ATAS DO V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS
 

SESSÃO DE PAINÉIS

ÁREA TEMÁTICA: LINGUAGEM, COGNIÇÃO E ENSINO DE CIÊNCIAS

 

 

A EXTERNAÇÃO DE CONCEITOS EM FUNÇÃO DA MUDANÇA LINGÜÍSTICA
Marcos Vogel, Mari Inêz Tavares, Leonardo Maciel Moreira, Daisy de Brito Rezende
dbrezend@iq.usp.br

A linguagem é o elo entre o enunciador e o receptor de um conceito. No ensino de ciências, a compreensão da linguagem está subordinada aos conceitos existentes na rede cognitiva do indivíduo. O reconhecimento de particularidades da linguagem cientifica é importante para que o ensino de ciências possa ser desenvolvido de maneira mais efetiva. Este ensino começa quando as primeiras letras são apresentadas aos alunos, o que torna importante desenvolver um trabalho neste tocante dentro de um ambiente de estudo para professores que atuam neste nível escolar. Nesse trabalho são apresentados os resultados de uma investigação em que se procurou entender como os professores do primeiro ciclo do Ensino Fundamental (1a a 4a séries) compreendem e a que idéias eles relacionam os termos “água” e “substância química”.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PRODUÇÃO DE TRABALHADORES DA SAÚDE EM FORMAÇÃO:
ANA JULIA CALAZANS DUARTE
anajulia@fiocruz.br

Investigou se o material produzido pelos alunos do Curso de Vigilância em Saúde refletiu as concepções de aprendizagem propostas, ou seja, buscou-se conhecer e problematizar em que medida a produção discente reflete os princípios pedagógicos do curso que tem como meta contribuir na formação de trabalhadores de nível médio da área da saúde pública. A análise das fontes teve como base, a concepção teórico-conceitual da Análise de Discurso em Eni P. Orlandi e Mikhail Bakthin, que explora a dimensão social da linguagem, como veículo das práticas humanas - sociais e culturais – e não meramente como meio instrumental e tecnológico das ações comunicativas. Observaram-se mudanças de ordem conceitual da relação saúde-ambiente e participação social. Os trabalhos finais (com fotos, mapas e relatos/síntese), apontam para um novo olhar sobre a saúde e sua articulação intersetorial, por possibilitar reflexão e identificação das instâncias de poder e resolutividade das ações de saúde.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A QUÍMICA NO UNIVERSO DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO.
Zailene Mendes da Rocha, Tathiane Milaré, Camila Silveira da Silva, Rosebelly Nunes Marques, Luiz Antônio Andrade de Oliveira, Olga Maria Mascarenhas Faria de Oliveira
zailene_rocha@yahoo.com.br

A Química é uma Ciência de importância indiscutível para o desenvolvimento da humanidade, desde a pré-história até os dias atuais. Embora o Ensino de Química esteja presente desde o Ensino Fundamental, a importância da Química e de seus conceitos não é evidente para a maioria dos alunos, que associam a Química com idéias negativas, tais como poluição, destruição, bombas, etc.. Neste trabalho apresentamos a visão dos alunos de Ensino Médio de duas escolas públicas de Araraquara-SP sobre a Química e como ela está presente no seu dia-a-dia. Discutimos, ainda, sobre as influências que os alunos sofrem durante o aprendizado em Química.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A UTILIZAÇÃO DO VÍDEO EDUCATIVO COMO POSSIBILIDADE DE DOMÍNIO DA LINGUAGEM AUDIOVISUAL PELO PROFESSOR DE CIÊNCIAS
AGNALDO ARROIO, MANUELA LUSTOSA DINIZ, MARCELO GIORDAN
agnaldoarroio@yahoo.com

