ATAS DO V ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS
 

SESSÃO DE PAINÉIS

ÁREA TEMÁTICA: ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA E ENSINO DE CIÊNCIAS

 

 

A COMPREENSÃO DE CT E VALORES DE PROFESSORAS DA ÁREA TECNOLÓGICA: BARREIRAS E CAMINHOS PARA UMA CONSCIÊNCIA CRÍTICA
Carla Cabral
carla@ctc.ufsc.br

A promessa moderna de que o desenvolvimento científico e tecnológico seria diretamente responsável por uma evolução econômica e social não foi cumprida plenamente. Os propalados segurança e bem-estar à humanidade somam-se aos riscos, agravados pela falta de uma cultura crítica dos processos da produção científica e tecnológica, tanto no meio acadêmico quanto fora dele. Esse modelo de desenvolvimento encontra no campo de estudos Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) um embate crítico, cujos questionamentos têm procurado desmistificar visões de ciência e tecnologia (CT) que mantêm presente idéias de neutralidade, autonomia e ahistoricidade. Na esfera da educação científica e tecnológica, realizo uma investigação qualitativa de aspectos sócio-históricos e epistemológicos de um coletivo de professoras e pesquisadoras em engenharia e ciências da computação do Centro Tecnológico da Universidade Federal de Santa Catarina (CTC-UFSC). O modo de fazer ciência e tecnologia calcado no mito da neutralidade afugentou questões de gênero, assim como de raça e de classe social, por exemplo. Essas desigualdades, incorporadas nas instituições da ciência, influenciaram o conhecimento produzido – objetivo e universal. Neste artigo, eu procuro verificar a consciência real do coletivo de professoras, discutir a tensão causadas pelos valores, os conflitos e contradições que emergem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONCEPÇÃO DOS PROFESSORES DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL SOBRE O ENSINO DE CIÊNCIAS
Nádia Alves Grandini, Maria do Carmo Monteiro Kobayashi
nadiag@uol.com.br

O presente trabalho apresenta um estudo da concepção do ensino de Ciências de 1ª à 4ª série do ensino fundamental para professores de algumas escolas da rede pública estadual de Bauru, SP. Este estudo é parte de uma investigação mais ampla que visa saber como vem ocorrendo o ensino de Ciências nessas séries e se está propiciando o desenvolvimento integral das capacidades cognitivas, físico e moral, também se está desenvolvendo o interesse em aprender e adquirir novos conhecimentos, que dará condições a esses alunos de exercer seus direitos como cidadão integrante da sua sociedade. A análise dos dados levantados mostra que os professores entendem a importância do ensino de Ciências, porém o ensino ainda vem ocorrendo sem a preocupação em se atingir os objetivos propostos nos PCNs, pois o mesmo não é utilizado na elaboração das aulas de ciências e algumas professoras dizem não conhecê-los. Palavras-chave: Ensino de Ciências, Séries Iniciais, Ensino Fundamental.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A CONSTRUÇÃO DO CONCEITO DE POTÊNCIA COMO UM CONCEITO UNIVERSAL NA FÍSICA
José Roberto da Rocha Bernardo, Vitor Hugo Duarte da Silva, Deise Miranda Vianna, Helena Amaral da Fontoura
bernardo.jrr@gmail.com

O presente trabalho se realizou a partir de uma pesquisa sobre o processo de construção da universalidade do conceito físico de "potência" em alunos do ensino médio de uma escola técnica estadual do Rio de Janeiro. Foi utilizada a metodologia e o material didático do Laboratório Portátil para Ensino de Eletromagnetismo (Vianna e Bernardo, 2003). A pesquisa contribuiu para a verificação da eficiência tanto da metodologia quanto do material deste Laboratório, enquanto recursos para o ensino na área de CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade). Procuramos também sugerir mudanças que possam levar à melhoria dos processos educacionais no ensino de ciências.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A INFLUÊNCIA DA INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO: CONTRIBUIÇÕES PARA A EDUCAÇÃO EM CIÊNCIA EM SALA DE AULA
Telma de Mello Frutuoso e Valber da Silva Frutuoso
tmello@fiocruz.br

