em mudanças inovadores de práticas de ensino no âmbito da Educação Alimentar. Visando responder à esta questão-problema, os nossos objetivos são: i) Refletir com os professores a partir do confronto das suas próprias práticas de ensino com referentes teóricos; ii) Avaliar as mudanças operadas a partir de uma intervenção que promova o desenvolvimento de competências de ensino do tipo investigativo. Para isso identificaremos qual o desempenho dos professores ao nível das suas práticas didáticas, bem como as exigências em relação aos atuais preceitos de uma educação voltada para a mudança. Em seguida desenvolveremos com eles materiais didáticos inovadores a serem validados e utilizados na sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CONSTRUTIVISMO - TEORIA E PRÁTICA: UM ESTUDO NA FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA MATA SUL - PALMARES - PE
Lourival Gomes da Silva Filho e Iara da Glória Maria da Silva
lourival.gomes@uol.com.br

Neste artigo é apresentado o contexto da Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul (FAMASUL) no Município de Palmares no Estado de Pernambuco, enfocando os professores de Física e Matemática do Curso de Licenciatura em Ciências com habilitação em Matemática. São apresentadas também as propostas pedagógicas dessa unidade de ensino em confronto com a abordagem construtivista. São descritas as opiniões dos alunos sobre didática, metodologia, interdisciplinaridade e dificuldades encontradas durante o processo ensino–aprendizagem e apresentadas suas sugestões para a melhoria do ensino. São relatadas também as opiniões dos professores sobre os aspectos considerados relevantes para a formação dos professores, sobre o construtivismo e a relação entre competências e habilidades.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DEL FLOGISTO A LA OXIDACIÓN: LA CONSTRUCCIÓN DE MODELOS EXPLICATIVOS EN LA FORMACIÓN INICIAL DE PROFESORES DE QUÍMICA
Rafael Yecid Amador Rodríguez, Rómulo Gallego Badillo y Royman Pèrez Miranda
ramador@uni.pedagogica.edu.co

En este documento se presentan los resultados parciales de la investigación que como tesis de grado adelanta el autor principal y titulado “Del modelo del Flogisto al Modelo de la Oxidación”. A partir del saber inicial de los estudiantes se diseño una estrategia didáctica, encaminada a la modificación de los modelos de los estudiantes con miras a un acercamiento al discurso de la comunidad científica, estrategia que cifra su importancia en las relaciones entre Didáctica de la Química, la Formación inicial de profesores de química y la historia de la química.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIÁLOGOS ALUNO – TUTOR EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM: UMA ANÁLISE DAS DISCIPLINAS PEDAGÓGICAS DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIENCIAS BIOLÓGICAS
Cláudia valeria Nobre e Miriam Struchiner
claudiavalerian@yahoo.com.br

Este trabalho analisou os processos de tutoria, baseados na Internet, de cursos de formação de professores de Ciências Biológicas oferecidos a distância. As contribuições de Jonassen (1996) e Pozo (2002), autores construtivistas, serviram de base para analisar as interações ocorridas na tutoria a distância. Estes autores, a partir do conceito de Zona de Desenvolvimento Proximal de Vygotsky, trazem reflexões sobre os diversos níveis de suporte oferecidos aos alunos em ambientes virtuais de educação a distância. As análises basearam-se na técnica de analise de conteúdo de Bardin (1977). Na análise dos diálogos de tutoria buscou-se: (1) caracterizar o modelo de tutoria com base na demanda especifica do aluno e na resposta do professor, analisando, inclusive a compatibilidade entre os dois discursos; (2) identificar palavras-chave e expressões que definem o modelo de tutoria demandado pelo aluno e o modelo de tutoria oferecido pelo tutor.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIFICULDADES DOS LICENCIANDOS EM ADOTAR UMA ABORDAGEM VERDE NA ELABORAÇÃO DE SEUS PROJETOS DE ENSINO
Marlene Rios Melo e Alberto Villani
marlenemelo@terra.com.br

As necessidades globais levaram órgãos educacionais a reconhecer e recomendar que o ensino seja feito de maneira sistêmica e menos analítica de tal forma a aumentar a eficiência do ensino. A química verde nos traz uma possibilidade de metodologia de ensino de química sistêmica e comprometida com o Meio Ambiente Humano. Levando tais prioridades em consideração elaborou-se um curso de prática de ensino de química, para os licenciandos do Imapes - Sorocaba, de tal forma a discutir conceitos e experimentos com apoio na química verde e na ética para uma civilização tecnológica(JONAS, 1995).Independentemente da participação entusiasmada dos licenciandos nas práticas solicitadas durante o curso,quando da elaboração dos projetos de ensino a abordagem adotada foi não verde. Este trabalho tem por intenção abrir a discussão sobre as dificuldades desses licenciandos em utilizar uma abordagem ambiental na sua prática diária.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



EDUCAÇÃO AMBIENTAL E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: REFLEXÃO SOBRE A COLETA SELETIVA DO LIXO ESCOLAR
MÜLLER, Vera Lúcia S.; FARIAS, Maria Eloisa; ARAUJO, Daniel
biologoaraujo@yahoo.com.br