Este trabalho apresenta uma pesquisa com um grupo de professores de ciências do ensino médio, durante um programa de formação continuada, no qual discutiram-se conceitos relacionados à leitura de vídeos e realizaram-se atividades de planejamento de ensino que utilizaram o vídeo como ferramenta cultural baseado nos conceitos da teoria da ação mediada para interpretar o processo de domínio e apropriação da linguagem audiovisual. As principais conclusões indicam que as modalidades e formas de utilização do vídeo se apresentam como estratégias possíveis para o professor se apropriar da linguagem audiovisual.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ANÁLISE DO PAPEL DISCURSIVO DO PROFESSOR SOB UMA PERSPECTIVA SOCIOCULTURAL: A EXPERIÊNCIA DAS TRÊS BACIAS
Rogério Gonçalves de Sousa, Maritana Araujo, José Moysés Alves
rogeriogdesousa@yahoo.com.br

Neste trabalho, analisamos um episódio de ensino realizado com alunos do nível Médio, uma atividade experimental de física térmica, na qual os resultados poderiam contrariar as previsões desses estudantes. Avaliamos o movimento discursivo neste evento sob uma perspectiva sociocultural. Ao considerarmos os aspectos sobre o papel do professor em aula, nossos resultados evidenciam a importância de uma prática que dê suporte aos argumentos dos estudantes para uma significação socialmente compartilhada. Essa maneira de mediar o discurso em sala é tão válida quanto a escolha de estratégias de ensino adequadas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ARTICULAÇÃO ENTRE MODELOS MENTAIS E ESQUEMAS DE ASSIMILAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS
Gustavo da Fonseca
fonseca_bio@yahoo.com.br

O presente trabalho visa por em evidência a importância da utilização de modelos mentais no ensino de ciências naturais e apresentar a proposta de promover a articulação entre os esquemas de assimilação de Piaget com os modelos mentais de Johnson-Laird, idéia já abordada por outros educadores. Defende-se, ainda, que embora exista uma distinção entre modelos mentais e esquemas, estes elementos podem ser articulados e integrados, mesmo com distintos graus de estabilidade cognitiva (esquemas sendo considerados como estruturas com um certo grau de estabilidade na memória de longo prazo, enquanto que modelos mentais são considerados instáveis e funcionais). Apresentamos a idéia de que para um ensino mais efetivo de ciências os professores devem lançar mão de todos os recursos didáticos possíveis, ainda que para isso tenham de promover uma constante articulação e integração teórica, para o tornar mais dinâmico e interessante.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ARTIGO CIENTÍFICO COMO RECURSO DIDÁTICO EM UMA DISCIPLINA DE FISICO-QUÍMICA
SALETE LINHARES QUEIROZ, GELSON RIBEIRO DOS SANTOS, LUCIANA PASSOS SÁ
salete@iqsc.usp.br

Este trabalho descreve uma atividade baseada na utilização de artigos científicos introduzida em uma disciplina de Físico-Química. A atividade proporcionou aos estudantes o contato com a literatura primária da área de química e exigiu deles a redação de um resumo sobre um artigo científico cujo conteúdo estava relacionado a tópicos ministrados na disciplina. Os resumos produzidos pelos estudantes foram analisados segundo a Análise de Discurso na Linha Francesa, como vem sendo divulgada por Eni Orlandi.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DIÁRIOS DE AULA
Marianina Impagliazzo Gonçalves
mnina@ige.unicamp.br

O presente trabalho é uma das etapas da pesquisa de doutorado do Programa de Ensino e História das Ciências da Terra da UNICAMP sob a orientação do Prof. Dr. Maurício Compiani concebendo os diários de aula como fundamental para o processo reflexivo do professor recuperando sua prática e a reflexão sobre e na práxis, tornando-o metacognitivo ao se definir sobre suas ações pedagógicas, permitindo feedback e estímulos de melhoria ao estudar os pensamentos e os seus dilemas a partir de sua perspectiva. O diário como um gênero discursivo é instrumento mediador do processo de ensino-aprendizagem nos conteúdos geocientíficos uma vez que são práticas discursivas com características próprias e com funções específicas, agindo como ferramentas na organização dos processos mentais. Entendemos os diários como um "espaço narrativo" implicando compreender aqueles que escrevem como narradores, lidando-se com a subjetividade, do ponto de vista, do lugar ocupado por quem diz.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