O estudo tem como proposta, investigar a influência de um Programa de Iniciação Científica no Ensino Médio, sobre o ensino de ciência. De acordo com a literatura, o ensino de ciência tem se transformado em um dos temas mais importantes no campo da pesquisa em educação. O estudo foi realizado no Colégio Pedro II, tendo como sujeitos os alunos do ano de 2002; professores de biologia e química; diretor e o coordenador do Programa de Iniciação Científica, A escolha considerou tratar-se de escola Pública de grande porte com expressiva representatividade de alunos. Espera-se que o estudo identifique se a participação de alunos do Ensino Médio em um Programa de Iniciação Científica contribui para o ensino de ciência em sala de aula, tendo em vista o confronto teórico-prático que o Programa possibilita aos alunos. Finalmente, analisa-se o aproveitamento das experiências que esses alunos obtêm nos laboratórios como estratégia metodológica de ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A PRÁTICA DA FÍSICA NA ABORDAGEM INTERDICIPLINAR
Ângela Maria Hartmann e Erika Zimmermann
erika@unb.br

A pesquisa aqui relatada foi realizada em uma escola pública de Ensino Médio do Distrito Federal, e consiste de um estudo de caso sobre a maneira como os professores desenvolvem uma abordagem interdisciplinar no ensino da Física. Os critérios utilizados para a análise dos dados foram selecionados dos Parâmetros Curriculares Nacionais – Ensino Médio. Como princípio norteador da educação básica, a interdisciplinaridade coloca importantes desafios aos professores nas áreas de organização, de integração interpessoal e de conhecimentos. Apesar disso, ela tem ganho espaço na vida das escolas. A partir da identificação dos mecanismos que os professores utilizam para integrar a Física às outras disciplinas em determinada escola, levantamos elementos que permitem compreender como a interdisciplinaridade pode ser concretizada no ensino.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



A QUÍMICA E SUAS DISCIPLINAS NA ENGENHARIA: INVESTIGANDO O OLHAR DOS ALUNOS
Ana Luiza de Quadros, Dayse Carvalho da Silva, Erick de Souza Avila, Sirlaine Diniz Ferreira Brandão e Cristiane Martins Pereira
ana.quadros@uol.com.br

A Química é uma ciência central para a formação de profissionais capazes de desenvolver e analisar novas tecnologias e participar da produção científica. Por isso, investigamos a percepção dos alunos a respeito da Química presente em seus cursos e a relação estabelecida entre o conhecimento químico e o mundo de trabalho. Com base nos resultados obtidos pode-se verificar que, mesmo alegando que a química é importante para toda a área de engenharia, a percepção dos alunos sobre a(s) disciplina(s) de Química não tem sido a mesma. Através da fala dos alunos, percebemos que os mesmos não vêem os conteúdos químicos aplicados de forma direta em suas áreas de trabalho e, por isso, não acham as disciplinas de química importantes. Observamos a necessidade de repensar essas disciplinas, de modo a se estabelecer relações entre o ciclo básico e o ciclo profissional, num processo que chamamos de contextualização.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



CINEMÁTICA SEGUNDO A PERSPECTIVA DO MOVIMENTO CTS
Danilo Delogo Tavares e Thales Costa Soares
tcsoares@cbpf.br

O movimento CTS vem se destacando como um importante ferramenta metodológica para o ensino de ciências e, tal como defendido em Teixeira-2003, se tornando a nova agenda para uma pedagogia voltada para a formação cidadã. O que faremos nesse trabalho é confrontar como a metodologia proposta no trabalho citado para abordagem de conteúdos, especificamente em nosso caso, a cinemática, modifica a compreensão dos estudantes tanto dos conteúdos científicos, como da física numa perspectiva mais abrangente, em relação à metodologia tradicional.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



ESTUDO COMPARATIVO SOBRE CONCEPÇÕES DE CIÊNCIAS E CIENTISTAS ENTRE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL
Andréia de Freitas Zompero; Sérgio Mello Arruda; Maria de Fátima Lopes Garcia
andreiazompero@aol.com