O presente artigo apresenta reflexões sobre as atividades realizadas durante o ano letivo de 2003, em uma Escola de Ensino Fundamental, pertencente ao Município de Canoas-RS. Teve como objetivos identificar em uma comunidade escolar que desenvolve projetos de coleta seletiva de lixo, conceitos e as inter-relações promovidas através da Educação Ambiental e a proposta pedagógica da escola; analisar a visão que a comunidade escolar tem do Meio Ambiente e da Educação Ambiental e refletir sobre as atitudes tanto no meio escolar quanto na familia, conseqüentes do desenvolvimento do projeto.Os resultados apontam que o convívio escolar e a própria sala de aula são elementos decisivos na aprendizagem de valores sócio-ambientais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE FÍSICA ATRAVÉS DE TEMAS E CTS: ALGUMAS REFLEXÕES NUM CURSO DE LICENCIATURA
José Ricardo Alencar, Rogério Gonçalves de Sousa
rogeriogdesousa@yahoo.com.br

As atuais exigências educacionais, referendadas por algumas deficiências da formação inicial, bem como de termos maior exercício cidadão e de qualidade em relação à ciência e tecnologia, nos motivaram a explorar as possibilidades pedagógicas do ensino através de temas com enfoque CTS. Durante a disciplina “Metodologia Específica do Ensino de Física”, ministrada no 7º semestre do curso de Licenciatura em Física/UFPA, algumas dimensões, vantagens e limitações da estratégia, expressas em depoimentos, anotações livres das falas e nos trabalhos escritos desenvolvidos pelos alunos, puderam ser analisadas de forma qualitativa. Os resultados apontaram para a necessidade de fornecer às práticas dos licenciandos elementos que façam destes educadores ao invés de técnicos de ciências e que ressaltem a importância da formação para tomada de decisões conscientes dentro de possibilidades reais. Isso é papel, e deve ser meta, das instituições e agências formadoras de professores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESPECTRO DE UMA PRÁTICA DOCENTE REVISADA
AILTON LIMA MIRANDA; LUIZ MARCONI FORTES MAGALHÃES
marconi@amazon.com.br

O presente trabalho mostra uma reflexão da prática docente revisada a partir da prática docente no ensino de ciências no Núcleo Pedagógico Integrado, a Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará, como parte da Dissertação de Mestrado apresentada ao Núcleo Pedagógico de Apoio ao Desenvolvimento Científico, NPADC/UFPA. As imagens e os sentidos relatados retratam um repertório de reações (positivas e negativas), de um lado mostrando as mudanças de percepção, e de outro, as ações diante do saber-fazer da prática docente, no ensino desenvolvido em sala de aula. As análises além servirem de estímulo para o constante refazer da prática, anunciam matizes de esperança para os membros da comunidade escolar, especialmente para aqueles e aquelas que vivem com a prática docente. Esperamos que este trabalho sirva de debate para o aprimoramento da formação de professores de ciências, pois traz reflexões importantes para o decisivo processo de melhoria da prática docente

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESTÁGIO DE OBSERVAÇÃO COM PESQUISA: UM CAMINHO POSSÍVEL
Christiane Gioppo
c.gioppo@ufpr.br

Estudo realizado com estudantes de Biologia da UFPR analisou uma proposta de observação de sala de aula a partir de instrumentos oriundos de pesquisas clássicas na educação, forjando um percurso da pesquisa quantitativa, mais próxima deste aluno, em direção à pesquisa qualitativa. Seis instrumentos foram testados e avaliados em relação à abrangência e capacidade de contextualizar a realidade. A metodologia envolveu observações de aula, análises individuais /dupla dos resultados observados, discussões sobre as limitações dos instrumentos no contexto da escola e, produção /apresentação de artigos. Os resultados indicaram que os licenciandos perceberam a formação docente para além da intuitividade, e da formação inicial. A avaliação dos instrumentos revelou que apesar de compreenderem as limitações dos instrumentos quantitativos, os alunos ainda têm dificuldade para elaborar observações mais contextualizadas. Recomendo a inclusão de novos instrumentos, como os de análise do discurso, para aprofundar ainda mais as análises da sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS: UMA EXPERIENCIA COM O MÉTODO DE PROJETOS
Lourdes Aparecida Della Justina; Daniela Frigo Ferraz; João Henrique Souza Barros; Celso Aparecido Polinarski; Anelize Queiroz Amaral; Francielly Medeiros de Oliveira; Mara Lucia Holdefer; Pâmela Suellen da Silva; Denise Palma; Claudia Facini dos Reis
henriquepercussao@hotmail.com

Este trabalho apresenta dados referentes ao processo de formação inicial de professores de um curso de licenciatura em Ciências Biológicas. Esta pesquisa teve como objetivo possibilitar o contato dos alunos com o campo de atuação profissional no início do curso e também testar o método de projetos na prática de ensino. A proposta consistiu no desenvolvimento de projetos na educação básica, durante o decorrer de 2003, com os alunos da disciplina de Teoria e Prática do Ensino de Ciências e Biologia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Após o desenvolvimento dos projetos, foi solicitado que os alunos/pesquisadores apontassem os pontos significativos durante o desenvolvimento dos mesmos. Os dados apresentados indicaram que para a maioria dos graduandos envolvidos na pesquisa o método de projetos foi o ponto mais significativo para sua formação, enquanto o fator limitante mais apontado foi o baixo envolvimento da comunidade escolar.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FÍSICA: MARCAS DE REFERENCIAIS TEÓRICOS NO DISCURSO DE LICENCIANDOS
Sérgio Camargo; Roberto Nardi
scamargo@fc.unesp.br