DISCURSOS DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO
Mariana Brasil Ramos; Tatiana Galieta Nascimento; Patrícia Montanari Giraldi; Patrícia Barbosa Pereira; Cristhiane Cunha Flôr; Narjara Zimmermann; Emerson Pessoa Ferreira; Suzani Cassiani de Souza; Irlan von Linsingen
marys7269@bol.com.br

Em março de 2004, pesquisadores de diferentes áreas disciplinares da Universidade Federal de Santa Catarina, reconhecendo a necessidade de aprofundar questões relacionadas à educação e linguagem no ensino de ciências e tecnologia, face aos novos entendimentos públicos das relações entre ciência, tecnologia e sociedade, criam um Grupo de Estudos e Pesquisas de caráter interdisciplinar que recebe o acrônimo DICITE (Discursos da Ciência e da Tecnologia na Educação). Das atividades do grupo, que envolvem principalmente estudos de ensaios teóricos e de manifestações públicas relacionadas à ciência e tecnologia, estão resultando pesquisas e articulações das temáticas inerentes emergidas no DICITE. Neste artigo são discutidos alguns dos referenciais teóricos estudados pelo grupo e sua importância no que diz respeito à educação em ciência e tecnologia, além do destaque de alguns dos trabalhos já realizados sob estas perspectivas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: DIÁLOGOS ENTRE CAMPOS E PRÁTICAS
Rita Vilanova Prata e Isabel Gomes Rodrigues Martins
vilanovar@hotmail.com

Neste trabalho buscamos entender o tratamento dado ao ensino de ciências na educação de jovens e adultos (EJA) no contexto das mudanças na legislação que demandaram uma necessidade de diálogo entre estes campos da educação. Para tanto foi realizada a análise de um material que subsidia a elaboração de propostas curriculares em âmbito nacional. Esta análise foi realizada sob a perspectiva da análise crítica do discurso, em que os textos são considerados um produto histórico e social, e desta forma, heterogêneos. Neste sentido, os objetivos deste trabalho relacionam-se com o entendimento de como o discurso da EJA e o do ensino de ciências dialogam na construção deste material. Nossos resultados indicam que devido à pouca tradição no ensino de ciências nesta modalidade da educação, a proposta curricular para a EJA representa em muitos aspectos o discurso dos Parâmetros Curriculares Nacionais, o que indica uma identidade institucional em construção.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: PELA NECESSIDADE DO DIÁLOGO ENTRE CAMPOS E PRÁTICAS
Rita Vilanova Prata e Isabel Martins
vilanovar@hotmail.com

Neste trabalho buscamos entender o tratamento dado ao ensino de ciências na educação de jovens e adultos (EJA) no contexto das mudanças na legislação que demandaram uma necessidade de diálogo entre estes campos da educação. Para tanto foi realizada a análise de um material que subsidia a elaboração de propostas curriculares em âmbito nacional. Esta foi realizada sob a perspectiva da análise crítica do discurso, em que textos são considerados um produto histórico e social, e desta forma, heterogêneos. Neste sentido, os objetivos deste trabalho relacionam-se com o entendimento de como o discurso da EJA e o do ensino de ciências dialogam na construção deste material. Nossos resultados indicam que a proposta curricular para a EJA representa em muitos aspectos o discurso dos Parâmetros Curriculares Nacionais, o que reflete o caráter incipiente da discussão acerca do ensino de ciências para jovens e adultos e indica uma identidade institucional em construção.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE CIÊNCIAS NAS SÉRIES INICIAIS: O DISCURSO QUE SUSTENTA A PRÁTICA PEDAGÓGICA
Rosemary Rodrigues de Oliveira, Renato Eugênio da Silva Diniz
rosemary@fc.unesp.br