Este trabalho apresenta um estudo comparativo sobre as concepções de ciências e cientistas de alunos de 5ª e 8ª séries do Ensino Fundamental, pertencentes a duas escolas do município de Londrina, PR. Os resultados demonstram que ao ensinar um determinado conteúdo o professor está passando para o aluno, de forma implícita, uma visão de como a ciência é produzida, da imagem do cientista e de valores sobre a ciência, em relação aparentemente direta com os conteúdos ministrados na disciplina na série correspondente. Enquanto que na 5ª série os alunos associam ciência com estudo sobre a natureza, seres vivos e corpo humano, na 8ª série a ciência é relacionada principalmente a descobertas e invenções. Consideramos que essa imagem implícita da ciência e do cientista, com a qual os alunos podem (ou não) se identificar, possa exercer alguma influência sobre o aprendizado do aluno quanto a natureza do conhecimento científico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



INCLUSÃO DIGITAL E ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA NO ENSINO DE CIÊNCIAS: REVISITANDO ALGUNS CONCEITOS
Mônica Norris Ribeiro dos Reis e Miriam Struchiner
mncnorris@yahoo.com.br

As tecnologias da informação e da comunicação constituem-se em ferramentas estratégicas para o acesso às novas formas de organização do conhecimento e de interação entre indivíduos e grupos sociais, bem como para o fortalecimento dos diferentes contextos sócio-econômicos e culturais no âmbito da “Sociedade do Conhecimento”. Neste cenário, os conceitos de “alfabetização científico-tecnológica” e de “inclusão digital” assumem forte destaque nas discussões sobre o papel das TICs e sobre os seus processos de incorporação. Este trabalho tem como objetivo identificar qual o enfoque dado a estes conceitos na produção acadêmica nacional relacionada à área de Ensino de Ciências, no período de 2000 a 2005.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O ENFOQUE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE (CTS) NO ENSINO MÉDIO
Nilcéia aparecida Maciel Pinheiro, Rosemari Monteiro Castilho Foggiatto Silveira e Walter Antonio Bazzo
foggiattorm@hotmail.com

Nesse artigo objetivamos ressaltar a importância do movimento CTS como impulsionador de questionamentos críticos e reflexivos acerca do contexto científico-tecnológico e social e, em especial, destacar sua relevância no Ensino Médio. Para isso, utilizamos a metodologia bibliográfica. Os pressupostos do movimento CTS têm se ampliado em toda nossa sociedade e, principalmente, vem ganhando cada vez mais adeptos na área educacional. Dentro da proposta da LDB configurada nos PCNEMs, encontramos aplicações do enfoque CTS, pois na forma como a nova proposta para o Ensino Médio foi estabelecida, percebe-se a relevância em aproximar o aluno da interação com a ciência e com a tecnologia em todas as dimensões da sociedade, considerando as suas relações recíprocas, oportunizando ao educando uma concepção ampla e humanista do contexto científico-tecnológico. Palavras-chave: CTS, Ensino Médio, Educação Científica e Tecnológica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O LÚDICO NA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA COMO INSTRUMENTO PARA A INTRODUÇÃO DE CONCEITOS DA
Alexandre de Sá Freire e Milton Ozório Moraes
alefreire2001@yahoo.com.br

O artigo discute um possível caminho para a introdução dos novos temas em Genética à luz da aprendizagem significativa proposta por Ausubel e o socio-interacionismo de Vygotsky. Para tal, temos trabalhado na construção de um jogo cujo focado no tema Genética. O objetivo do jogo é a resolução de problemas variados abrangendo os principais temas em Genética Clássica e na "Nova Biologia". Primeiramente, o jogo seria direcionado a estudantes do Ensino Médio. O jogo é composto de um tabuleiro, um dado, peões e cartões com pistas para a resolução dos problemas apresentados. Os resultados que buscamos colher deste experimento são um melhor aproveitamento e internalização dos conceitos de Genética e da "Nova Biologia", além da interação entre os participantes, tão relevante para os dias atuais onde se prima pelo compartilhamento de conceitos e idéias e pela interação dos participantes neste processo.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O PAPEL DA LEITURA E DISCUSSÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS NO FAVORECIMENTO DA COMPREENSÃO DOS ALUNOS SOBRE A NATUREZA DA CIÊNCIA: UM ESTUDO PRELIMINAR
Gelson Ribeiro dos Santos e Salete Linhares Queiroz
gelson@iqsc.usp.br