A pesquisa aqui relatada foi desenvolvida no âmbito da formação inicial de professores e teve como meta analisar o impacto de um curso estruturado de Prática de Ensino, numa amostra de estudantes de um Curso de Licenciatura em Física submetidos à situação de estágio de regência. Para tanto, procurou-se: analisar o discurso dos licenciandos através dos relatórios de suas práticas pedagógicas desenvolvidas durante os estágios de regência; verificar, através desses discursos, o grau de apropriação de alguns pontos que identificam os referenciais teóricos utilizados pelo professor de Prática de Ensino na preparação do estágio supervisionado. A análise do discurso dos licenciandos a partir da leitura de seus relatórios de regência, elaborados ao final do estágio, mostra que a ideologia implícita reforça o paradigma da racionalidade técnica. Os dados obtidos poderão subsidiar discussões para repensar a formação inicial e continuada de professores de Física.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INTERAÇÕES DOS PROFESSORES DE CIÊNCIAS NATURAIS COM AS REFORMAS CURRICULARES
Tito Tortori e Deise Miranda Vianna
titotortori@yahoo.com.br

Este trabalho propõe uma reflexão sobre os resultados de entrevistas realizadas com professores e diretores de escolas estaduais da rede pública do Rio de Janeiro. Ele é parte de um projeto de pesquisa de dissertação de mestrado, que objetiva investigar o processo de interação e apropriação dos princípios e pressupostos dos documentos oficiais de orientação curricular pelos professores de Ciências Naturais da 2ºfase do ensino fundamental (5º à 8ºsérie), tendo como base os Parâmetros Curriculares Nacionais e o Documento Oficial de Reorientação Curricular da SEE/RJ . Estes documentos configuraram importantes instâncias para a discussão da metodologia do ensino de Ciências. Os resultados apontam para um quadro no qual grande parte dos professores acaba percebendo o processo de reorientação curricular de forma isolada, pontual e descontextualizada, não contribuindo para o aprofundamento pedagógico, nem para a discussão e reformulação do ensino de ciências naturais.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INVESTIGAÇÃO SOBRE A PRÁTICA PEDAGOGICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS: ANÁLISE DE UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR
Juliana Rubim; Lizete Maria Orquiza de Carvalho
juliana@uems.br

Este trabalho procurará analisar, sob o ponto de vista da investigação – ação, gravações de áudio de um trabalho envolvendo a preparação de um texto interdisciplinar e sua posterior inserção em uma sala de aula de Ciências com alunos do Ensino Médio. Buscando elementos que evidenciem ou não uma real transformação na formação dos professores – sujeitos participantes do projeto. A questão central a que se lança este trabalho é: Como a busca por um trabalho interdisciplinar, partindo de uma situação-problema real, elaborado por professores de diferentes áreas curriculares pode vir a influenciar e mudar o modo como professores concebem sua prática pedagógica. Ou seja, a experiência vivenciada pelo grupo pode ser considerada como uma instancia do processo de formação de professores sob a perspectiva da racionalidade emancipadora.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



LEVANTAMENTO E ANÁLISE DAS NECESSIDADES FORMATIVAS APONTADAS POR PROFESSORES DE CIÊNCIA E BIOLOGIA
Daniela Frigo Ferraz; Juliana Moreira P. de Oliveira
danifrigoferraz@ibestvip.com.br

Este artigo apresenta parte da investigação realizada a partir de um projeto de pesquisa desenvolvido na Universidade Estadual do Oeste do Paraná, que teve como objetivo investigar os processos de formação inicial e continuada de professores de ciência e biologia da cidade de Cascavel/PR, em especial no que se refere às práticas docentes e as necessidades formativas apresentadas por esses professores. Estas foram mapeadas, analisadas e os resultados deste levantamento são apresentados neste trabalho.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



LIMITES E POSSIBILIDADES DO ACOMPANHAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR NO PROCESSO DE FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES
Narjara Zimmermann, Alice Vianna Schmall, Patrícia Montanari Giraldi &Suzani Cassiani de Souza
scsouza@ced.ufsc.br

O aumento significativo da carga horária de estágio dos cursos de licenciatura, o aumento significativo do número de licenciandos do país, aliado a ausência de parceria entre a Universidade e a escola pública motivou grupos de pesquisadores da UFSC e da UFSM a desenvolverem o projeto COTESC, que tem como objetivos não só o entendimento do funcionamento dos estágios, mas também a elaboração de propostas que contemplem a superação dos limites observados. Neste trabalho enfatizamos o estudo do funcionamento de um Grupo de Trabalho (GT) composto por duas licenciandas do curso de Ciências Biológicas da UFSC, pela professora tutora e uma pesquisadora da universidade. Os dados foram coletados através de observações registradas em vários docuemntos. Apesar dos problemas demandados, o desenvolvimento e funcionamento do GT se mostraram eficientes para a necessidade de se dedicar mais ao planejamento conjunto das atividades a serem realizadas ao longo do estágio curricular.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



NEGOCIAÇÕES ENTRE ELEMENTOS EPISTEMOLÓGICOS E SOCIOLÓGICOS NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DE FÍSICA
Noemi Sutil; Rejane Aurora Mion
noemisutil@hotmail.com