O estudo objetiva ao analisar os discursos que os professores das séries iniciais do Ensino Fundamental possuem acerca da sua prática pedagógica de Ciências, focalizar esse docente como um sujeito que age e reage às situações cotidianas, e intervém no seu dia-a-dia a partir de valores, crenças, perspectivas, representações enraizados em sua própria história de vida, em suas experiências pessoais e profissionais. Busca evidenciar o modo como os docentes compreendem o fazer sobre sua realidade, a interação com essa realidade, o conhecimento dessa realidade, a reflexão sobre esse conhecimento, o construir-se a si mesmo. Pretende conhecer a forma pela qual professores elaboram e/ou modificam rotinas, utilizam instrumentos e materiais, como recriam estratégias, formulam procedimentos, tarefas e recursos, investigando o sentido e o significado que esses profissionais atribuem à sua experiência profissional e, em que medida, ao tomar decisões sobre sua prática passam a exercer a autonomia em sala de aula.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ENSINO DE QUÍMICA: PROPOSIÇÃO E TESTAGEM DE MATERIAIS PARA CEGOS
Ilza Mara Barros Lourenço; Liliana Marzorati
ilzamara@terra.com.br

Considerando que o processo de inclusão social do aluno portador de deficiência visual é facilitado pela adoção de estratégias pedagógicas, e pela utilização de materiais didáticos adequados. Nossa intenção é narrar, resumidamente, a confecção e testagem de um material didático desenvolvido durante o mestrado, constituído por uma tabela periódica, com inscrições em Braille, contendo legenda texturizada e por um conjunto de bolas texturizadas que representam átomos de elementos químicos. O material citado permite ao aluno, através do tato e sob a orientação de um professor, simular o estabelecimento de ligações químicas entre átomos, representar espacialmente moléculas e cadeias orgânicas e identificar casos de Isomeria. Desta forma, a tridimensionalidade molecular pode ser melhor compreendida. Também foi pesquisada a relação que os alunos estabeleciam com modelos bidimensionais. Para isso, modificamos e transcrevemos para a Grafia Química Braille uma atividade sobre equilíbrio químico, que foi ilustrada com modelos texturizados em folha de papel.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INVESTIGANDO A APLICAÇÃO DO CICLO DA EXPERIÊNCIA DA TEORIA DOS CONSTRUTOS PESSOAIS PARA PROMOVER A MUDANÇA NA COMPREENSÃO DO MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME
Heloisa Flora Brasil Nóbrega Bastos, Alexandro Cardoso Tenório, Laurentino Gonçalves da Rocha
act72@yahoo.com

Dentre os desafios enfrentados atualmente pelo ensino de ciências, encontra-se a questão da busca de metodologias que facilitem a aproximação entre as concepções mantidas pelos alunos e aquelas aceitas pela comunidade científica. Nesse sentido, este trabalho discute as possibilidades de aplicação do Ciclo da Experiência, previsto na Teoria dos Construtos Pessoais (TCP) de George Kelly, para subsidiar uma metodologia de ensino. Além disso, apresenta os resultados obtidos numa pesquisa realizada com alunos do 1º ano do ensino médio, ao estudarem o Movimento Retilíneo Uniforme (MRU). Nesse caso, observamos que o engajamento dos alunos, num conjunto de atividades organizadas de acordo com o Ciclo da Experiência Kellyana (CEK), possibilitou uma mudança nas concepções da maioria, da perspectiva aristotélica para a galileana.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA EM CURSOS DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA
Jane Raquel Silva de Oliveira, Salete Linhares Queiroz
janeraquel@iqsc.usp.br

As habilidades de escrita e leitura são extremamente importantes para os profissionais da área de química, embora seja pequena a atenção dispensada às mesmas durante o curso universitário. O periódico Journal of Chemical Education é uma valiosa fonte de informação sobre estratégias de ensino que se destinam ao aprimoramento da comunicação em linguagem científica. Neste trabalho artigos publicados no referido periódico, no intervalo de 1994 a 2004, são comentados. São também descritos os cursos Comunicação e Expressão em Linguagem Científica I e II, voltados especificamente para alunos de graduação em química e que tratam da comunicação oral e escrita.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O DISCURSO ECOLÓGICO PARA O GRANDE PÚBLICO: O CASO DO JB ECOLÓGICO
Teo Bueno e Isabel Martins
teobuenorj@yahoo.com.br