Artigos científicos constituem-se em uma rica fonte de material para trabalho no ensino superior. Atividades cuidadosamente planejadas com base em informações contidas em artigos científicos oferecem aos estudantes a oportunidade de desenvolvimento de habilidades necessárias à carreira profissional, assim como o aperfeiçoamento do conhecimento em química. Este trabalho descreve uma proposta de ensino aplicada no primeiro ano do curso de graduação em química da Universidade de São Paulo que envolveu o uso do artigo científico com o intuito de favorecer o entendimento dos alunos sobre a natureza da ciência.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



O USO DE TECNOLOGIAS CONSTRUÍDAS EM AULAS DE FÍSICA, QUE DESPERTARAM ALUNOS DE UMA ESCOLA PÚBLICA: ANÁLISE DA EXPERIÊNCIA
Luciana Breder Peres Tran e Paulo de Faria Borges
lubreder@ig.com.br

Este artigo tem como objetivo principal apresentar análise de parte da experiência de uma professora de Física. Seus sujeitos de pesquisa foram os alunos do 2o e 3o anos do ensino médio, de uma escola pública de Juiz de Fora – MG. A professora construiu em sala de aula com os alunos experiências. Estas envolveram construção de objetos pedagógicos com materiais recicláveis, devido ao baixo poder aquisitivo dos alunos e da escola. Sua análise do trabalho realizado foi baseada nas teorias construtivistas, teve como foco testar o uso de estratégias nessas turmas para proporcionar maior interesse pelo ensino de Física. As metodologias utilizadas foram: entrevista (conversa informal em sala), observação dos alunos durante a execução de todo o processo da experiência (preparo, execução, resultados), análise de relatórios construídos pelos alunos sobre as experiências. Com esse trabalho a professora encontrou resultados mais satisfatórios do que esperava quando o planejou.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PERCEPÇÕES DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO SOBRE PESQUISAS COM CÉLULAS-TRONCO
CÂMARA, João Bosco Rasslan; NASCIMENTO, José Eduardo; ARRUDA, Wagner de Carvalho; PERRELLI, Maria Aparecida de Souza
cidaperrelli@yahoo.com.br

Recentemente o Brasil assistiu a polêmica sobre a liberação do uso de células-tronco em pesquisas. Estariam nossos alunos preparados para opinar a esse respeito? Visando identificar o quê alguns estudantes do ensino médio percebem sobre essas pesquisas, aplicou-se um Questionário a alunos de três escolas de Campo Grande, Brasil. Verificou-se que os estudantes reconhecem a TV e a escola como os principais veículos de informação sobre o tema. Mostram um conhecimento superficial sobre células-tronco e também sobre pesquisas nacionais nessa área. Fazem referência aos produtos “espetaculares” da pesquisa em detrimento do processo de sua realização. A maioria usa argumentos de caráter “humanitário” para apoiar as pesquisas, mas há argumentos contrários, de caráter “moral”. Os alunos expressam uma imagem positiva da ciência e dos cientistas, e raramente mencionam os determinantes político-ideológicos das pesquisas. Estudos dessa natureza podem contribuir para a reflexão sobre o papel da escola na alfabetização científica.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROBLEMA E EXPERIÊNCIA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA À EDUCAÇÃO CIENTIFICA
José Ribeiro Leite
jrleite@fundanet.br