Apresentamos análises preliminares de pesquisa em desenvolvimento, a qual objetiva analisar como alunos de graduação constroem e vivem um processo de ensino-aprendizagem com a elaboração de propostas educacionais no ensino de Física. A pesquisa é realizada no contexto da disciplina Metodologia e Prática de Ensino de Física I e II, curso de Licenciatura em Física, UEPG. A concepção de pesquisa utilizada é a investigação-ação educacional de perspectiva emancipatória, tendo a etnografia como abordagem metodológica. Os dados foram coletados a partir de observações diretas, registros escritos em diário de campo e gravações eletrônicas. São identificadas e analisadas as negociações entre fatores epistemológicos e sociológicos, envolvidas na elaboração de propostas educacionais. Alguns desafios à formação de professores são destacados, com relação à incorporação dos conhecimentos físicos discutidos na graduação e estruturas escolares do ensino médio, bem como possibilidades ao professor de Física, ao permitir visualizar e criticar os elementos da proposta educacional.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O CONCURSO PARA PROFESSORES DA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DE SANTA CATARINA: UMA ANÁLISE PRELIMINAR
Murilo Westphal; Thais Cristine Pinheiro; José de Pinho Alves Filho
murilow@celesc.com.br

No início de 2005, a Secretaria de Educação e Inovação do Estado de Santa Catarina realizou um concurso público destinado a contratação de professores para o Ensino Fundamental e Médio e, neste trabalho, apresenta-se uma análise preliminar global do desempenho de licenciados em Física neste concurso. Discorre-se sobre a, já crônica, falta de professores de Física para atuar neste nível de ensino e descreve-se, superficialmente, a estrutura do Concurso, que teve por objetivo amenizar esta carência na rede estadual pública de ensino. Cruzam-se dados oriundos de estatísticas divulgadas pelos realizadores do concurso com outros obtidos por outras pesquisas e obtém-se índices muito reveladores quanto à adequação da formação de professores para o Ensino Médio segundo os atuais PCN-EM e segundo a Proposta Curricular de Santa Catarina.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O CURSO DE FÍSICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS: SURGIMENTO, MUDANÇAS E CONCEPÇÕES.
Barbosa, J. I. de L.; Serra, K. C. e Fireman, E. C.
elton.casado@fapeal.br

Neste trabalho relatamos o surgimento do curso de Física na Universidade Federal de Alagoas, desde sua primeira proposta de licenciatura em Ciências com habilitação em Física até as mudanças que estão em curso no momento atual. São analisados os resultados obtidos de forma quantitativa. Apresentamos as primeiras mudanças ocorridas no ano de 1981, seguidas com uma análise da formação em Física em 1987, financiada por um convênio MEC-BID. Em seguida, as reformas do ano de 1990 criam o bacharelado em Física, que delimita uma separação entre licenciandos e bacharelandos. Por último, apresentamos algumas discussões que estão em curso em mais uma reforma dos cursos de Física (Licenciatura e Bacharelado), que caminham para uma separação completa entre a formação do bacharel e do licenciado em Física, e que representa uma tentativa de reação ao pequeno número de egressos do curso de Física em toda a sua história.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O DESENVOLVIMENTO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO CONTRIBUÍÇÕES DE BRUNO LATOUR
Ingrid Aline de Carvalho, Carlos Alberto Souza e Rejane Aurora Mion
idyni@yahoo.com.br

A concepção de Bruno Latour sobre o desenvolvimento do conhecimento científico é apresentada. De origem francesa, o autor é um crítico perspicaz que utiliza a sociologia do conhecimento para apresentar a atividade científica como processo social. O autor pesquisa Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS), pesquisa esta que traz o desenvolvimento, os caminhos trilhados, o contexto social, como processo de produção da Ciência, diretamente associada às análises das práticas cotidianas da pesquisa científica. No presente trabalho , desenvolvemos um estudo teórico, onde questões chaves como a Ciência em Ação, as Controvérsias Científicas, a Teoria dos interesses, a Rede Sócio-Técnica, dentre outras, são discutidas, oferecendo um novo olhar sobre a Ciência e à Técnica, partindo da gênese das construções científicas (laboratório) e entendida como um discurso, resultado de processos complexos de negociação e busca de consenso. Algumas implicações de suas idéias para o Ensino de Ciências são também discutidas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O DISCURSO OFICIAL, O DISCURSO DOS FÍSICOS E A DEMANDA DE LICENCIANDOS E PROFESSORES EM EXERCÍCIO NA CONSTRUÇÃO DE UM PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE FÍSICA.
Sérgio Camargo; Roberto Nardi
scamargo@fc.unesp.br

Esta pesquisa procura estudar os fatores que influem na elaboração de um projeto político-pedagógico de um curso de licenciatura em Física através do acompanhamento de um processo de reestruturação que vem sendo conduzido visando atender às exigências oficiais. Procura-se verificar quais são os efeitos de sentidos que podem ser observados nos discursos dos vários atores sociais envolvidos nesse processo e o impacto destes na versão final do projeto. Os dados vêm sendo constituídos a partir do acompanhamento de reuniões da comissão encarregada da reestruturação e de consultas realizadas em documentos oficiais, diretrizes que regulamentam as licenciaturas, e junto aos demais atores sociais envolvidos no processo: docentes do ensino superior, licenciandos desta licenciatura e docentes de Física em exercício no ensino médio, formados através da estrutura curricular então vigente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ESTÁGIO SUPERVISIONADO E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE CIÊNCIAS
Polonia Altoé Fusinato
poly@dfi.uem.br