O presente trabalho analisa os editoriais do primeiro ano de publicação do Suplemento JB Ecológico a partir de algumas considerações da Análise Crítica do Discurso (Fairclough,1992,2001).A análise descreve as características composicionais do suporte, identifica e discute elementos que caracterizam a heterogeneidade do sobre mio ambiente e problematiza algumas das definições de ecologia presentes nos textos dos editoriais. Foram identificados elementos da interdiscursividade apresentada nos editoriais, que dialogam mais freqüentemente com os discursos políticos, econômicos, cientifico e religioso do que com o discurso científico sobre meio ambiente.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENSINAR NA VISÃO DE LICENCIANDOS EM FÍSICA: O PAPEL DO APRENDIZ, ABORDAGEM COMUNICATIVA E CONTEXTOS DE ENSINO
Esdras Viggiano, Cristiano Mattos
esdras@if.usp.br

Este trabalho é uma parte de um projeto de pesquisa que pretende conhecer o perfil conceitual de estudantes de licenciatura em física. Nele analisamos respostas à duas questões extraídas de um questionário aplicado em uma turma de licenciatura em física – O que é ensinar? e Como se deve ensinar?. Procuramos identificar a concepção acerca do ato de ensinar dos licenciandos, levando em conta elementos da linguagem nas respostas. Elegemos 3 grupos de categorias, no sentido de explicitá-las em função da análise comunicativa e o contexto de aprendizado do sujeito que está sob um processo de ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SIMULAÇÃO EDUCATIVA: PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA A PARTIR DO ENFOQUE CTS (CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE)
André Luis de Oliveira, Maria Aparecida Rodrigues e Ourides Santin Filho
alolivei@hotmail.com

Este artigo é resultado da disciplina “Tópicos complementares de química” ministrada no programa de pós-graduação stricto sensu em educação para ciência e o ensino de matemática da Universidade Estadual de Maringá, no segundo semestre de 2004. Essa disciplina trouxe à tona no seu programa discussões referentes à abordagem CTS no ensino de ciências. Como parte de suas avaliações teve que se apresentar uma proposta didática para alunos do ensino médio, desenvolvendo um tema com ênfase em CTS - Ciência, tecnologia e sociedade. Neste contexto, elaboramos a proposta Simulação Educativa: Produção de energia elétrica a partir do enfoque CTS, simulando uma Conferência Nacional sobre produção de energia elétrica no Brasil, o que implica na existência de grupos sociais que se posicionarão sobre as questões levantadas. Elaborando esse trabalho percebemos que é possível criar situações de aprendizagens significativas propiciando caminhos para conduzirem os alunos à autonomia nos estudos e na sociedade.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SOBRE A NECESSIDADE DA DISCUSSÃO METODOLÓGICA NO DESENVOLVIMENTO DE PROPOSTAS DE INVESTIGAÇÃO-AÇÃO EM SALA DE AULA
Maria Cristina Ribeiro Cohen e Isabel Martins
criscohen@superig.com.br

Análise de uma experiência desenvolvida em um curso de pedagogia, para as séries iniciais do ensino fundamental, da Faculdade de Formação de Professores/ UERJ, que se organizou a partir de percepções acerca de uma ausência de discussões e análise sobre os problemas atuais da sociedade no cotidiano escolar. Os resultados apontam para a necessidade de promover uma discussão metodológica como parte integrante do desenvolvimento de atividades que colocam o professor no lugar de investigador. Torna-se imprescindível explorar perspectivas metodológicas que integrem investigação e intervenção docente em desenhos de pesquisas que possuam o cotidiano docente como cenário empírico, tais como, as metodologias de pesquisa-participante e a pesquisa-ação.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



 


Organização: Roberto Nardi e Oto Borges
Elaboração: Edvaldo Lima da Silva e Sérgio Camargo