O trabalho experimental tem um papel relevante a desempenhar enquanto estratégia de ensino e de construção de conhecimento. O artigo trata do “problema” como elemento norteador da experiência em educação científica. Defende a tese de que a articulação entre problema e experiência é condição necessária a esse tipo de educação. Depois de uma breve introdução, apresenta experiências que não educam cientificamente ou que não condizem com a educação científica. A seguir, propõem-se outras concepções e práticas de experiências que podem proporcionar mudanças nos modelos de ensino vigentes. Por último, apresenta a relação entre filosofia e ciência, entre problema e experiência como condição necessária ao alcance dos objetivos da educação científica, onde o problema funcionaria como fio condutor da prática pedagógica e científica. Palavras-chave: Educação científica, ensino de ciências, problema e experiência.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS DISCIPLINAS DE FÍSICA, MATEMÁTICA E ROBÓTICA NUM CURSO DE TECNOLOGIA EM MECATRÔNICA INDUSTRIAL ENVOLVENDO MODELAMENTO DE ROBÔS EM 2D
Cezar Cavanha Babichak, Maria Eli Puga Beltrão, William Cezar Kruss, Viviane Briccia do Nascimento
babichak@hotmail.com

Desenvolvemos, em 2003 e 2004, um projeto com o objetivo implantar o estudos de cinemática, dinâmica e modelamento de alguns tipos de robôs que operam em duas dimensões, nas disciplinas básicas de Física, de Matemática e de Robótica no curso de Tecnologia em Mecatrônica Industrial da Faculdade de Tecnologia Termomecanica (FTT), em São Bernardo do Campo, SP. Para tanto, tivemos que construir modelos simples de robôs e formalizar as funções que regem os movimentos de seus mecanismos em relação ao tempo. O trabalho de integração das disciplinas necessitou, também, de muitas discussões dos professores, envolvendo tanto questões sobre o ensino quanto sobre temas técnico-científicos. Apresentamos, neste trabalho, os modelos de robôs utilizados naquelas disciplinas, os tipos de movimentos dos seus efetuadores estudados pelos alunos, uma breve discussão sobre a forma como este projeto vem sendo implementado em sala de aula e sobre seu o alcance e limitações.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



PROJETOS DE TRABALHO E O ENSINO DE CIÊNCIAS
Michele Facin Hansen; Terezinha de Fátima Pinheiro
michele@ced.ufsc.br

Procuramos analisar se os Projetos de Trabalho se constituem em uma forma de trabalhar o ensino de ciências através de situações problema próximas da realidade dos alunos. Buscamos também, com a aplicação de uma seqüência didática baseada em Projetos de Trabalho, verificar se os alunos conseguem desenvolver algumas habilidades propostas pelos Parâmetros Curriculares que os ajudem a compreender e a negociar com o mundo técnico e científico. Apesar de estar em fase de aplicação, já se pode inferir sobre o desenvolvimento de algumas habilidades tais como formular questões e propor soluções para o problema, colocando em prática conceitos científicos pesquisados.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



RELAÇÕES ENTRE O TRABALHO DOS ELETRICISTAS E ENCANADORES E O CONHECIMENTO CIENTÍFICO
Nilo Fortes Trevisan e Nilson Marcos Dias Garcia
nilson@cefetpr.br

Apresentam-se alguns dos resultados de uma investigação mais ampla cujo foco foi a formação profissional de encanadores e eletricistas autônomos que prestam serviços em Curitiba, sendo aqui dada ênfase às relações entre as atividades executadas e os conhecimentos científicos que as fundamentam. O trabalho de campo, realizado em 2002, teve a participação de encanadores, eletricistas, dirigentes de organizações sindicais e de escolas profissionais, e possibilitou uma visão de como acontece a apropriação de conhecimentos por parte desses trabalhadores, cujos serviços se caracterizam basicamente como trabalhos manuais, mas que se fundamentam em pressupostos científicos e tecnológicos. Foi possível verificar a capacidade explicativa desses trabalhadores e estabelecer alguns parâmetros para avaliar a importância de uma maior escolaridade na sua formação profissional. Também propiciou reflexões sobre o ensino de ciências, principalmente sobre a Física ensinada no nível básico.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



SE NÃO VAMOS
MIRANDA, Carolina Rodirgues de Souza; PIERSON, Alice Helena Campos; FAGIONATO-RUFFINO, Sandra
rscarolina@uol.com.br