Este trabalho mostra resultados de uma nova forma de Estágio Supervisionado de Física (Residência Escolar), que oportunize incorporar uma perspectiva crítico-reflexiva em direção à profissionalização. A concepção de professor como profissional reflexivo e da reflexão na ação como estratégia que fundamenta a prática, implica numa programação para que o estágio seja executado de uma forma capaz de fornecer condições e instrumentos para que o futuro professor exercite essas capacidades. Programaram-se ações baseadas na realidade escolar, competências e experiências das partes envolvidas no processo. Criou-se a figura do professor tutor com a função de auxiliar o professor de estágio na supervisão do desempenho do licenciando, durante a execução das atividades programadas. Os resultados apontados pelos estagiários, docentes envolvidos e orientação pedagógica, mostram que essa forma de estágio é mais flexível e produtiva, pois permite avaliações e reformulações constantes. Houve melhores resultados nas recuperações bimestrais que nos anos anteriores.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O GRUPO DE ESTUDOS COMO ALTERNATIVA PARA A EDUCAÇÃO PERMANENTE E SUAS IMPLICAÇÕES PARA A PRÁTICA DOCENTE
Elifas Levi da Silva e Jesuína Lopes de Almeida Pacca
elifas_levi@uol.com.br

Esta pesquisa pretende investigar quais conseqüências pode produzir o trabalho coletivo de um grupo de estudos formado por professores de Física. O grupo envolvido nesta pesquisa é composto por doze professores da rede pública do Estado de São Paulo, com diversos graus de experiência e formação. Este estudo se apoiará nos documentos produzidos pelo grupo e a interpretação será orientada pela etnografia e amparada por referenciais já estabelecidos, tais como construtivismo, conceitos de motivação, professor reflexivo, grupos de encontro e aprendizagem colaborativa.Queremos entender como o grupo e o trabalho coletivo contribuem para a formação pessoal, e como afetam o trabalho nas salas de aula. Esta busca pode ser agrupada em três grandes grupos: a competência profissional, o currículo e o aluno. E pode por fim, fazer luz sobre questões mais específicas, oferecendo subsídios relevantes para os que pesquisam e/ou planejam a formação de professores, sobretudo, a formação continuada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O MUSEU DE CIÊNCIAS COMO POSSIBILITADOR DE EXPERIÊNCIAS INTERDISCIPLINARES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE ENSINO DE CIÊNCIAS
Eliana Aparecida Silicz Bueno, Rosana Figueiredo Salvi, Irinéa de Lourdes Batista, Ana Paula Vancam da Luz, Cíntia Pereira dos Santos
salvi@uel.br

Neste trabalho pretendemos relatar resultados de uma experiência de interdisciplinaridade em atividades de formação continuada de professores de ciências, usando o espaço "democrático" que os Museus de Ciência oferecem, vinculando o desenvolvimento de atividades de estágios de iniciação científica, extensão universitária e ensino e aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PAPEL DA IDENTIFICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO DA RELAÇÃO ENTRE O ESTAGIÁRIO E O PROFESSOR REGENTE
Francisca Michelli Lopes; Eliana de Mello; Sergio de Mello Arruda
renop@uel.br

O presente trabalho faz parte de uma dissertação de mestrado em andamento, que focaliza a construção dos saberes docentes na formação inicial de professores de Biologia. Trata-se de um estudo de caso, realizado com um aluno do quarto ano do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, de uma faculdade da região de Londrina, cujos dados foram obtidos a partir de entrevistas. Como referencial teórico, estamos utilizando o conceito psicanalítico de identificação. Os dados apontam que o estagiário constrói (ou não) o modelo do futuro professor que gostaria de ser a partir de sua identificação (ou não) com o professor regente durante a observação de classe, tendo como pano de fundo sua experiência prévia quando aluno.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PROCESSO DE IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS VIÁVEIS PARA INSERÇÃO DA DIMENSÃO AMBIENTAL NOS CURRÍCULOS.
Maria Inêz Oliveira Araujo e Nelio Bizzo
inez@ufs.br

O trabalho pretende evidenciar nas práticas pedagógicas dos professores da Universidade de São Paulo (USP), indícios que permitam inserção da dimensão ambiental nos currículos de formação de professores de Biologia. Segunda a abordagem qualitativa busca no mundo dos significados das ações e relações humanas, o que não é percebido, nem captável estatisticamente. As disciplinas forma selecionadas, em seguida os professores foram entrevistados. Foi verificado no depoimento dos professores em que medida a dimensão ambiental estava presente nas práticas dos professores e os prováveis efeitos na aquisição de saberes pedagógicos alinhados à formação ambiental. Foi possível evidenciar nas práticas pedagógicas elementos que permitiam a inserção da dimensão ambiental nos currículos. Por considerar os conteúdos discutidos em sala de aula, como componentes do ambiente, é prudente que, ao tratar da dimensão ambiental nos conteúdos, seja considerada a forma como o conhecimento é adquirido e sua importância para a saúde da comunidade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



OFICINAS PEDAGÓGICAS: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE BIOLOGIA
TÂNIA APARECIDA DA SILVA KLEIN, VERA LÚCIA BAHL DE OLIVEIRA, ODILA MARY ELISABETH PEGORARO e RODRIGO LAUNIKAS CUPELLI
taniaklein@uel.br