O presente trabalho é fruto da nova preocupação e do interesse de diversos educadores em Ciências com a Educação Infantil, resultando em diferentes obras e projetos que objetivam o ensino de Ciências para esta faixa etária. Mas qual é a função da Ciência nesta faixa etária? Introduzir Ciências Naturais na Educação Infantil implica a coordenação de, no mínimo, dois saberes que, tradicionalmente, andaram separados e ambos sujeitos a mistificações entre os leigos e constantes reconcepções ao longo da história entre os estudiosos: a compreensão do que é ciência e do que caracteriza a infância (e a pré-escola). Nesta perspectiva, este trabalho pretende analisar o processo de algumas temáticas propostas em projetos de Ciências para a Educação Infantil, objetivando verificar como são desenvolvidas e com que objetivos, procurando compreender o que se pretende ao introduzir Ciências na Educação Infantil, que papel a Ciência pode desempenhar nesta faixa etária?

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEMA GERADOR NA SALA DE AULA E NA ESCOLA DA FAMÍLIA:
Andréia R. Oliveira e Hebe R C. Peixoto
hebercp@yahoo.com.br

Neste trabalho procurou-se conhecer o envolvimento afetivo dos alunos assim como as suas aprendizagens, ao estudarem tópicos relacionados à Química Orgânica através do uso do tema gerador “óleos e sabões”. Investigou-se também se uma atividade realizada pelos alunos no espaço da “Escola da Família” – a produção de sabão – poderia promover, tanto junto aos alunos como junto a comunidade, uma revalorização da escola enquanto espaço de aprendizagem, e do estudo da Química enquanto ferramenta para o entendimento do mundo. A avaliação mostrou que a maior parte dos alunos gostou, se interessou e se comprometeu com o estudo, e que tanto a comunidade como os alunos revalorizaram a escola como espaço de aprendizagem.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



TEMAS CONTEMPORÂNEOS: DESAFIOS AO ENSINO DE BIOLOGIA DO ENSINO MÉDIO.
VERA LUCIA BAHL DE OLIVEIRA
oliveir@sercomtel.com.br

Neste trabalho, ao considerar o Ensino de Biologia no Ensino Médio em escolas públicas, os temas contemporâneos do contexto atual e as condições nas escolas, optou-se por investigar as razões que impedem a inserção de tais conteúdos ao contexto escolar e que ainda se configuram como conteúdos fronteira. As mudanças no contexto social, suscitadas por inovações tecnológicas têm mostrado a necessidade da atualização dos professores em relação aos novos conteúdos uma vez que a compreensão da ‘produção científica’ tornou-se uma necessidade do controle público da ciência e da tecnologia. Escolhemos para constituir a amostra deste trabalho 20 (vinte) professores licenciados, concursados, efetivos nas escolas em que trabalham, com no mínimo cinco anos de docência no Ensino Médio. Como procedimento para a coleta de dados optamos pelas entrevistas semi-estruturadas.

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE INTERATIVO COMO FERRAMENTA DE APOIO AO ENSINO DE GRÁFICO EM FÍSICA, EM UM AMBIENTE DE APRENDIZADO INTERATIVO COLABORATIVO
Claudinei Aparecido Oliveira Moreira (AP) e Marcelo Giordan Santos (PQ)
claudinei_moreira@yahoo.com.br

Em nosso artigo descreveremos o trabalho de pesquisa que será realizado utilizando um ambiente de aprendizado interativo colaborativo, apoiada na troca IDRF, onde os alunos desenvolverão uma atividade que consiste na construção de gráficos. Isso será feito através de um estudo dirigido, com auxilio do computador e um software que foi desenvolvido especialmente para essa atividade. O registro das atividades, desenvolvidas pelos alunos, no processo de construção do conhecimento, como os diálogos de aprendizado, gestos dos alunos e a mediação feita pelo professor, serão gravadas em vídeo. A tela do computador, onde os alunos desenvolverão as atividades, será gravada através de um software instalado nele, serão registrados todos os movimentos do ponteiro do mouse, feitos pelos alunos no processo de construção dos gráficos. A analise dos dados será feita através da analise dos diálogos entre o aluno e o professor e entre aluno-aluno e também através das interações entre aluno-computador

Trabalho Completo (versão em PDF)

Trabalho Completo (versão em Word)



 


Organização: Roberto Nardi e Oto Borges
Elaboração: Edvaldo Lima da Silva e Sérgio Camargo