Torna-se imprescindível uma reforma escolar que priorize o profissional como transformador da sua realidade, pois o homem do nosso século precisa responder às questões éticas e valorativas que se interpõem com a tecnologia cada vez mais presente no dia-a-dia das pessoas. O professor enfrenta um estado de ansiedade e conflito frente à tais necessidades emergentes. Busca-se formas de resolver tal questão, estratégias que possam contribuir, para o desenvolvimento profissional do educador e para a formação integral do educando. Iniciativas que priorizem relacionamentos colaborativos entre instituições de ensino, como as universidades e as escolas do ensino básico, são iniciativas que, se bem conduzidas, constituem experiências efetivas na melhoria do ensino. O presente trabalho objetiva, através de oficinas pedagógicas com abordagem de temas contemporâneos da sociedade, propiciar a reflexão sobre a ação do profissional ao trabalhar tais temas em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PAPIRO DE MOSCOU E RHIND: RESOLUÇÃO DE EQUAÇÃO DO 2º GRAU
Hélio Oliveira Rodrigues e José Roberto da Silva
jroberto@faintvisa.com.br - jrobertosilva@bol.com.br

A cultura adquirida pela humanidade sobre a produção de conhecimento (aquisição de uma nova idéia), tem registrado que o seu processo de estruturação tanto pode ser muito complexo como às vezes bem simples. Este estudo investe que tais processos podem promover uma melhor compreensão algébrica, em particular, sobre equações do 2o grau. O estudo envolveu 29 alunos de uma escola pública e utilizou uma proposta didática a qual historicamente se embasa nos Papiros de Moscou e Rhind, considerando também abordagens semelhantes encontradas em alguns livros didáticos. O desempenho dos alunos foi investigado através de um questionário diagnóstico frente a um questionário de verificação de aprendizagem. Os resultados apresentaram uma excelente evolução em termos de compreensão conceitual sobre os aspectos teóricos básicos bem como na elaboração, resolução algébrica e geométrica, significação da solução e habilidades resolutivas de equações do 2o grau.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PESQUISA COLETIVA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DA ÁREA DE CIÊNCIAS NATURAIS: QUÍMICA E BIOLOGIA
OTAVIO ALOISIO MALDANER; SANDRA E. NONENMACHER; ANDRÉIA GONÇALVES DA COSTA.
maldaner@unijui.tche.br

A pesquisa científica é de grande relevância e repercussão no desenvolvimento das pessoas. Pela pesquisa são produzidas rupturas no curso do conhecimento humano sobre o mundo e sobre si mesmo, é redirecionada a compreensão de sua função no meio social e são produzidos os mais diversos artefatos tecnológicos. No âmbito da formação dos professores ela está pouco presente. Isso pode limitar a atuação dos professores em uma época em que o conhecimento é renovado e recriado com grande velocidade. Iniciativas de formação pela pesquisa acontecem em cursos de licenciatura e formação continuada, mas pouco se sabe sobre a sua natureza, as produções que os envolvidos já conseguem fazer, os meios que são utilizados e a repercussão para dentro dos cursos de graduação e das escolas. No presente trabalho relata-se um exercício de pesquisa e sua gradativa inserção como atividade curricular em curso de licenciatura de Química.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: UMA INTEGRAÇÃO POSSÍVEL A PARTIR DA DISCIPLINA DE METODOLOGIA DE ENSINO DE FÍSICA I
Angela Maria Jacobus Berlitz (UNISINOS-RS) Fernanda Ostermann (UFRGS)
angelab.nho@terra.com.br

Pretende-se com este trabalho melhorar a formação do professor de Física, a partir da integração entre a pesquisa em ensino de Física e sua formação nos cursos de Licenciatura. O estudo envolve também produção de material de apoio, fundamentado em resultados dessas pesquisas relacionados às teorias de ensino-aprendizagem, à epistemologia e a conteúdos específicos de Física. Para tanto, reformulou-se a disciplina de Metodologia de Ensino de Física I, do curso de Licenciatura em Física da UNISINOS-RS. Inicialmente, os licenciandos tiveram aulas teóricas preparatórias sobre alguns resultados de pesquisa em ensino de Física. Em um segundo momento, elaboraram unidades de ensino fundamentadas em teorias de ensino-aprendizagem (e.g., Piaget, Vygotsky, Ausubel, Freire) e em contribuições da epistemologia (e.g, Popper, Kuhn, Lakatos, Laudan). A metodologia da pesquisa constitui-se de forma qualitativa e está em andamento a análise de resultados obtidos nesse projeto. Palavras-chave: Ensino. Teorias de ensino-aprendizagem. Epistemologia. Física. Pesquisa

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROJETOS TEMÁTICOS: UMA PROPOSTA CLARA PARA OS PROFESSORES?
Kristianne Lina Figueirêdo, Rosária da Silva Justi e Poliana Flávia Maia Ferreira
polianamaia@yahoo.com.br

Esse trabalho apresenta uma discussão sobre a contribuição dos Projetos Temáticos para um ensino mais contextualizado e interdisciplinar no Ensino Médio, como propõe a LDB/96. Sob essa perspectiva, através de uma pesquisa empírica, sondamos os conhecimentos e concepções dos professores a respeito dessa prática. A partir de uma análise dos resultados, identificamos alguns fatores que dificultavam a realização dos Projetos pelos professores ou mesmo lhes impedem de alcançar os objetivos desejados. Como conclusão da pesquisa, entendemos que a maioria dos professores não tinha claras as finalidades da proposta de se trabalhar com Projetos Temáticos. Sendo assim, propomos uma seqüência de etapas para o desenvolvimento desses visando facilitar a compreensão e o trabalho do professor.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RELAÇÕES DE PARCERIA: ASSUMINDO O PAPEL DE MEDIADOR
Bruna Rozalia Barboza e Silva; Yara Lygia Sáes Cerri
bruninh@linksat.com.br

Diante da tradição em centrar-se o ensino em "Matemática e Português", os professores quando se propõe a ensinar orientam-se por informações de conteúdo cientifico e desenvolvimento de atividades experimentais divulgadas pelo livro-texto de ciências de 1ª a 4ª séries iniciais. Dessa forma, acabam seguindo os livro-textos não como uma proposta de trabalho, mas sim como uma "receita de bolo", onde as idéias prévias, o diálogo, a reflexão passam a ter importância secundária nas salas de aula. Dessa forma, confirma-se a necessidade dos professores de repensarem sua própria maneira de refletir e ensinar Ciências. Este trabalho teve como objetivo, através de parcerias junto aos educadores de 3ª e 4ª séries do ensino fundamental e seus respectivos alunos, envolvê-los em discussões e problematizações sobre a aprendizagem de conceitos científicos em biologia, buscando minimizar e reverter a situação hoje presente, modificando assim as práticas pedagógicas em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



REVISANDO MATERIAIS DE ENSINO MÉDIO SOBRE O TEMA FÍSICA DE
Maxwell Siqueira; Maurício Pietrocola
maxwell@if.usp.br

Este trabalho traz uma revisão bibliográfica dos recursos sobre o ensino de Física de Partículas no ensino médio, categorizados em livros didáticos, projetos de Física, artigos de ensino de Física, sites e textos de divulgação científica. Um dos objetivos do trabalho é mostrar aos professores que se interessam pela a inserção de Física de Partículas no ensino médio, os recursos que servem de apoio para eles, tanto no sentido de busca de conhecimento mais aprofundado do assunto, quanto no de preparar as aulas com atividades, exercícios e textos e esse material, muitas vezes é de qualidade, porém não é de conhecimento de todos.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TRABALHANDO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES COM METODOLOGIA DE OFICINAS LÚDICO-PEDAGÓGICAS NA PREVENÇÃO À CONTAMINAÇÃO POR DST'S E USO INDEVIDO DE DROGAS
Jussára Machado Bertoi; Juliana da Silva; Maria Eloisa Farias
sarabert@ig.com.br

Mesmo com a transversalidade incluída nos Parâmetros Curriculares Nacionais e na nova Lei de Diretrizes e Bases , ainda são encontradas dificuldades na abordagem de temas como as doenças sexualmente transmissíveis (DST’s) e drogas. Desta forma, este estudo teve por objetivo o emprego de oficinas lúdico-pedagógicas na formação de professores, visando contribuir para a prevenção de DST’s e para o uso de drogas pelos jovens. A pesquisa foi desenvolvida com três grupos, realizando-se diferentes oficinas sendo utilizado para avaliação pré e pós-teste. Para todos os grupos, houve um aumento significativo de conhecimentos após as oficinas.As respostas foram avaliadas qualitativamente e, assim classificadas para permitir uma análise quantitativa. Com este estudo foi possível verificar a eficiência das oficinas lúdico-pedagógicas e a necessidade de sua inserção na formação de professores, o que pode ser realizado através da metodologia proposta. Palavras-Chave: DST’s - Drogas - Ensino em Saúde - Oficinas Lúdico-Pedagógicas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TRABALHO EM GRUPO: CONCEPÇÕES, PRÁTICAS E CONTRIBUIÇÕES NO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
Kelly Soares Rosa; Nora Ney Santos Barcelos
k_srosa@yahoo.com.br

A presente pesquisa aborda a concepção prévia e a prática do Trabalho em Grupo por licenciandos, durante o Curso de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Uberlândia e, mais especificamente, numa disciplina do curso. Para tanto, utilizou-se Observação direta, Entrevistas e análise de Portfólios. Constatou-se que a concepção de Grupo que prioriza a afinidade entre os componentes, favorece a exclusão social e a ação individual. Entretanto, uma estratégia – o Painel Integrado - utilizada na disciplina pesquisada, constituiu um elemento intermediário no processo, ao possibilitar na vivência das relações interpessoais grupais a revisão conceitual de valores e mudanças de atitudes. Ensinar sobre Trabalho em Grupo pode significar uma iniciativa compatível com as demandas atuais da Educação Básica e Superior, o que implica perceber e refletir o Grupo no processo da Ação, como uma construção no ambiente da sala de aula, sob mediação do professor.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM ESTUDO DE CASO NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS
Yukari Figueroa Mise, Roberta Smania Marques, Rejâne Maria Lira da Silva
yukarimise@gmail.com

Objetivamos realizar um estudo de caso do programa de extensão/ formação continuada “Os bichos vão à escola: um projeto educativo”, através de questionários mistos quali-quantitativos junto aos docentes que participaram do curso, verificando a sua aceitação, bem como mensurar a qualificação do curso quanto a despertar o interesse do docente, exigência de raciocínio lógico e relevância à prática docente cotidiana. O Curso de formação continuada “Os bichos vão à escola: um projeto educativo” se mostrou eficaz no alcance de seus objetivos. Tanto foi verificada uma grande aceitação pelo projeto, quanto o curso foi declarado bastante qualificado nos quesitos supracitados. Práticas como essa, que trabalham com formação continuada, e, associada a ela, revêem o livro didático, muitas vezes utilizado de maneira errônea, são extremamente importantes para a atuação docente quanto indivíduo, pleno de suas qualificações e capaz de se melhorar e aprimorar com o avanço da tecnologia e do conhecimento.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM PERFIL DOS PROFESSORES DE QUÍMICA DO GRUPO FOCO
Adjane da Costa Tourinho e Silva, Eduardo Fleury Mortimer, Angélica Oliveira de Araújo, Kristianne Lina Figueirêdo
adtourinho@terra.com.br

Este artigo discute a elaboração de um perfil dos professores de química do grupo FOCO (Formação continuada de professores de ciências da natureza)/UFMG, considerando aspectos relevantes do ponto de vista da formação e atuação desses profissionais. A caracterização desse grupo de professores teve dois propósitos distintos porém interligados. O primeiro deles foi possibilitar a seleção de professores de estilos diferenciados entre si para participação, enquanto sujeitos, de uma pesquisa voltada para a análise das dinâmicas discursivas de diferentes salas de aula de química. O segundo foi contribuir, junto a outras pesquisas inseridas nessa linha, para a percepção sobre como a ênfase que vem sendo dada nas últimas décadas ao diálogo e à interação no contexto escolar, vem sendo incorporada na prática dos professores de ciências que têm tido acesso a essa discussão, como é o caso daqueles que participam de grupos de formação continuada.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UM TRABALHO DE PESQUISA-AÇÃO ENVOLVENDO A EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA
Regina Helena Munhoz e Renato Eugênio da Silva Diniz
reginamunhoz@ig.com.br

Essa pesquisa tem o objetivo de analisar as possíveis implicações de um trabalho que está sendo desenvolvido sob a metodologia da pesquisa-ação na formação continuada de professores e envolvendo a educação ambiental e a educação matemática.Com esse intuito formamos um grupo de estudos com quatro professoras efetivas de matemática da Escola Estadual Padre Antonio Jorge Lima (Bauru-SP). Inicialmente trabalhamos com uma fundamentação teórica básica em Educação Ambiental e Educação Matemática. Em uma segunda momento propusemos aos participantes deste grupo que identificassem problemas ambientais que existissem no bairro, escola e/ou cidade e qual (ais) é(são) o(s) mais crítico(s) e que poderiam ser trabalhados juntamente com os alunos. Depois elaboramos um projeto para ser desenvolvido com os alunos de 7º e 8º séries da escola. Até o momento verificamos que alguns anseios (no sentido de identificação de problemas) das professoras participantes coincidem com os dos alunos envolvidos nesta proposta.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA REFLEXÃO SOBRE A AUTORIA
Odisséa Boaventura de Oliveira / Silvia L. F. Trivelato
odissea@terra.com.br

Este ensaio é um recorte da pesquisa de doutorado em andamento que toma como referência algumas noções da Análise de Discurso da linha francesa, especialmente as de formação discursiva e de tipos de discurso, como lúdico, polêmico e autoritário. Partindo-se da análise da produção escrita de relatórios por alunos da disciplina Prática de Ensino do curso de licenciatura em Ciências Biológicas, analisa-se o discurso pedagógico apropriado por esses licenciandos para articulá-lo à perspectiva da autoria na prática docente. Observou-se que nos textos dos licenciandos há um posicionamento favorável à utilização de estratégias/recursos didáticos diversos e à interação professor-aluno na sala de aula. Cabe questionar os sentidos desta manifestação, principalmente no que tange à possibilidade de formação do professor-autor e ao fato de não estar ocorrendo apenas a repetição de um discurso hegemônico presente nas instituições educacionais

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UMA VISÃO ACERCA DO PROJETO DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DE EDUCADORES
Luciana Caixeta Barboza, Maria Emília C. Castro Lima
lcbarboza@usp.br

Neste trabalho apresentamos uma visão acerca do Programa de Desenvolvimento Profissional de Educadores, uma iniciativa da Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais, no campo da formação continuada a distância de professores. Discutimos brevemente como se deram as dinâmicas de trabalho entre professores e tutores e procuramos investigar, mais detalhadamente, a partir da visão dos professores, os pontos positivos e as dificuldades encontradas por eles ao longo do programa no ano de 2004.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



VISÃO DE PROFESSORES E LICENCIANDOS EM QUÍMICA SOBRE “SER BOM PROFESSOR”
Alfonso Gómez Paiva; Ana Carolina Ribeiro Gomes; Luiz Fernando C. de Oliveira
alfonso@ibirapuera.br

Atualmente diversas pesquisas sobre as concepções dos professores estão sendo realizadas, elas contribuem para uma compreensão melhor sobre sua práxis o que permite elaborar cursos de formação continuada ou permanente que atendam as reais necessidades dos professores. O conceito de “Bom Professor” faz parte de comentários cotidianos na escola. Professores, alunos, coordenadores, pais, diretores e outros atores da unidade escolar possuem um conceito tácito de bom professor. Tal concepção está relacionada ao “saber ensinar”; ao dar uma “boa aula”; àquela “que os alunos aprendem”. O presente trabalho é o resultado de um estudo para estabelecer diferenças entre as visões de licenciandos e professores de química em exercício sobre o que é ser “bom professor”. Com o apoio da literatura sobre o assunto foi elaborado um conjunto de 11 pontos essenciais que buscam caracterizar o bom professor de química os quais serviram de critérios para análise dos questionários.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



 


Organização: Roberto Nardi e Oto Borges
Elaboração: Edvaldo Lima da Silva e Sérgio Camargo